Diário da Região

23/11/2018 - 22h43min

Cartas do Leitor

Escola sem Partido 1

Embalado pela onda neofascista, o vereador Jean Dornelas reapresentou à Câmara Municipal de Rio Preto, sob o número 159/2018, o "Projeto Escola Sem Partido", na última segunda-feira, 19 de novembro. Rebatizado com o simpático nome "Infância sem Pornografia", o "supostamente novo projeto" possui uma versão ainda pior que o original. O novo formato propõe, sem maiores escrúpulos, a criminalização do trabalho docente: "Ao servidor público municipal... aplica-se as sanções previstas no estatuto do servidor público municipal".

O projeto é um verdadeiro acinte ao trabalho dos professores de Rio Preto: (...) dispõe sobre "o respeito à dignidade especial das crianças e adolescentes"; visa garantir "a proteção face a conteúdos impróprios"; ou, ainda, obriga a "obedecer às normas estabelecidas pela Constituição e leis federais brasileiras..." O que os vereadores da cidade pensam a respeito do trabalho realizado em nossas escolas a ponto de imaginar que "a dignidade especial das crianças e adolescentes" não está sendo respeitada? De onde vem a premissa que os alunos das nossas escolas públicas precisam ser "protegidos de conteúdos impróprios"? Ou que as escolas de Rio Preto funcionam ao arrepio da "constituição e das leis federais"?

O projeto afronta as normas constitucionais ao estabelecer que "educar", tarefa da família "e do Estado" (artigo 2º da LDB, Lei Federal 9394/96) passa a se constituir como tarefa "exclusiva" da família. Os nobres vereadores propõem que: ao professor caberá apenas "cooperar" com a educação das crianças e adolescentes, entendida restritivamente como "formação moral". O equívoco, de ordem conceitual, sugere uma dicotomia já superada há décadas pela tradição pedagógica entre educação e ensino.

O problema é que a chamada "formação moral" é indissociável da própria educação, no sentido pleno da palavra, de forma que a aplicação do referido projeto de lei, levado às últimas consequências, obrigaria o Estado a fechar as creches e escolas de educação infantil cuja matriz curricular pressupõe a educação, e não o ensino, propriamente dito.

Celso Barreiro, professor, representante do Sindicato dos Servidores no Conselho Municipal da Educação de Rio Preto.

Escola sem Partido 2

Escola sem partidos? Uma vírgula!Escola sem ideologia partidária? Sim! Partidos são a base de qualquer democracia. Só podemos cobrar dos políticos através de seus partidos.

O Legislativo, por exemplo, o poder dos poderes, nossos reais representantes, aqueles que são eleitos para analisar a necessidade dos projetos do Executivo, suas prioridades, fiscalizar para saber se está sendo executado a contento, elegemos displicentemente sem lhes cobrar nada por pura ignorância política, coisa que poderia ser ensinado na escola.

Foram 8,5 mil candidatos a deputado federal, aproximadamente. Somente 5% entraram. Como cobrar individualmente o político eleito se, provavelmente, seu candidato não entrou, e os que entraram estão representando todos os demais 95% que não entraram? Através de seus partidos.

Se tivéssemos conhecimento, escolheríamos primeiro o partido para depois escolher o candidato daquele partido, e não votaríamos mais naquele partido caso não cumprisse com suas filosofias e promessas de campanha.

Cesar Maluf, Rio Preto.

Tanabi

Estive neste 22 de novembro, período da manhã, no Centro Educacional de Tanabi - CET, a convite da coordenadora Maria Aparecida Ancelmo Bento e da professora do Lilian, do 3º ano da escola, falando sobre o Município de Tanabi e sua história.

O bate-papo durou cerca de duas horas e foram mostradas diversas pinturas de minha criação versando sobre a evolução da igreja de Tanabi, desde sua primeira missa ocorrida em 4 de julho de 1882, e da evolução do prédio da Igreja Matriz até o atual mais 17 telas sobre prédios antigos de Tanabi e dos livros sobre nossa história.

Registro os agradecimentos à escola e professoras pelo convite. Sempre que precisar, estarei às ordens, lembrando que a História de Tanabi deve fazer parte das atividades escolares, visto que povo sem História está fadado a desaparecer.

Antonio Caprio, Tanabi.

Cubanos

O que acho estranho é impedir que esposa, esposo, filhos, acompanhem o médico. Como se trata de um país socialista (Cuba) e novos médicos são formados gratuitamente, até concordo que os formados ajudem os estudantes. Impedir parentes de sair do país não é lá muito democrático.

Vislei Bossan, via Facebook, Rio Preto.

Terminal

"Idosa tem carteira furtada e perde R$ 1,1 mil - Vítima faz parte do perfil preferido dos ladrões que agem em ônibus de transporte público e no terminal" - Portal e Facebook do Diário da Região. A guarda municipal ao invés de guardar o patrimônio público, fica fazendo serviços da polícia militar, multando, fazendo serviços de polícias. Por isso que o prefeito virou o homem de 10 mil votos na última eleição.

Carlos Urias, Rio Preto.

*

É muito triste ver isso acontecendo dentro do terminal. É tão pequeno e com tantas pessoas fumando drogas e assaltando. Cadê a ronda? É raro ver alguma passar ali, e quando passa entra por um lugar e sai pelo outro.

Teresinha Moralles, Rio Preto.

*

Cadê a segurança no terminal? Também já fui roubada. Seu prefeito, cadê os guardas a segurança no terminal? Porque lá só se vê isso. Por favor, tome uma atitude, seu prefeito.

Odete Alexo, Rio Preto.

*

Eu acho que tem tem maloqueiro perto e dentro do terminal que nem um pelotão vai da conta. Não podemos andar com nada de valor. Gente, vamos parar de andar com cartão e senha junto.

Geni Francisco de Oliveira, Rio Preto.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso