Diário da Região

09/10/2018 - 00h30min

Amargo Revés

'Onda 17' impõe derrota a sete deputados

Representantes da região de Rio Preto na Assembleia Legislativa encolhe

Reprodução Rillo, Bolçone e Vaz de Lima, que representam Rio Preto na Assembleia, não foram reeleitos, assim como Beth Sahão, Vinholi, Gilmar Gimenes e o federal Sinval Malheiros ficaram de fora na região
Rillo, Bolçone e Vaz de Lima, que representam Rio Preto na Assembleia, não foram reeleitos, assim como Beth Sahão, Vinholi, Gilmar Gimenes e o federal Sinval Malheiros ficaram de fora na região

O resultado da eleição de domingo, 7, foi catastrófico para os políticos da região de Rio Preto, atingidos pela chamada "onda 17", uma referência ao número do PSL, partido do candidato a presidente Jair Bolsonaro, cujos candidatos a cargos proporcionais foram beneficiados pela popularidade do presidenciável. Dos nove deputados estaduais da região na Assembleia Legislativa em 2014, apenas três se reelegeram, lista que deixou de fora os três de Rio Preto: Vaz de Lima (PSDB), João Paulo Rillo (PSOL) e Orlando Bolçone (PSOL). O deputado federal Sinval Malheiros (Podemos), de Catanduva, também ficou de fora.

Entre os estaduais, só foram reeleitos Itamar Borges (MDB), de Santa Fé, Sebastião Santos (PRB), de Barretos, e Carlão Pignatari (PSDB), de Votuporanga.

A maior beneficiada pela "onda 17" em Rio Preto - e em todo o Estado - foi Janaina Paschoal (PSL), uma das advogadas que propôs o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Ela foi a campeã de votos na cidade, com 29.713. "A cidade não pensou em si mesmo, pensou no plano nacional", avaliou Vaz de Lima, que se disse conformado com a decisão do eleitor.

Para João Paulo Rillo, ele e seus colegas não detectaram o crescimento de candidatos ligados a Bolsonaro. Rillo, que recebeu 15.031 votos em Rio Preto, afirmou que esse movimento ocorreu na última semana da eleição. "Essa onda Bolsonaro se agigantou e o eleitor decidiu votar em candidatos da chapa dele", afirmou.

"Perdemos a nossa representatividade, que se deve ao esgotamento da classe política. Tivemos a maior renovação na Assembleia Legislativa, além da ascensão de candidatos ligados ao Bolsonaro, o que motivou a queda da votação de vários deputados da região", afirmou Marco Vinholi, de Catanduva e atual líder da bancada tucana na Casa.

Itamar, de Santa Fé, Sebastião Santos, de Barretos, e Carlão Pignatari, de Votuporanga, reeleitos, serão os únicos representantes da região na Assembleia a partir de 2019  (Foto: Reprodução)

Além de Vinholi, Catanduva perdeu outro representante no Legislativo estadual, Beth Sahão (PT), e, assim como Rio Preto, ficará sem representante na Assembleia. Não bastasse, também não terá nenhum em Brasília com a derrota de Sinval. "Esse fenômeno que chacoalhou as eleições deste ano não atingiu apenas a mim e a meu partido, mas afetou candidatos de quase todas as legendas. É evidente que nossa região sofrerá uma perda enorme em sua representatividade e isso vai se refletir, infelizmente, na queda nos investimentos públicos que são destinados para cá", afirmou Beth.

Nomes novos na disputa, como o caso do filho do prefeito Edinho Araújo (MDB), Edinho Filho, também ficaram de fora. "Atualmente, o tempo de 45 dias de campanha é curto para que a população conheça novos candidatos, mesmo assim, tive mais de 15 mil votos", afirmou Edinho Filho em nota. Ele tentava vaga de estadual pelo mesmo partido do pai.

Deputados lamentam que a região deverá perder emendas parlamentares destinadas, principalmente, para entidades filantrópicas. Cada federal tem direito a R$ 15 milhões em emendas por ano, enquanto que os estaduais têm direito a outros R$ 5 milhões.

Clique aqui para ver a lista completa com a votação de todos os candidatos a deputado federal.

Clique aqui para ver a lista completa com a votação de todos os candidatos a deputado estadual.

Três se elegem a deputado federal

Reprodução Pinato, de Fernandópolis, foi o mais votado entre os três; Geninho Zuliani, que se elegeu com o apoio de Rodrigo Garcia; Sindicalista Luiz Carlos Motta: eleito após suplência em 2014
Pinato, de Fernandópolis, foi o mais votado entre os três; Geninho Zuliani, que se elegeu com o apoio de Rodrigo Garcia; Sindicalista Luiz Carlos Motta: eleito após suplência em 2014

A região de Rio Preto elegeu três deputados federais na eleição de domingo, um deles, Fausto Pinato (PP), de Fernandópolis, pela segunda vez. Pinato foi o mais votado do trio, com 118.684 votos. Os outros dois foram o ex-prefeito de Olímpia Geninho Zuliani (DEM), com 89.378 votos, e o sindicalista Luiz Carlos Motta (PR), com 75.218 votos, que é de Rio Preto.

A maior surpresa entre os não eleitos à Câmara dos Deputados em Brasília foi o ex-prefeito de Rio Preto Valdomiro Lopes (PSB), cuja vitória era dada como certa. Ele recebeu 60.155 votos, número que se esperava que ele alcançasse apenas em Rio Preto.

"Foi uma eleição muito difícil. Todo mundo registrou queda na votação. As pessoas quiseram prestigiar candidatos do PSL e a vontade do povo deve ser respeitada", disse Valdomiro.

Com 81.160 votos, o vice-prefeito licenciado de Rio Preto Eleuses Paiva (PSD) não conseguiu retornar ao Congresso, onde ocupou cadeira durante a legislatura 2010/2014.

Para Geninho, a "onda 17" se mostrou forte na região. "Mudou a percepção do eleitor, desgarrado de lideranças. Por outro lado, vamos ter prejuízo grande que é falta de representatividade e (o eleitor) fica carente de quem cobrar", afirmou. "Perdemos emendas. Eleitor se preocupou em fazer voto independente".

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso