Diário da Região

13/04/2019 - 22h36min

PARADA ECONÔMICA

Sistema start/stop promete economia de combustível

Dispositivo que desliga o motor em paradas curtas ajuda a economizar combustível e reduzir emissão de gases tóxicos, mas requer cuidados especiais com a bateria

Guilherme Baffi Joe Hamanaka mostra que é possível ativar e desativar o sistem
Joe Hamanaka mostra que é possível ativar e desativar o sistem

No trânsito da cidade, é comum que o carro passe algum tempo parado, seja no semáforo ou em algum congestionamento. Fato é que, enquanto o motor estiver ligado, há queima de combustível e emissão de poluentes. É para solucionar esse problema que surgiu a tecnologia start/stop, que desliga o carro quando o condutor pisa no freio e para completamente o veículo. Assim que o motorista solta o freio e começa a acelerar, o motor liga automaticamente.

Essa tecnologia surgiu primeiramente em veículos de luxo, mas está começando a aparecer nos modelos mais populares, como o Argo, o Uno (ambos da Fiat), o Sandero e o Logan (ambos da Renault). Segundo as montadoras, o sistema é capaz de reduzir em média 15% o consumo de combustível.

"O carro vai desligar em três situações. Quando o sistema perceber que o carro não está na fase de aquecimento do motor, quando a bateria não estiver fraca, pois do contrário irá forçar para dar partida novamente, e quando a temperatura interna do veículo aumentar 2 graus em relação a temperatura com o ar condicionado ligado", explica Joe Hamanaka Hassui, consultor de vendas da Ville Renault de Rio Preto.

O meio ambiente também ganha com esse sistema, pois o veículo diminui a emissão de gases tóxicos. "Ele desliga para queimar menos combustível. Se fica um minuto parado, vai economizar combustível e poluir menos", diz Reinaldo José Fernandes, vendedor da Alpinia Veículos.

Para os motoristas, existe a comodidade e a economia de combustível, já que o carro não vai consumir enquanto estiver parado. "Quando você está dirigindo, ele consome e tem a quilometragem, mas, quando você para, não tem esse consumo desnecessário", explica Hassui.

Fernandes acrescenta que o uso do sistema não é obrigatório, e o condutor que não se adaptar pode escolher dirigir normalmente sem o start/stop. "Esse sistema tem uma chave que, se você não se adaptar a isso, pode desativar e deixar de usá-lo. Ele tem um dispositivo que permite o não uso", afirma.

No entanto, o start/stop não é unanimidade entre os condutores. O comerciante Paulo Dalul, por exemplo, comprou um veículo com esse sistema, mas não se adaptou à novidade. "Tem fadiga na bateria, tem carro com 40 mil quilômetros rodando na cidade que já teve de trocar a bateria, como é o caso do carro do meu filho", diz Dalul.

Bateria especial

Carros com start/stop precisam de baterias diferenciadas, pois demandam mais energia em função da sequência de acionamentos do motor de arranque, como explica Davi Reinaldo da Silva Castro, proprietário da Barbosa Baterias.

"A bateria do start/stop é de uma tecnologia mais avançada do que as comuns, podendo ser instalada em diversas posições do veículo. O condutor deve estar atento pois, se instalar uma bateria comum, além de ter a vida útil muito reduzida, isso implicaria até na perda da garantia da fabricante", explica.

Portanto, embora o sistema ajude a economizar combustível, o condutor terá um gasto maior na hora de trocar de bateria. Isso porque enquanto uma bateria comum custa, em média, R$ 300, aquelas adaptadas para carros com start/stop são vendidas por aproximadamente R$ 1 mil. Dependendo do modelo do veículo, a bateria pode custar até R$ 2 mil.

Apesar da diferença, os cuidados com a parte elétrica são os mesmos. "Evitar deixar o carro vários dias desligado e sempre dar a primeira partida no veículo com os componentes elétricos e o ar condicionado desligados, pois quando o motor está frio requer mais corrente de partida", completa Castro.

Procurando um carro novo para comprar? Clique aqui e confira as melhores ofertas nos Classificados do Diário da Região.

(Colaborou Breno Maniezo)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso