Diário da Região

08/11/2018 - 00h30min

CUSTO DE VIDA

Inflação fecha outubro em 0,45%

INPC teve elevação de 0,40% no mês passado, após subir 0,30% em setembro

Thomaz Vita Neto/Arquivo Combustíveis ficaram 2,44% mais caros em outubro e voltaram a pesar no orçamento da população
Combustíveis ficaram 2,44% mais caros em outubro e voltaram a pesar no orçamento da população

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou outubro com alta de 0,45% frente aumento de 0,48% em setembro, informou nesta quarta-feira, 7, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta em outubro foi o resultado mais elevado para o mês desde 2015, quando a taxa subiu 0,82%.

Os transportes voltaram a pressionar o orçamento das famílias em outubro, embora os aumentos de preços tenham sido mais modestos do que os registrados no mês anterior. Os custos aumentaram 0,92% em outubro, após um avanço de 1,69% em setembro. O grupo deu a maior contribuição positiva para o IPCA do último mês, 0,17 ponto porcentual.

Os combustíveis ficaram 2,44% mais caros, o equivalente a uma contribuição de 0,14 ponto porcentual para a inflação de outubro, aproximadamente um terço do IPCA, apesar de terem desacelerado em relação a setembro.

Todos os itens apresentaram aumentos mais contidos na passagem de setembro para outubro: etanol (de 5,42% para 4,07%), óleo diesel (de 6,91% para 2,45%), gasolina (de 3,94% para 2,18%) e gás veicular (de 0,85% para 0,06%). A alta da gasolina fez o item ter o maior impacto sobre IPCA de outubro, uma contribuição de 0,10 ponto porcentual.

As passagens aéreas tiveram alta de 7,49% no último mês, ante uma elevação de 16,81% em setembro.

A taxa de inflação acumulada em 12 meses aumentou de 4,53% em setembro para 4,56% em outubro, o maior resultado desde março de 2017, quando estava em 4,57%. Em outubro do ano passado, o IPCA do mês ficou em 0,42%. A taxa acumulada no ano foi de 3,81%.

O grupo alimentação e bebidas voltou a registrar aumento em outubro. Os preços subiram 0,59%, após a alta de 0,10% em setembro. O grupo, que responde por cerca de 25% das despesas das famílias, passou de um impacto de 0,03 ponto porcentual para 0,15.

INPC

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) teve elevação de 0,40% em outubro, após subir 0,30% em setembro. Como resultado, o índice acumulou uma elevação de 3,55% no ano. A taxa em 12 meses foi de 4,00%. Em outubro do ano passado, o INPC havia sido de 0,37%. O INPC mede a variação dos preços para as famílias com renda de um a cinco salários mínimos e chefiadas por assalariados.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso