Diário da Região

09/10/2018 - 00h30min

ELEIÇÕES 2018

Em Rio Preto, Bolsonaro chega a ter 63,9% dos votos válidos

Percentual do candidato do PSL na cidade, onde petista teve menos votos do que Ciro Gomes, foi bem acima da média nacional e garantiria vitória já no 1º turno

Divulgação Doria e o vice Rodrigo Garcia durante a votação de domingo na Capital
Doria e o vice Rodrigo Garcia durante a votação de domingo na Capital

O candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi o mais votado em Rio Preto no domingo, 7, com 148.364 votos. O percentual com relação ao total de votos válidos chegou a 63,92%, acima do percentual nacional - de 46% e também da votação no Estado, que atingiu 53%. Em uma das zonas eleitorais, a 125ª ZE, Bolsonaro chegou a ter 66% dos votos válidos. Os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) após a contagem da votação de 119 escolas em Rio Preto, que tem 955 seções eleitorais.

Diferentemente do cenário nacional no qual Fernando Haddad (PT) foi o segundo mais votado e agora vai disputar o segundo turno com Bolsonaro, em Rio Preto, onde o percentual obtidos pelo candidato do PSL daria a vitória a ele já no primeiro turno, Haddad chegou atrás de Ciro Gomes (PDT). Ciro recebeu 22.436 votos, equivalente a 9,67% dos votos válidos. O petista ficou com 20.502 votos, o que representa 8,83% dos votos válidos. Geraldo Alckmin (PSDB) ficou em quarto na cidade, com 8,76% dos votos válidos.

Clique na imagem para ampliar  (Foto: Reprodução)

Zonas eleitorais

Bolsonaro venceu nas três zonas eleitorais de Rio Preto. Nos bairros da 125ª Zona Eleitoral, como os da região central e sul (veja mapa ao lado), Ciro Gomes ficou em segundo, Geraldo Alckmin (PSDB), em terceiro e Haddad ficou apenas em quarto lugar.

Já nos bairros da 267ª Zona Eleitoral, que abrange a região norte de Rio Preto, a mais populosa da cidade, Bolsonaro recebeu 62,30% dos votos válidos, o que representa um total de 60.301 votos. Nessa zona eleitoral, o segundo mais votado foi Haddad, seguido de Geraldo Alckmin e Ciro Gomes.

Na região leste de Rio Preto, área da 268ª Zona Eleitoral, o presidenciável mais votado, Jair Bolsonaro recebeu 63,73% dos votos ou 45.145 votos. Mais uma vez, o segundo colocado com 9,70% dos votos, foi Ciro Gomes. Essa zona eleitoral abrange bairros que vão da Anchieta até o distrito de Talhado. Alckmin foi o terceiro mais votado e novamente Haddad ficou com quarta maior votação.

Clique na imagem para ampliar  (Foto: Reprodução)

Domínio na região

Em quase a totalidade das cidades da região, Bolsonaro foi o candidato a presidente mais votado. Ele venceu em cerca de 100 cidades. Nas dez cidades com maior eleitorado, o candidato do PSL também prevaleceu sobre os demais (veja quadro abaixo). Em apenas um município da região de Rio Preto, Bolsonaro não foi o mais votado na eleição deste domingo. Foi em Dolcinópolis, perto de Jales. Lá, Haddad foi o mais votado. O petista recebeu 687 votos. Bolsonaro teve 531 votos.

 

Clique na imagem para ampliar  (Foto: Reprodução)

Grandes centros

Bolsonaro foi o mais votado em 91% das cidades brasileiras com mais de 500 mil moradores No total, o candidato recebeu 10 milhões de votos a mais que Haddad nas 46 maiores cidades. Foram 16,7 milhões de votos contra 6,9 milhões em Haddad.

 

Skaf fica em 2º em Rio Preto

A votação em Rio Preto para governador também teve resultado diferente em relação ao cenário geral. João Doria (PSDB) foi o mais votado com 76.573 votos. O segundo colocado na cidade, no entanto, foi Paulo Skaf (MDB), com 53.118 votos. Candidato à reeleição, o governador Márcio França (PSB) recebeu 35.200 votos.

França, que ficou em terceiro entre os eleitores de Rio Preto, ficou em segundo no quadro geral do Estado e é quem vai disputar o segundo turno contra Doria.

França conseguiu uma virada sobre Skaf na reta final de campanha. Pesquisas divulgadas na véspera da eleição apontava que candidato do MDB tinha mais chances de ir para o segundo turno contra o tucano. Já as pesquisas de boca de urna, divulgadas logo após a conclusão da votação, apontavam disputa acirrada entre França e Skaf pela vaga no segundo turno. Acirramento que se estendeu ao longo da apuração. Com 98% das urnas apuradas no final da noite de domingo, França estava em segundo, mas ainda havia chance de Skaf reverter o placar.

No final, Doria recebeu 6.431.555 votos, equivalente a 31,77% dos votos no Estado. Márcio França teve 4.358.998 votos (21,53%), enquanto Paulo Skaf recebeu 4.269.865 votos (21,09%). A diferença entre França e Skaf foi de apenas 89.133 votos ao término da apuração.

A campanha para o segundo turno começa ainda nesta semana. O horário eleitoral na televisão será retomado a partir de sexta-feira, 13.

A votação do segundo turno será no próximo dia 28 de outubro.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso