Diário da Região

19/03/2019 - 23h08min

NOVO LAR

Como adaptar seu animal de estimação na mudança de casa

Má adaptação ao novo local pode causar falta de apetite, tremedeiras e prisão de ventre no bichinho

Sarandy Westfall/Unsplash É preciso cuidar da adaptação do bichinho de estimação ao mudar de casa, para evitar estresse no animal
É preciso cuidar da adaptação do bichinho de estimação ao mudar de casa, para evitar estresse no animal

Mudar de casa exige um grande exercício de adaptação, e essa mudança não afeta somente a nossa rotina, mas também a dos bichinhos de estimação.

Os pets, assim como nós, também criam rotinas e laços com o ambiente, o que pode tornar a mudança de residência bastante difícil para eles. Por isso, além dos cuidados necessário com a mobília, é preciso também dar uma atenção especial para que o seu gato ou cachorro não sejam afetados.

Nessa mudança de ares, o seu bichinho pode ficar confuso com o novo local e até se sentir abandonado enquanto você não estiver por perto, o que pode deixá-lo estressado. Para que esse processo ocorra de maneira mais natural, o Diário separou algumas dicas:

1 – Mantenha a rotina do bichinho

É importante que você não faça grandes alterações no dia a dia do pet, para que ele se acostume melhor ao local. Procure deixar os pertences dele em um lugar o mais semelhante possível da casa antiga, para que ele não sinta tanto os impactos dessa troca de imóvel.

2 – Cuidado com a segurança

Se você morava em um apartamento e se mudou para outro, é indispensável que você tome os devidos cuidados com a segurança do animal no novo ambiente. Caso você tenha gatos, é importante se lembrar de colocar telinhas nas janelas do novo lar para evitar acidentes.

3 – Faça com que ele sinta sua presença

Deixe alguma peça de roupa sua por perto para que o bichinho sinta o seu cheiro, assim ele não sentirá tanto a sua falta quando você não estiver por perto. Isso pode diminuir a ansiedade do animal e fazer com que ele se sinta menos sozinho.

4 – Exercite seu animal

Caso a nova casa seja menor que a anterior, seu pet terá menos espaço para andar, correr e brincar, tornando necessário que você crie o hábito de levá-lo para realizar essas atividades em outro lugar. Essa falta de exercício físico, além de ser prejudicial para a saúde do animal, também pode deixá-lo mais infeliz com o novo ambiente.

Sinais que seu pet não está bem adaptado

Se o seu animalzinho apresenta alguns sintomas como falta de apetite, treme constantemente, não defeca ou urina, lambe as patas em excesso, anda curvado, entre outras ações que não sejam comuns dele, pode ser resultado da falta de costume com o novo lar e requer que você fique atento a adaptação do mesmo a nova casa.

Quer ver mais dicas e novidades sobre o mundo dos imóveis? Clique aqui e confira muito mais sobre limpeza, decoração e mercado imobiliário.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso