Diário da Região

15/04/2019 - 22h23min

DERROTA DO GOVERNO

Orçamento 'atropela' a Previdência

Prioridade ao Orçamento teve 50 votos, até do PSL, e só 5 pela Previdência

Divulgação/Câmara dos Deputados Sessão da CCJ em que foi decidida a inversão da pauta, sobrepondo a pauta do orçamento impositivo à Previdência
Sessão da CCJ em que foi decidida a inversão da pauta, sobrepondo a pauta do orçamento impositivo à Previdência

Os planos do governo Bolsonaro eram bem delineados para esta semana, abreviada pela Sexta-Feira da Paixão e pelo clima de feriadão de Páscoa: emplacar a PEC da Previdência na pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) logo na abertura dos trabalhos e votá-la preferencialmente antes da debandada dos deputados para os seus respectivos redutos eleitorais. Mas o pior cenário está se desenhando, uma vez que a CCJ da Câmara decidiu nesta segunda-feira, 15, inverter a pauta e discutir primeiro a proposta que aumenta os gastos obrigatórios do governo, a chamada PEC do orçamento.

O cenário adverso vinha ganhando corpo desde a semana passada, quando os partidos do "Centrão" passaram a articular o adiamento do debate. O grupo, com respeitáveis (numericamente) 207 parlamentares de partidos como PP, DEM e PR, estão incomodados com a articulação política do governo e decidiu apoiar um requerimento do PT invertendo a pauta inicialmente prevista para esta segunda-feira.

A ação frustra os planos do governo, que vê mais distante o prognóstico de aprovar a reforma da Previdência ainda no primeiro semestre deste ano. A proposta é defendida pelo presidente Bolsonaro e pela equipe econômica como uma das medidas centrais para recuperar as contas públicas.

Durante a sessão desta segunda, somente PSDB, Novo e Patriota votaram contra a inversão da pauta. Até mesmo o PSL, de Bolsonaro, votou a favor da mudança na pauta.

A líder do governo no Conresso, deputada Joice Cristina Hasselmann (PSL-SP) criticou as manobras feitas pela oposição para adiar a análise da reforma da Previdência na CCJ, embora tenha ressalvado que são previstas no regimento interno da Casa. Joice disse também que tem conversado com colegas do PSL e de outros partidos que, segundo ela, estariam dispostos a passar a madrugada na comissão a fim de superar a obstrução da oposição e votar a reforma na CCJ, a despeito das obstruções impostas.

'Chantagem'

Durante a reunião da CCJ desta segunda, o deputado Gilson Marques (Novo-SC) defendeu que os parlamentares mantivessem a reforma da Previdência como primeiro item da pauta. Segundo ele, as emendas parlamentares ao orçamento são feitas "para chantagear voto em época de eleição". "Portanto, o partido Novo é contra as emendas", afirmou.

A declaração gerou reação dos deputados na CCJ. O deputado Arthur Oliveira Maia (DEM-BA) pediu que a fala de Marques fosse retirada das notas taquigráficas da reunião. "Esta Casa não é lugar de chantagista. Não é possível um discurso para desmoralizar esta Casa", afirmou Oliveira Maia.

Jogando para a plateia

Em diferentes momentos, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) tem insistido que "a reforma da Previdência não é do governo federal, não é do governo estadual, não é para cada um dos municípios". A reforma da Previdência, segundo ele, eleito muito graças ao apoio exatamente do chamado Centrão, "é para que a gente possa mudar essa curva de recessão que o Brasil vive nos últimos anos e que prejudica diretamente o caixa dos municípios e também a vida de milhões de brasileiros".

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso