Rio Preto e região registra temperatura quase a 0 grausÍcone de fechar Fechar

Congelante

Rio Preto e região registra temperatura quase a 0 graus

Cidades da região registraram temperaturas próximas de zero grau, o que provocou geada em alguns pontos; segundo meteorologistas, o "pior" já passou e os termômetros devem voltar a subir


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O fim de semana foi congelante na região. E não é força de expressão. Em algumas cidades do Noroeste paulista, os termômetros ficaram bem próximos a zero e em algumas cidades houve geada. Em Jales, segundo o Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas (Ciiagro), no domingo, dia 7, a temperatura mínima chegou a 0,6 graus Celsius.

Em Rio Preto, o final de semana também foi gelado. No sábado, 6, a cidade chegou a 4,9 graus, enquanto no domingo, a temperatura mínima foi de 4,5 graus. O frio foi tão intenso que a água de um bebedouro de animais no distrito de Ibiporanga, em Tanabi, congelou.

O pecuarista João Fernando Parro, de 31 anos, foi um dos moradores que se surpreenderam com o frio. Na manhã de domingo, 7, quando foi alimentar o gado, teve a surpresa de encontrar o bebedouro das novilhas com a água congelada. "Eu moro na zona rural de Tanabi há 30 anos e é a primeira vez que eu vejo uma geada tão forte assim. Sempre geava perto do rio, mas até a minha casa, deixando o pasto queimado, é a primeira vez", contou João, que estima que terá que gastar R$ 10 mil para comprar ração para o gado até que o pasto volte a nascer.

Quem também se surpreendeu com a formação de uma camada de cristais de gelo na superfície de folhagens expostas às baixas temperaturas foi Jéssica Bandeira da Silva, de 28 anos. "Foi a primeira vez que eu vi isso na nossa região. Fiquei impressionada, quando acordei na manhã de domingo. Por volta das 7h, eu saí para o lado de fora da casa e vi que estava tudo coberto de gelo, até os carros ficaram cobertos com uma camada fina de gelo", contou Jéssica, que estava em um rancho na zona rural de Novais quando fez os registros da geada.

Segundo a meteorologista do Instituto de Pesquisas Meteorológicas da Unesp de Bauru (IPMet) Zildene Pedrosa, para formação de uma geada a temperatura deve ficar abaixo de três graus. "Num campo de área mais aberta pode ter dado a formação de geada", destacou.

Foi o que constatou o motorista William Ribeiro dos Santos que, quando chegou para trabalhar em um canavial próximo de Catanduva na manhã deste domingo, encontrou as folhagens cobertas por uma camada de cristais de gelo. "Avistamos tudo branco. Fiquei surpreso", falou. Na região de Pindorama, de acordo com os dados do Ciiagro, no domingo, 7, a temperatura mínima chegou a 2,7°.

Houve também registros de geada em Tabapuã, Uchoa, Tanabi e Catiguá. Em Monte Aprazível, no domingo, os termômetros chegaram à mínima de 1,1°. Já nesta segunda-feira, 8, a cidade teve miníma de 1,4°. Estrela d'Oeste também registrou temperaturas perto de zero grau. No domingo, a temperatura chegou à mínima de 1,7°.

Diogo Arsego, meteorologista do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTec), ressalta que a expectativa é que nos próximos dias a temperatura mínima aumente. "A previsão é de lenta elevação das temperaturas, devemos ter uma condição de tempo mais seco para o Noroeste de São Paulo. Pode ocorrer formação de nevoeiros em alguns pontos nas primeiras horas do dia, principalmente próximo a rios, lagos e açudes. Mas de forma geral a região terá o predomínio do sol".

Ainda segundo o meteorologista, nos próximos dias deve haver queda nos índices de umidade relativa do ar, o que requer cuidado redobrado com a saúde. "É bom evitar atividades físicas nas primeiras horas da tarde e hidratar bem o corpo, principalmente para quem tem problemas respiratórios", aconselhou Diogo.

Temperaturas mínimas pela região (segundo o Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas - Ciiagro)

Rio Preto

  • Sábado: 4,9º
  • Domingo: 4,5º
  • Segunda-feira: 4,9º

Pindorama

  • Sábado: 5º
  • Domingo: 2,7º
  • Segunda-feira: 3,5º

Cardoso

  • Sábado: 6,1º
  • Domingo: 1,5º
  • Segunda-feira: 2,8º

Estrela d'Oeste

  • Sábado: 6,6º
  • Domingo: 1,7º
  • Segunda-feira: 1,8º

Fernandópolis

  • Sábado: 5,6º
  • Domingo: 5,2º
  • Segunda-feira: 5,3º

General Salgado

  • Sábado: 4,9º
  • Domingo: 3,7º
  • Segunda-feira: 3,7º

Guaraci

  • Sábado: 7,2º
  • Domingo: 1,4º
  • Segunda-feira: 2,9º

Jales

  • Sábado: 5,5º
  • Domingo: 0,6º
  • Segunda-feira: 0,4º

Monte Aprazível

  • Sábado: 5,8º
  • Domingo: 1,1º
  • Segunda-feira: 1,4º

Monte Azul Paulista

  • Sábado: 6,4º
  • Domingo: 4,6º
  • Segunda-feira: 4,3º

Nhandeara

  • Sábado: 5,9º
  • Domingo: 3,1º
  • Segunda-feira: 5,9º

Paulo de Faria

  • Sábado: 6,7º
  • Domingo: 3,7º
  • Segunda-feira: 3,9º

Santa Fé do Sul

  • Sábado: 7,4º
  • Domingo: 5,5º
  • Segunda-feira: 6,9º

Votuporanga

  • Sábado: 6º
  • Domingo: 2,4º
  • Segunda-feira: 2,8º

Um bebê de 37 dias foi resgatado com sinais de hipotermia na manhã desta segunda-feira, 8, no bairro Santa Maria, em José Bonifácio. O menino estava sujo, sem agasalho, com pés, mãos e boca arroxeados e já sem reação quando os policiais militares chegaram à residência após terem recebido uma denúncia. De acordo com informações da PM, os pais da criança são usuários de drogas e já conhecidos da polícia. O caso foi registrado como maus-tratos, violência doméstica e ameaça.

O pai do menino aparentava estar embriagado quando os agentes chegaram. Na casa havia cacos de garrafas e de vidraças. Ele segurava o bebê no colo, já sem reação e com sinais de hipotermia. Os policiais puseram a criança em uma banheira com água quente. Aos poucos, ela foi reagindo e começou a chorar. Foi agasalhada, enrolada em uma coberta e pegou no sono.

Os pais alegaram que fizeram uso de bebida alcoólica e cocaína durante a madrugada e começaram a brigar. A mãe foi ouvida e liberada; o pai não se apresentou no Plantão Policial. Após passar por exames médicos na Santa Casa de José Bonifácio, o menino foi entregue à avó materna, que vive em outra cidade. (Colaborou Millena Grigoleti)