Diário da Região

20/08/2019 - 15h34min

VÍRUS

Votuporanga confirma dois casos de sarampo

Doença está avançando na região; vacina contra o vírus está disponível na rede pública

OMS/Opas A Secretaria de Saúde de Votuporanga confirmou dois casos de sarampo
A Secretaria de Saúde de Votuporanga confirmou dois casos de sarampo

A Secretaria de Saúde de Votuporanga confirmou dois casos de sarampo. Os pacientes são uma jovem de 21 anos, moradora do bairro Santa Amélia, e uma criança de 1 ano e 6 meses, moradora do bairro Pozzobon. As duas passam bem e estão em casa e a Saúde garante que realizou o bloqueio vacinal em quem teve contato com as pessoas com a doença e também em quem está com suspeita - são 21 ocorrências em investigação.

Em Fernandópolis, mais três casos foram confirmados, totalizando 31 em moradores da cidade e um de Taquaritinga, mas que foi diagnosticado em Fernandópolis. Ainda há 40 casos em investigação. Em Rio Preto, são 13 casos confirmados.

Os exames são colhidos nas cidades e enviados ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e também à Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. 

O sarampo é uma doença altamente contagiosa - cada caso pode dar origem a outros 20. É provocada por um vírus transmitido por meio de secreções respiratórias pela fala, tosse e espirro da pessoa infectada. Os sintomas são febre alta, tosse seca, coriza, conjuntivite, manchas vermelhas na pele e manchas branco-amareladas nas mucosas.

A maneira mais eficaz de prevenir a doença é a vacinação, disponível na rede pública. Mesmo que a proteção não seja total, a imunização protege contra evoluções graves da doença. Pelo calendário nacional, as doses devem ser administradas aos 12 e aos 15 meses de vida do bebê. Pessoas de até 29 anos precisam de duas doses na vida; adultos de 30 a 59 estão protegidos com apenas uma e idosos não necessitam da vacina.

A recomendação para quem perdeu a carteira de vacinação é que compareça à unidade de saúde onde costuma se vacinar, pois pode ser que a rede tenha um registro de imunização do paciente. Caso a dúvida permaneça, o ideal é tomar a vacina contra o sarampo. A contraindicação é para grávidas e quem tem deficiência no sistema imunológico, como pessoas em tratamento contra o câncer e quem teve HIV diagnosticado. Quem tem alergia grave a ovo deve receber a dose em uma unidade de pronto atendimento para ser monitorado.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.