Diário da Região

07/06/2019 - 00h30min

RIO PRETO

Só três dos sete grupos atingem meta de vacinação

Oito mil moradores dos grupos de risco não foram aos postos para a imunização

Mara Sousa 30/5/2019 Doses da vacina acabaram na terça-feira, 4, em Rio Preto
Doses da vacina acabaram na terça-feira, 4, em Rio Preto

As doses de vacina contra gripe esgotaram-se nas unidades básicas de saúde de Rio Preto sem que se atingisse a meta de imunização do público-alvo. Cerca de 8,2 mil pessoas que fazem parte do grupo de risco e deveriam ter procurado os postos não estão protegidas contra gripe, segundo balanço divulgado pela Prefeitura nesta quarta-feira, 5.

No ano passado, após prorrogações, a meta de vacinar 90% da população mais vulnerável foi atingida, porém neste ano ficou em 84,29%. As doses eram contra os três subtipos da gripe que estão circulando com mais intensidade: Influenza H1N1, H3N2 e B.

O objetivo do Ministério da Saúde só foi alcançado entre os professores (98,12% de cobertura), puérperas (95,64%) e idosos (91,98%). Dos sete grupos, quatro não atingiram a meta estabelecida pelo governo federal: pessoas com doenças crônicas e comorbidades (68,9% de cobertura); gestantes (79,1%); crianças (81,6%) e trabalhadores de saúde (87,7%).

Após o fim da campanha oficial na última sexta-feira, 31, a vacinação foi aberta a toda a população. Havia em Rio Preto cerca de 20 mil doses disponíveis, mas os grupos prioritários e pessoas que não estavam inclusas na campanha procuraram os postos e elas se esgotaram na terça-feira, 4.

Dos grupos prioritários da campanha, mas sem meta de vacinação, foram imunizados 773 policiais, 2.513 presidiários, 259 funcionários do sistema prisional, além de 12.722 pessoas sem comorbidades e 1.439 crianças que necessitavam da segunda dose. No total geral, foram aplicadas 139.629 doses em Rio Preto.

Uma pessoa morreu neste ano vítima de influenza H1N1. Há 11 casos de síndrome respiratória aguda grave (gripe severa) confirmados, sendo sete deles de H1N1, três de H3N2 e um de influenza. Três suspeitas ainda estão em investigação e 72 foram descartadas. No ano passado, foram registrados 17 óbitos - a maioria de pessoas que faziam parte do público-alvo, mas não haviam tomado a vacina - e 107 casos.

De acordo com Michela Dias Barcelos, gerente do setor de imunizações da Secretaria de Saúde, muitos moradores de Rio Preto que estavam no público-alvo acabaram tomando a vacina na rede privada, que oferece a dose quadrivalente, a qual protege contra quatro tipos de vírus. Ela ressalta que toda a população, inclusive quem está imunizado, deve adotar os hábitos que previnem a gripe. "Ambientes mais arejados, não levar a mão a boca, nariz e olhos se tocou em locais que outras pessoas podem ter tocado", diz.

A vacina ainda está disponível na rede privada. No HB Saúde, custa R$ 70 para conveniados e R$ 80 para quem não possui o plano; na Unimed, a dose sai por R$ 90 e R$ 100, respectivamente.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso