Diário da Região

06/06/2019 - 00h30min

DESAPEGUE E DOE

É preciso praticar o desapego e pensar no bem ao próximo

Luciano Ramos 5/6/2019 Sérgio Teixeira com a colaboração que fez para a campanha
Sérgio Teixeira com a colaboração que fez para a campanha

Um gesto simples, que pode ajudar a salvar vidas. Mas nem sempre se desfazer de uma peça de roupa para contribuir com quem tem frio é fácil. Muitas pessoas são apegadas aos objetos pessoais e relutam a abrir mão de qualquer item. Por meio da campanha Diário da Gratidão, o Diário propõe o desapego em nome do próximo: neste mês, o projeto incentiva a doação de peças de roupas, que serão revertidas à Campanha do Agasalho da Prefeitura, que contribui com 39 instituições sociais da cidade.

Segundo o professor de psicologia da Unorp Marcus Vinicius Gabriel, a explicação para essa dificuldade de desapego está vinculada a algum tipo de carência ou vazio afetivo que a pessoa tenha, que acaba fixando em objetos, como roupas.

"Ela transfere esse vazio afetivo para aquele objeto. Se desfazer disso é como se estivesse cortando um cordão umbilical. Em determinadas situações a coisa é bem severa", diz.

Para o psicólogo esse tipo de comportamento, de apego excessivo, compromete completamente a vida social, conjugal e até familiar da pessoa.

"Isso pode desencadear um descontrole emocional no indivíduo e, para aliviar determinadas tensões, as pessoas vão sentindo uma necessidade muito grande de não se desfazer dessas coisas, porque vão ter dificuldade de lidar com a ausência daquilo. Ela prefere não doar do que enfrentar a dificuldade de lidar com a ausência. É uma resistência", afirma.

Marcus explica que uma sugestão para começar a desapegar das roupas antigas que estão no guarda-roupas e ajudar o próximo é começar com objetos de valores menores. "Para não deixar de exercer esse exemplo de cidadania, a ideia é começar pelas peças com menor vínculo afetivo e não deixar de doar. O simples fato de doar essas peças com menos vínculo afetivo já começa a trabalhar, gradativamente, a pessoa para doar peças que são de maior valor. Claro que a pessoa tem que estar disposta e saber que isso é estratégico", ensina.

Doações

E quem se mostrou disposto e doou para a Campanha do Agasalho do projeto Diário da Gratidão foi o policial militar Sérgio Teixeira, de 53 anos. Ele contou que soube da campanha por meio de uma mensagem enviada pelo aplicativo de troca de mensagens WhatsApp. "Vi a mensagem e resolvi juntar umas coisas e ajudar. A campanha é muito importante, porque tem gente que precisa e não tem", afirmou.

O doador ainda disse que não vê necessidade de juntar as coisas em casa sem usá-las. "Nós temos muita coisa que não usamos. Não tem necessidade de guardar. Para mim, quanto mais você ajuda, mais você recebe", disse Sérgio, que doou duas sacolas e uma caixa com roupas.

Diário da Gratidão

Se você deseja seguir o exemplo de Sérgio e se desapegar daquela peça de roupa que não usa mais, o Diário promove até o próximo dia 30 de junho a Campanha do Agasalho. Os interessados em contribuir podem trazer doações à Redação do Diário da Região, localizada na avenida Feliciano Sales Cunha, 1.515, no Distrito Industrial, de domingo a domingo, das 8h às 18h. A única exigência da campanha é que todas as peças de roupas estejam em boas condições de uso.

Projeto precisa de material

O Projeto Mundo Novo - Associação Paraíso, do núcleo Eldorado, precisa de doações de materiais escolares e didáticos para atender as 450 crianças que diariamente participam de atividades complementares.

Por meio da campanha Diário da Gratidão, o Diário disponibiliza o espaço para receber as doações de caderno, lápis, borracha, apontador, folhas de sulfite e jogos de tabuleiro. As doações podem ser entregues na sede do jornal, na avenida Feliciano Salles Cunha, 1.515, no Distrito Industrial.

O projeto Mundo Novo atende crianças e adolescentes de seis a 14 anos para orientá-las nas atividades escolares e do estudo com toda atenção dos pedagogos que auxiliam nas tarefas. Ao todo, são 15 professores que trabalham no projeto e mais 28 funcionários. Todas as crianças que participam do projeto precisam estar matriculadas em alguma escola do município. (Colaborou Luciano Ramos)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Aguarde, carregando...

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mas.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses após o perí­odo R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses, após o período R$ 16,90

Já é assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.