SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 22 DE MAIO DE 2022
Polêmica

Assembleia suspeita do Rio Preto Esporte Clube exclui até conselheiro vitalício

Sócios e conselheiros do Rio Preto reclamam falta de divulgação de Assembleia Geral que elegeu no órgão deliberativo do Jacaré no dia 31 de dezembro de 2018. Alguns contestam assinatura e presença

Ozair Junior
Publicado em 01/05/2019 às 00:30Atualizado em 09/06/2021 às 07:58
Itamar Malvezzi, presidente do Conselho, e José Eduardo Rodrigues, presidente do clube. Ao lado, carta enviada por Malvezzi a conselheiros (Guilherme Baffi 19/6/2017)

Itamar Malvezzi, presidente do Conselho, e José Eduardo Rodrigues, presidente do clube. Ao lado, carta enviada por Malvezzi a conselheiros (Guilherme Baffi 19/6/2017)

Passada a euforia da comemoração do centenário, uma notícia da vida política do Rio Preto causou estranheza e a revolta de parte dos sócios e conselheiros do clube nesta terça-feira, 30. Tudo em razão de um documento que o presidente do Conselho Deliberativo do Jacaré, Itamar Rubens Malvezzi, protocolou no cartório de registros, no dia 11 de fevereiro deste ano: a ata de uma assembleia geral de sócios que teria ocorrido de maneira irregular no dia 31 de dezembro de 2018 e que elegeu um novo conselho, excluindo alguns nomes que participam ou estiveram da vida política e administrativa da agremiação nos últimos anos. Casos como o do ex-presidente Suélio Ribeiro. "Para mim é uma surpresa. Como ex-presidente acho que sou vitalício e como conselheiro não fui convidado, não soube de nada", disse Ribeiro.

A realização da eleição do conselho em 2018 gera dúvidas quanto à sua legitimidade, já que pelo estatuto do clube, o processo eleitoral tem algumas etapas que não foram respeitadas. Esse processo deve começar 60 dias antes do pleito, que de deve ocorrer no primeiro domingo do mês de dezembro. O edital deve trazer informações ao sócios interessados, que têm até 15 dias antes do pleito para entregar a chapa com um responsável subscritor.

A reportagem do Diário da Região teve acesso ao documento de sete folhas registrado por Malvezzi, onde consta um edital de convocação datado de 21 de dezembro e publicado no dia de Natal, 25 de dezembro, em jornal local. O estatuto estabelece que a convocação deve ter no mínimo oito dias de antecedência. De acordo com o documento, apenas uma chapa teria sido inscrita, a "Sangue Verde", subscrita por Carlos Alberto Bonfim, o Carlinhos Jacaré. "Não estou sabendo. Não lembro disso. Assinei uma lista de conselho, sim, mas não lembro o que era", afirma Carlinhos.

Em 2014, depois de afastar o ex-presidente Vergílio Dalla Pria, Malvezzi cancelou o processo eleitoral que aconteceria em dezembro e prorrogou o mandato do conselho até dia 7 de dezembro de 2015. Em junho de 2015, porém, uma assembleia foi realizada para aprovar a reforma do estatuto e elegeu Suélio Ribeiro para o biênio 2015/2017.

Mas a surpresa não foi só de Ribeiro. Entre os 'excluídos' estão Márcio Mendonça, Denilson Lugui, Márcio Marcassa Júnior. "Seu Malvezzi é muito cristão, acho estranho ter convocado no dia de Natal e a eleição ser dia 31. Na reforma do estatuto mudou isso. Sou sócio desde 1982, pesava pagar mensalidade, mas nunca deixei de manter em dia para participar. As redes sociais do clube não publicaram isso", disse Mendonça. "Queria me inteirar para emitir opinião. Mas de qualquer maneira isso é antidemocrático. Estive no clube no Paulista A-3 deste ano, ajudei, fiz aporte financeiro e ninguém falou disso", emendou Denilson Lugui.

No caso de Marcassa, além de não estar no conselho, seu nome aparece na lista de presença da eleição. "Não fui convocado, não estive presente e se minha assinatura consta existe uma grande fraude. É preciso averiguar o que ocorreu. Fico também muito surpreso por não ser mais conselheiro", disse Marcassa.

A reportagem tentou falar Malvezzi, que não atendeu as ligações e em sua casa a informação foi de que estava em viagem para Santos. Também pediu uma posição do presidente do Rio Preto, José Eduardo Rodrigues, via assessoria de imprensa, mas não recebeu nenhum retorno até o fechamento da matéria.

O que diz o estatuto

Assembleia Geral (artigo 15º) É o órgão máximo da administração e reúne-se ordinariamente no primeiro domingo do mês de dezembro, quadrienalmente, para eleger e dar posse ao Conselho Deliberativo Será convocada no mínimo com oito dias de antecedência mediante edital fixado no quadro próprio, para aviso aos sócios na sede do RPEC, e publicado, pelo menos uma vez na imprensa de circulação local

O Conselho Deliberativo (artigo 22º) Órgão que representa os associados, é o poder supremo do clube, eleito para um período de quatro anos, sendo permitida a reeleição de seus membros É composto por 30 associados titulares e 10 suplentes. Na eleição se escolhe um presidente, um vice e dois secretários, além do Conselho Fiscal e Comissões de Sindicância e de Esportes O órgão elege a diretoria executiva, composta por um presidente e 12 vices. Esta eleição será feita pelo Conselho Deliberativo, de dois em dois anos, e estatutariamente deve ser realizada no terceiro domingo do mês de junho, limitada a uma reeleição O Conselho deve se reunir ordinariamente na primeira quinzena de dezembro anualmente para discutir e aprovar propostas da direção, atualizações de receitas, elaboração de orçamento programa, distribuição de verbas por departamentos, planos e metas para o exercício do ano fiscal seguinte e no mês de março, anualmente, para apreciar relatório anual da diretoria, balanço financeiro e o parecer do Conselho Fiscal

Do Processo Eleitoral (capítulo XXII) A convocação da Assembleia Geral para eleição do Conselho Deliberativo é feita por Edital fixado no quadro de avisos do clube 60 dias antes do pleito, onde constará a data da eleição, prazo final para inscrição de chapas, orientações aos interessados A chapa deverá ter um responsável, subscritor, que assinará o requerimento que deverá requerer os impressos necessários e entregar na sede do clube 15 dias antes da eleição Só poderá participar sócios em dia e os remidos até 1982 O Conselho será eleito em assembleia no primeiro domingo do mês de dezembro, a cada quatro anos, empossando seus membros no mesmo dia. A votação deve ser feita das 9 horas às 17 horas O direito de voto será exercido pessoalmente, sendo obrigatória a identificação e a de senha numerada e normativa , que corresponde a quitação dos débitos 90 dias anteriores a pleito, fornecida exclusivamente pelo presidente do Conselho O livro de presença deverá ficar sobre a mesa principal, devendo os presentes assiná-lo e colocar nome legível e à frente a assinatura

Sócios eleitos desconhecem assembleia

Ao todo são 40 nomes de conselheiros que teriam sido eleitos no dia 31 de dezembro, alguns novos e desconhecidos, outros remanescentes, dentre os quais o presidente de honra Gumercindo de Seta, seu neto Júnior Badan, Luiz Fernando Ortega, Márcio Anísio Haddad, Ulisses Jamil Cury Filho e Sebastião Dias Filho. "Não fiquei sabendo de eleição, mas já mandei uma carta que quero sair do conselho, estou com outras coisas na minha vida. Estava viajando nesse dia, meu avô também", disse Júnior Badan, que junto de Gumercindo ainda teriam assinado a lista de presença, conforme o documento.

Ortega reconhece que esteve um pouco afastado do clube para cuidar de problemas de saúde, mas sempre esteve nas reuniões de conselho. "Semana retrasada estive em uma para comentar a situação do esporte, o Zé Eduardo fez uma explanação, mas em dezembro não", disse Ortega, outro que nega a assinatura da folha de presença. "Só se foi pego de outra reunião. É uma folha em branco que o pessoal assina no dia. Mas se está escrito lista de presença de reunião do conselho não é a de assembleia de sócios."

Ortega, que trabalhou na reforma do estatuto junto de outros sócios, ainda se surpreendeu com sua nomeação de secretário do novo conselho, já que era vice-presidente.

Os conselheiros consultados pelo Diário da Região prometem questionar Malvezzi sobre o fato.

Ulisses Jamil Cury Filho afirmou que estava viajando na época da assembleia. "Teve um comentário sobre eleição mas não fiquei por dentro, voltei bem depois", disse.

Márcio Anísio Haddad não se aprofundou no assunto, mas adiantou que não participa das reuniões com frequência e não sabia do assunto.

Vereador nega assinatura

Vereador de Rio Preto pelo PR (Partido da República), Fábio Marcondes está no conselho esmeraldino, que em junho tem de se reunir para escolher o mandatário do próximo biênio, podendo haver a reeleição de José Eduardo Rodrigues. Porém, assim como os outros citados, não sabia do pleito de dezembro e afirmou que a assinatura na ata não é sua. "Fiquei sabendo agora, o presidente (Rodrigues) me ligou dizendo que não votei, apenas que foi renovado meu nome como conselheiro", disse Marcondes.

Ao ver a cópia do documento onde consta uma assinatura como sua, negou novamente. "Estava viajando, como já era conselheiro só foi renovada. Mas essa assinatura ai não é minha."

Itamar Borges, outra figura política que fazia parte do conselho, não está na nova listagem, assim como os empresários José Luiz Franzotti, Wagner Zacarias, Reinaldo Lopes Corrêa e os ex-diretores Miguel Chalella, Shirtes Pereira.

CONSELHO DELIBERATIVO

Chapa Sangue Verde 1 Itamar Rubens Malvezzi 2 Paulo César Malvezzi 3 Bruno Maccagnan Malvezzi Filho 4 Daniel Vicente Ribeiro de Carvalho Romero Rodrigues 5 Gustavo Goulart Escobar 6 Wilson Luís Vollet Filho 7 Eduardo Signorini Nicolau 8 José Eduardo Rodrigues 9 José Eduardo Megid 10 Felipe Rosa Neto 11 Luis Fernando Pablos Correia 12 Carlos Alberto Bonfim 13 João Gil 14 Dimas Fernandes 15 Fábio Marcondes 16 Marco Antônio Ribeiro Feitosa 17 Sebastião Dias Filho 18 Gumercindo de Seta 19 Antônio Nelson Caires 20 Luis Fernando Guimarães Ortega 21 Ana Maria Hansen 22 Reinaldo Lopes Correa 23 André Luís Rodrigues 24 Luis Reinaldo Canizza 25 Roberto Diniz Uehara 26 Carla Campos 27 Edilson Lugui 28 Tatiana Cristina Melchiori Mafra 29 João Pedro Andrade 30 Geraldo Walter Maccagnan Junior 31 Antônio Lombardi 32 Badan Junior 33 Lus Eduardo Rett Rodrigues 34 Paulo Gorayb 35 Ulisses Jamil Cury Filho 36 Márcio Anísio Haddad 37 Edson Ferreira França Filho 38 José César Coroa dos Reis 39 Felipe Miguel Dias 40 Sebastião Dias

Conselho 2015/2019 Itamar Rubens Malvezzi Luís Fernando Guimarães Ortega Antônio Nelson de Caíres José Eduardo Rodrigues Gumercindo de Seta Reinaldo Lopes Correa Basilides Basso Filho Carla de Campos Dimas Fernandes Eduardo Nicolau Felipe Rosa Neto Márcio Anísio Haddad Márcio Marcassa Júnior Márcio Mendonça Matheus Rodrigues Miguel Chalella João Gil Shirtes Pereira Sidney Oliva André Luís Rodrigues João Roberto Gonçalves Luis Reinaldo Canizza Ulisses Jamil Cury Filho José Eduardo Cury Megid Denilson Lugui José Roberto Della Libera Sebastião Dias Filho Itamar Borges Sylvio Di Jacintho Carlos Alberto Bonfim Wagner Zacarias Luis Carlos de Souza Antônio Dráuzio Badan Júnior

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por