Diário da Região

08/06/2019 - 00h30min

CUSTO DE VIDA

Inflação fecha mês de maio com alta

Os combustíveis pesaram mais no bolso das famílias no mês passado

Johnny Torres/Arquivo Desaceleração da inflação foi puxada pelo grupo alimentação e bebidas
Desaceleração da inflação foi puxada pelo grupo alimentação e bebidas

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou o mês de maio com alta de 0,13%, ante um avanço de 0,57% em abril, informou nesta sexta-feira, 7, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta de 0,13% foi a taxa mais baixa para o mês desde 2006, quando tinha subido 0,10%.

Considerando todos os meses, o IPCA de maio foi o mais baixo desde novembro de 2018, quando caiu 0,21%. Com o resultado, a taxa acumulada em 12 meses pelo IPCA desacelerou de 4,94% em abril para 4,66% em maio. Em maio de 2018, o IPCA foi de 0,40%.

A desaceleração da inflação medida pelo IPCA na passagem de abril para maio foi puxada pela deflação no grupo alimentação e bebidas.

Os gastos das famílias com alimentação passaram de alta de 0,63% no quarto mês do ano para queda de 0,56% em maio. A contribuição do grupo para a inflação saiu de 0,16 ponto porcentual para -0,14 ponto porcentual no período.

Os custos da alimentação fora de casa subiram apenas 0,03% em maio. Ao mesmo tempo, os alimentos para consumo no domicílio recuaram 0,89%.

As famílias pagaram menos pelo tomate, que caiu 15,08% após a alta de 28,64% em abril, e pelo feijão carioca, que acentuou a queda de 9,09% no quarto mês do ano para declínio de 13,04% em maio.

As frutas (-2,87%) também recuaram mais intensamente do que em abril (-0,71%).

Por outro lado, o leite longa vida (2,37%) e a cenoura (15,74%) subiram em maio, após apresentarem quedas (-0,30% e -0,07%, respectivamente) em abril.

Combustíveis

Os combustíveis pesaram mais no bolso das famílias em maio, mas as passagens aéreas mais baratas evitaram uma alta maior no gasto com transportes. O grupo transportes saiu de uma elevação de 0,94% em abril para um aumento de 0,07% em maio, dentro do IPCA.

A gasolina ficou 2,60% mais cara em maio, item de maior impacto individual no IPCA, uma contribuição de 0,11 ponto porcentual.

Houve alta no preço em todas as regiões pesquisadas, desde um aumento de 0,50% na Região Metropolitana de Porto Alegre até 7,17% no município de Goiânia.

Por outro lado, as passagens aéreas passaram de uma alta de 5,32% em abril para uma queda de 21,82% em maio, o maior impacto individual negativo no mês, -0,10 ponto porcentual.

"Eu olhei a série histórica, é comum queda de passagens aéreas no mês de maio. Cai todos os meses de maio", ressaltou Pedro Kislanov da Costa, analista do Sistema Nacional de Índices de Preços do IBGE.

O preço do etanol caiu 0,44% em maio, enquanto o óleo diesel aumentou 2,16%.Os ônibus intermunicipais subiram 0,45%, em função de reajustes em Fortaleza e Salvador.

O ônibus urbano aumentou 0,18%, devido a reajustes em Goiânia e Salvador. O metrô ficou 0,17% mais caro, devido ao reajuste no Rio de Janeiro.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso