Diário da Região

08/11/2018 - 15h10min

NETFLIX

Sob polêmica, animação 'Super Drags' estreia no Brasil

Animação para adultos, a série não estará disponível nas contas infantis da plataforma de streaming Netflix

Divulgação Série de animação acompanha as aventuras de três drag queens
Série de animação acompanha as aventuras de três drag queens

Nesta sexta-feira, dia 9, estreia na Netflix a primeira temporada da série animada "Super Drags", que traz a história de três drag queens poderosas que enfrentam as forças do mal. Primeira animação do serviço de streaming no Brasil, a produção é voltada para o público adulto e tem classificação indicativa para maiores de 16 anos.

A série mostra a história de três homens, Patrick, Donny e Ramon, que trabalham em uma loja de departamento. Ao cair da noite, porém, eles se transformam nas divas Lemon Chiffon, Safira Cian e Scarlet Carmesim, recrutadas para reunir a comunidade LGBT.

Criada por Anderson Mahanski, Fernando Mendonça e Paulo Lescaut, a série tem dublagens de Pabllo Vittar como a personagem Goldiva e Silvetty Montilla como Vedete Champagne. Vittar gravou, ainda, o tema da série, a música "Highlight". Nos EUA, "Super Drags" tem dublagens de drag queens que participaram do reality show RuPaul's Drag Race, Shangela, Willam, Trixie Mattel e Ginger Minj.

"Estamos entusiasmados que a nossa primeira animação brasileira vai apresentar aos nossos espectadores o mundo ousado, escandaloso e fabuloso de 'Super Drags'", declarou, em comunicado à época do anúncio da série, a diretora de conteúdo original internacional da Netflix, Chris Sanagustin. "A Netflix tem a sorte de investir em grandes talentos de animação do Brasil."

No país de origem da série, no entanto, a animação causou polêmica, mesmo antes da estreia, já que alguns pais, preocupados com o conteúdo, se manifestaram pelas redes sociais. A animação, de fato, contém linguagem adulta. A Netflix, em resposta, deu dicas, também por meio de redes sociais, que podem ajudar os pais.

"Super Drags" não estará disponível nas contas infantis da plataforma de streaming. Para limitar o acesso dos filhos aos conteúdos da Netflix, o controle dos pais pode ser ativado no menu "conta", no qual é possível ajustar a classificação indicativa permitida para o usuário, para apenas programas "livres", de 12, 14, 16 ou 18 anos de idade.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso