Diário da Região

08/05/2019 - 00h30min

MEU AMIGO VIRA-LATA

No Diário da Gratidão, conheça a história da gatinha Cristal

Resistentes, amorosos e leais, os cães vira-latas são exaltados por seus donos que não os trocam por nada; conheça também a história da gatinha Cristal, que busca um lar para morar

Mara Sousa 26/4/2019 Gatinha Cristal
Gatinha Cristal

A raça é indefinida, mas o amor deles é incomparável. Muitas vezes sem os mimos de um cão de raça, os vira-latas "ganham" os donos, demonstrando carinho e lealdade sem fim. Como não têm valor de mercado, geralmente são os que mais sofrem com o abandono. Por isso, a campanha Diário da Gratidão - que visa a incentivar a adoção de animais de estimação - vai apresentar algumas das qualidades desse tipo de cãozinho.

Levando o nome do rei da selva, Leão chegou ao bairro Anchieta há três anos e desde então se tornou o melhor companheiro da cabeleireira Teresinha de Fátima. "Digo que ele que me escolheu. Ele apareceu aqui, mas sempre achei que ele já tinha algum dono. Mas a partir do momento que teve contato com a gente, ele não queria mais ir embora. Começou a me seguir em todos os lugares", contou.

Em um dia de chuva, finalmente Leão foi adotado. "Ele começou a chorar no portão. Foi quando coloquei ele para dentro. Eu não queria arrumar um cachorro, porque fazia pouco tempo que tinha perdido a minha. Mas não me arrependo, não. Ele foi a melhor coisa que aconteceu. É muito bom ter ele", diz a cabeleireira.

Cuidadoso ao extremo, mesmo com uma pata manca, Leão "protege" tanto Teresinha quanto seu marido Roberto. "Se meu marido está na rua e vai guardar o carro, ele fica em volta e se passa gente ele late. É um companheirão", afirma.

Quem também não troca o "melhor amigo" por nada é a auxiliar administrativa Anna Clara, dona do vira-lata Brownie. "Ele é minha paixãozinha. É diferente dos outros cachorros. É carinhoso, brincalhão e tem algo especial. Ele sente quando estamos mal. Fica perto e parece que tenta melhorar seu humor", explica.

Clara conta que achava que Brownie não sobreviveria logo quando nasceu. "Era tão pequenininho, sem forças, achamos até que ele não sobreviveria, mas hoje tem uma força, um pique, que enche nosso coração de amor", diz ela, que está há três anos com o cão.

Característica

Para a veterinária Maria Beatriz Sardilli, a força de sobrevivência relatada de Leão e Brownie são características diferentes dos vira-latas, sejam eles cães ou gatos.

"Eles são mais resistentes até pela mistura das raças. Isso não significa que eles não precisam de toda assistência, como vacinas, castração e ajuda veterinária. Mas percebemos que às vezes eles estão em condições péssimas de saúde e com um bom tratamento e boa alimentação eles ficam bem. E com o animal de raça por vezes não acontece isso", explica.

Segundo a veterinária, os vira-latas carregam traços de muita lealdade e amor aos donos. "O que eu percebo é que o animal adotado parece que entende que você o tirou da rua e que você deu uma oportunidade para ele. Então eles são extremamente gratos", diz. "Meus gatos todos são vira-latas. Foram animais adotados da rua, filhotes, e não têm diferença nenhuma. Até falo para as pessoas que querem comprar um animal, por que não adotar?", finaliza.

Cristal

Mara Sousa 26/4/2019 Diário da Gratidão - adoção de animais - Gata Cristal
Diário da Gratidão - adoção de animais - Gata Cristal
  • Idade: Cinco meses
  • Raça: Vira-lata
  • Sexo: Fêmea
  • ONG: Fauna Protetora

Ela é pequenininha, tem apenas cinco meses e busca um lar para ficar. Essa é gatinha Cristal, primeira gata apresentada pelo projeto Diário da Gratidão. Foi encontrada em um terreno vago há cerca de um mês por uma das voluntárias da ONG Fauna Protetora Lourdes Vidoto.

“Fui caminhar à noite e escutei ela miar. Quando voltei, ela estava lá me esperando. A Cristal é superdócil, brincalhona e muito ativa. É ideal para quem gosta de um bichinho agitado”, diz Lourdes.

Castrada e com a primeira vacina tomada, seguindo os itens básicos pedidos pelo Diário para divulgar os animais disponíveis para adoção, Cristal está em fase de crescimento. Lourdes explica que ela gosta bastante de comer. “Isso mostra que ela está saudável”, afirma.

Segundo a voluntária, o nome de Cristal foi escolhido porque a gatinha tem um brilho próprio. “Passam tantos animais por nossa vida que a gente não sabe qual nome pôr. Mas o dela foi porque ela tem um brilho, mesmo”, disse.

Cãozinho à espera

Além de Cristal, quem ainda aguarda por um lar é o cãozinho Raí. Divulgado na edição desta terçafeira, 7, Raí tem três anos, está castrado, vacinado e pronto para ser adotado.

Os interessados em ficar com Cristal ou Raí podem entrar em contato com o Diário pelo telefone (17) 2139-2028, das 8h às 14h, ou pelo e-mail luciano.ramos@diariodaregião.com.br.

Lembrando que todos os animais que forem adotados através da campanha Diário da Gratidão vão receber banho e hidratação gratuitos oferecidos pelo Pet Shop Petland Murchid.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso