Diário da Região

09/02/2019 - 22h04min

SEM POLUIÇÃO

Tudo sobre os carros elétricos, o futuro do mercado automobilístico

Modelos, que são alternativa para os combustíveis fósseis, tendem a dominar o mercado nos próximos anos

PixaBay Carros elétricos são tendência para o futuro do mercado automotivo
Carros elétricos são tendência para o futuro do mercado automotivo

Os carros elétricos têm tudo para ser o futuro do mercado automobilístico. No mundo todo, grandes montadoras como a Nissan, Chevrolet, BMW e Renault já têm seus carros elétricos em mercado. O BMW i3 foi o primeiro a chegar no Brasil, em 2014, e a previsão é que os Nissan Leaf e o Chevrolet Bolt cheguem no segundo semestre.

O fator que mais atrai a atenção em relação aos carros elétricos é a questão ambiental, uma vez que estes não utilizam combustíveis fósseis. “Para o meio ambiente, há a dispensa do uso de combustíveis fósseis, e consequentemente a queima desse produto. Assim, não libera CO2, um dos gases responsáveis pelo aquecimento global e que agride o meio ambiente”, conta Alexandre Carvalho, Coordenador de Comunicação do Produto da Nissan do Brasil.

Para os motoristas, os grandes atrativos dos elétricos são a ausência de ruído do motor e a economia com relação a gasolina, além da dispensa do pagamento de IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). De acordo com Carvalho, um motor elétrico tem rendimento acima de 90%, muito maior que o motor de combustão interna, que possui cerca de 50% de rendimento.

Como não possui um motor a combustível, os carros elétricos não correm o risco de ocorrer a chamada “pane seca”, que é quando o veículo para por falta de gasolina. Entre outros itens, um elétrico também não possui radiador, catalisador, bomba de água, além de não precisar realizar as trocas de óleo, velas do motor, filtro de combustível e filtro do óleo e correia dentada.

A economia de um elétrico em comparação com os carros a combustão é significativa. De acordo com o projeto Emotive, realizado pela CPFL entre 2013 e 2018, o quilômetro rodado com um veículo elétrico custa R$ 0,11 contra R$ 0,30 para os veículos a combustão. Para realizar uma comparação, em média a autonomia de um veículo elétrico é de 160km, o que custaria R$ 17,60 para o motorista rodar toda a carga da bateria. Já com um motor a combustão, os mesmos 160 km custariam R$ 48.

Como funciona a recarga?

Um carro elétrico pode ser carregado normalmente em qualquer tomada doméstica. De acordo com a CPFL, um automóvel deste tipo não puxa mais energia que um chuveiro ligado pelo mesmo período de tempo. Em casas, podem ser instalados os chamados carregadores rápidos, que promovem a recarga da bateria em um tempo significativamente menor do que as tomadas tradicionais. Estes carregadores são usados nos eletropostos, lugares em shopping centers, prédios e estacionamentos.

Em Rio Preto, no Muffato Max da região norte existe um eletroposto. “Como foi a primeira rede a instalar as placas solares, a gente veio com essa tendência. O eletroposto veio e já instalou junto. A loja já tem a questão de economia de energia, então a gente veio nessa linha também”, conta Julio Cesar Camargo, gerente geral da unidade. De acordo com Camargo, a procura ainda é pequena, mas é um mercado que tende a crescer futuramente. “A procura pelo eletroposto aqui em Rio Preto existe, mas ainda é muito pequena, até por conta da economia e custo do carro, mas é uma tendência futura e a gente já saiu na frente. Futuramente vai crescer e temos ideia para expandir para as outras lojas”, completa. A recarga dos veículos elétricos no Muffato Max é gratuita, os motoristas podem deixar o carro carregando enquanto fazem as compras.

Elétricos no Brasil

O mercado de carros elétricos em território nacional ainda tem um preço salgado para o público geral. O BMW i3, por exemplo, tem preço sugerido de R$ 199.950. Previstos para o segundo semestre, o Chevrolet Bolt e o Nissan Leaf têm preços estimados de R$ 175.000 e R$ 178.900, respectivamente. Para o gerente de vendas da Javep Chevrolet, Amadeu Lessi, o Bolt tende a ser bem aceito e o preço irá diminuir. “É o futuro, é um carro de valor alto, por conta dos custos de bateria, de produção. O nível de ruído é zero, é muito econômico, é natural que todo mundo caminhe para isso. Tenho certeza que a parte da população que tiver um poder aquisitivo mais alto vai aderir, e com a aceitação, aumenta a produção, aumenta a oferta, o custo de produção diminui e o carro fica mais acessível”, conta.

Para Alexandre Carvalho, o preço alto também se dá pela tecnologia dos carros elétricos ser recente. “Por ser uma tecnologia relativamente nova para veículos de massa que começou a ser produzida em larga escala em 2010, ainda é caro para o consumidor final. Além disso, são necessárias politicas governamentais para redução de impostos, como ocorreu recentemente no Brasil, e parcerias com empresas privadas para a criação de uma rede de recarga”, afirma.

O Nissan Leaf ainda não está disponível em Rio Preto, mas já é possível fazer o pedido para a fábrica, de acordo com o consultor de vendas da Ville Nissan, Serio Fernandes.

Veja o preço dos carros elétricos no Brasil

Nissan Leaf: R$ 178.900,00

Chevrolet Bolt: R$ 175.000,00

Renault Zoe: R$149.900,00

BMW i3: R$199.950,00

Pensando em trocar de carro? Clique aqui e confira as ofertas de veículos nos Classificados do Diário da Região. Aproveite e anuncie seu usado!

(Colaborou Breno Maniezo)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso