Morre sertanejo Léu, da dupla com Liu Ícone de fechar Fechar

LUTO NO SERTANEJO

Morre sertanejo Léu, da dupla com Liu

Ainda não informações sobre a causa da morte e detalhes sobre o velório e sepultamento, que devem acontecer em São Paulo, onde o sertanejo, que estava com 77 anos, vivia com a família


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Morreu em São Paulo nesta quinta-feira, 16, o cantor e violeiro Léu, que fazia dupla com Liu, e que tinha mais de 60 anos de carreira na música caipira brasileira. A dupla nascida em Itajobi (irmãos de Zico e Zeca e primos de Vieira e Vieirinha) havia sido desfeita em 2012 após a morte de Liu, mas o irmão seguiu a carreira com apresentações ao lado do irmão Lourenço e do violeiro Joãozinho, em shows sempre recheados de alguns dos grandes clássicos da música sertaneja do Brasil.

Léu estava com 82 anos e faleceu em casa, de causas não divulgadas. O velório acontece a partir das 21 horas desta quinta-feira, 16, no cemitério Chora Menino - Rua Nova dos Portugueses, 141, Imirim, na capital - e prossegue até às 9 horas desta sexta-feira. O corpo segue depois para a Vila Alpina para ser cremado.

Léu (nascido Walter Paulino da Costa) iniciou carreira com Liu na cidade natal dos dois, Itajobi, em 1959. Entre os vários sucessos da dupla estão "O Ipê e o Prisioneiro", "Boiadeiro Errante", "Rei do Café", "Caminheiro" e "A Sementinha". Ao todo somam-se 32 LPs pelas gravadoras Continental, Chantecler, RCA Victor, Copacabana e Tocantins, e 17 CDs em várias outras.

Em 2002 conquistou a indicação ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Música Regional com o disco “Jeitão de Caboclo”.