Encontros matinais em escolinhas integram o "Diário da Gratidão"Ícone de fechar Fechar

O CONTADOR DE CAUSOS

Encontros matinais em escolinhas integram o "Diário da Gratidão"

Jocelino Soares desvendou os mistérios do personagem para a criançada


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Personagem do folclore brasileiro, o saci foi o tema principal do artista plástico Jocelino Soares durante a dinâmica com os alunos da escola municipal de ensino infantil Peter Pan, do bairro Sinibaldi, nesta quarta-feira, 7. Este foi o terceiro dia da campanha "Doe seu tempo e seu conhecimento", parte do projeto Diário da Gratidão.

A turminha das primeiras e segundas etapas da escola se divertiu ouvindo a história sobre a criação de sacis, além de aprenderem a canção do galo e também comentarem sobre algumas obras feitas por Jocelino, as quais eles já estudaram na escola.

Além das crianças, os professores, a coordenadora Elizandra Mayor Lima e a diretora Solange Bomfim Megiani também entraram na brincadeira e participaram da atividade feita por Jocelino.

Durante a história dos sacis, os questionamentos dos alunos, de 4 a 5 anos, foram os mais diversos possíveis para o artista plástico. Desde como os sacis se alimentam a até onde eles vivem.

Teve até quem duvidou da existência dos sacis. "Tio, o saci é uma lenda", disse uma das crianças para o artista plástico.

Ao final, vários alunos se levantaram para questionar ou para dizer que também eram pintores assim como Jocelino, ou que gostavam de pintar.

"Gostei muito. É um trabalho que faço há muito tempo com crianças e me deixa muito satisfeito o fato deles estudarem parte da minha obra. Uma honra", contou Jocelino.

Em relação à obra do artista plástico, uma das questões foi sobre o porquê os olhos das moças nas pinturas eram tão grandes. "É uma homenagem para as mulheres da roça. Um olhar de resignação", explicou Jocelino para os alunos.

Segundo a professora da turma da primeira etapa, a "tia" Luciana Molina, a visita de Jocelino foi interessante tanto para os professores quanto para os alunos. "Nós já vimos algumas coisas da obra dele [em sala de aula]. E para eles, saber que esse artista existe, que é de verdade, é surpreendente. Eles ficam impressionados. Por isso achei muito legal", disse.

A "tia" Heloísa Helena disse que seus alunos gostaram de toda a interatividade feita por Jocelino. "Eles gostaram bastante da canção do galo, falaram sobre o saci e também que querem ir ao sítio para visitar os sacis do Jocelino", contou.

Programação

Nesta quinta-feira, 8, a programação do Diário da Gratidão segue com a psicóloga Kátia Ricardi, que visita a escola Peter Pan, a jornalista Elma Bassan, que estará na escola Bela Adormecida, o músico Samuel Moreti, do grupo Kombinados, na escola Joãozinho e Maria, e o maestro Paulo de Tarso, na escola Anna Mantovani de Andrade.

Clique AQUI para ampliar a imagem  (Foto: Reprodução)

A quarta-feira, 7, teve uma programação totalmente esportiva para os alunos das escolas Bela Adormecida, Joãozinho e Maria e Anna Mantovani de Andrade.

O sensei de judô Léo Mansor fez todo mundo se movimentar na escola Bela Adormecida.

"Procurei contar um pouco da história do desenvolvimento do judô, da origem japonesa, e dei uma pequena iniciação da luta, fazendo algumas quedas com eles. Foi fantástico", afirmou.

Na escola Joãozinho e Maria, o professor de badminton Roberto Leal deixou os pequenos empolgados com demonstrações de iniciação do esporte da raquete e peteca.

"Foi maravilhoso. Amei. Todas as crianças participaram, joguei badminton com a peteca com uma professora e passei um badminton adaptado com bexiga, que é uma iniciação", explicou.

Por fim, a professora de damas Sueli Bessa ensinou um pouco do jogo para os alunos da escola Anna Mantovani de Andrade.

"Já tinha feito um trabalho parecido há alguns anos nas escolas também. Achei que foi muito produtivo. Coloquei eles em duplas e passei um pouco sobre as noções básicas para eles jogarem. Gostei muito dessa primeira experiência", concluiu. (MS)