Diário da Região

28/10/2018 - 00h30min

Especial

Estamos vivendo o caos no movimento político, mas a mudança já começou

A frase é do orador espírita Divaldo Franco, que estará em Rio Preto em novembro

JohnnyTorres Divaldo Franco
Divaldo Franco

O médium e orador espírita Divaldo Pereira Franco estará em Rio Preto no dia 14 de novembro, às 20 horas, e faz palestra gratuita na quadra poliesportiva do ginásio do Hospital Bezerra de Menezes. Em 2016, Divaldo Franco participou de um evento em Florianópolis (SC) promovido pela Federação Espírita Catarinense (FEC) e falou sobre o momento político que tem tudo a ver com o que estamos vivendo hoje.

Em conversa entre Divaldo Franco e o jornalista e escritor André Trigueiro durante o evento, Trigueiro pergunta: "Nós estamos nesse momento colhendo o que plantamos enquanto nação invigilante que não gosta de política e, portanto, ao renunciar ao gosto pela política é obrigada a ser governada por quem gosta e, quem gosta de política, nem sempre tem um compromisso ético efetivo - e esse despertar doloroso resulta nisso. Ou esse despertar se dá de forma turbulenta como estamos vendo e há, pela lei de sintonia, uma força que empodera esse espírito bélico, essa intolerância, essa animosidade que ocorre em grupos familiares, em ambientes de trabalho, entre pessoas que se amam, se gostam e se respeitam e que agora nós temos um rastilho de pólvora e qualquer faísca parece incendiar uma discussão acalorada ou o desejo de não falar mais sobre esse assunto. Parece ser um momento traumático, parece um momento diferente da nossa história."

E Divaldo Franco responde: "O Brasil adquiriu o hábito de deixar-se governar por pessoas cuja habilidade era o autoenriquecimento em detrimento das necessidades coletivas das massas". Divaldo cita Aristóteles quando diz que a política é o melhor meio de dignificar um povo. "A verdadeira política não é essa politicagem que vemos aí. É uma ciência de valores, de anciãos, de pessoas nobres, qualificadas, sem o mínimo interesse de remuneração pecuniária, com o grande interesse de bem servir, doando à pátria os seus valores mais elevados", disse. E continua: "na política, nos deixamos intoxicar, hipnotizar por indivíduos muito hábeis".

Divaldo Franco cita ainda Jung (o psiquiatra suíço Carl Gustav Jung- 1875-1961) dizendo que para poder atingir a plenitude, é necessário passar pelo lado mais profundo do sofrimento. É o que está acontecendo ao Brasil. "Neste momento, nós estamos vivendo o caos espiritual no movimento político partidário ou não partidário, mas como nós durante muito tempo fomos levianos, agora, nossa responsabilidade está surgindo nessa maneira de expressar a cólera e os nossos sentimentos vis porque somos conscientemente responsáveis pelo que está se sucedendo e não queremos assumir a responsabilidade", afirma.

Divaldo Franco diz ainda que "não temos o hábito de respeitar as leis, que deveriam deixar interesses políticos partidários em um plano secundário para que a obediência às leis esteja acima de qualquer indivíduo". Ele encerra a resposta dizendo que "os espíritos nobres estão confiantes que o País sairá do caos com grandes arranhões, mas ele realizará a sua missão de 'coração do mundo e pátria do evangelho'".

Brasil, coração do mundo, pátria do evangelho

Por que os espíritas dizem que o Brasil tem como missão ser o coração do mundo, pátria do evangelho? Segundo o promotor de Justiça e dirigente espírita Marcos Lelis Moreira, essa expressão vem de um livro psicografado por Chico Xavier, "Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho" (editora FEB) através do espírito de Humberto de Campos.

"Nossa Terra ainda é um planeta de provas e expiações, mas já estão sendo executadas as medidas para se transformar em um planeta de regeneração no qual os bons brasileiros serão em número maior que os maus. É por isso que somos depositários desta sagrada missão relatada no livro", diz o jornalista e palestrante espírita Vislei Bossan. E complementa: "Fomos escolhidos para exemplificar o Evangelho de Jesus na sua maior pureza e simplicidade, com o seu maravilhoso conselho: amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Pode demorar, mas o Brasil chegará onde precisará estar situado no universo das nações".

Rumo à felicidade e à perfeição

Divulgação Capa do livro
Capa do livro

O livro esclarece as origens remotas da formação da Pátria do Evangelho, como afirma o Espírito Emmanuel no prefácio. Ditado pelo Espírito de Humberto de Campos em 1938 a Francisco Cândido Xavier, analisa fatos da história do Brasil, objetivando demonstrar a missão evangelizadora da nação e o acompanhamento feito por Jesus do seu processo evolutivo. A partir de impressionantes dados colhidos no plano espiritual, tece comentários sobre a escravidão, os movimentos nativistas, a Independência, a Guerra do Paraguai, o Espiritismo e o Movimento Espírita no Brasil. Explica a missão da pátria brasileira como "coração espiritual da Terra", evidenciada pela espontânea e enorme acolhida que a doutrina espírita, codificada por Allan Kardec, teve em nosso País, concitando o povo à prática do Evangelho de Jesus, a fim de irradiar à Humanidade a paz e a fraternidade.

Para você saber mais

Divulgação Livro
Livro "Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho"

“Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” (Ed. FEB)

 

O livro esclarece as origens remotas da formação da Pátria do Evangelho, como afirma o Espírito Emmanuel no prefácio. Ditado pelo Espírito de Humberto de Campos em 1938 a Francisco Cândido Xavier, analisa fatos da história do Brasil, objetivando demonstrar a missão evangelizadora da nação e o acompanhamento feito por Jesus do seu processo evolutivo. A partir de impressionantes dados colhidos no plano espiritual, tece comentários sobre a escravidão, os movimentos nativistas, a Independência, a Guerra do Paraguai, o Espiritismo e o Movimento Espírita no Brasil. Explica a missão da pátria brasileira como “coração espiritual da Terra”, evidenciada pela espontânea e enorme acolhida que a doutrina espírita, codificada por Allan Kardec, teve em nosso País, concitando o povo à prática do Evangelho de Jesus, a fim de irradiar à Humanidade a paz e a fraternidade.

Nosso Lar

Fotos: Divulgação Filme Nosso Lar
Filme Nosso Lar

(Drama/espiritualidade, Brasil, 2010)
Direção: Wagner de Assis
Elenco: Renato Prieto, Fernando Alves Pinto, Rosanne Mulholland
Ao abrir os olhos André Luiz sabe que não está mais vivo, apesar de ainda sentir sede e fome. Ao seu redor ele apenas vê uma planície escura e desértica, marcada por gritos e seres que vivem na sombra. Após passar pelo sofrimento no purgatório, André é levado para a cidade de Nosso Lar. Lá ele tem acesso a novas lições e conhecimentos, enquanto aprende como é a vida em outra dimensão. Baseado no livro psicografado por Chico Xavier.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.