Encontro marcado com a natureza Ícone de fechar Fechar

CERRADO

Encontro marcado com a natureza

Recém-aberta, pousada fincada no encontro de Minas, Goiás e Bahia conjuga luxo e regionalismo


    • São José do Rio Preto
    • máx min

Em meio à beleza do cerrado, num ponto em que os estados de Minas Gerais, Goiás e Bahia se encontram, foi erguida a Pousada Trijunção, um misto de espaço para lazer e centro de pesquisas, em terras da fazenda de mesmo nome.

Inaugurada no início deste mês, a Trijunção é destino para amantes da natureza, localizada numa área de 33 mil hectares. Ao seu redor, destaca o gerente Roberto Pinheiro, de 55 anos, convivem 4.700 espécies de animais, entre anfíbios, répteis, pássaros e mamíferos, numa área que tem ainda mais de 13 mil espécies de plantas.

O biólogo Luciano Lima, coordenador de biodiversidade do grupo Alma A, à frente do empreendimento, lembra que o visitante pode encontrar espécies salvas da extinção graças a projetos privados de preservação, como o jacaré-anão, citado pela primeira vez em 1807. Passeando pelo corredor ecológico, são vistos lobos-guarás e veados campeiros, entre outros, graças aos criadores de animais silvestres para soltura existentes na vasta área que engloba a fazenda, o Parque Grande Sertão Veredas e unidades de conservação.

A Trijunção fica a 388km de Brasília e a 45km de Mambaí, município do estado de Goiás, mais precisamente no quilômetro 25 da Estrada Formoso (MG)/Côcos (BA). Conta com pista de pouso para aviões de pequeno porte, mas os hóspedes que optarem por voo comercial podem pousar em Brasília e, então, deslocar-se de carro.

A pousada foi construída basicamente com materiais do próprio cerrado e decorada com peças do artesanato local. As almofadas, para se ter uma ideia, são adornadas com frases do livro "Grande Sertão: Veredas", de Guimarães Rosa.