Diário da Região

03/10/2018 - 00h30min

Artigo

Por que quero ser governador

Divulgação Luiz Marinho
Luiz Marinho

Cuidar das pessoas! Esta máxima deve pautar as ações dos homens públicos. Foi o que motivou a realizarmos uma série de programas importantes, no Brasil inteiro, nos governos do PT. É a marca de nosso partido. É uma das razões pelas quais quero ser governador de São Paulo.

Sim! O Brasil viveu um período que os brasileiros não esquecem. E que precisa voltar! Nos governos Lula e Dilma, quem queria trabalhar encontrava trabalho, pois demos condições de pleno emprego. Em São José do Rio Preto, foram gerados, naqueles anos, 51 mil novos postos de trabalho.

Levamos recursos a famílias carentes por meio do Bolsa Família, destinando R$ 120 milhões à região de Rio Preto. Pelo "Minha Casa, Minha Vida", realizamos o sonho da casa própria e, no município, 6,5 mil famílias foram beneficiadas.

Os jovens, por meio do "ProUni", tiveram a oportunidade de ingressar no ensino superior. Só em Rio Preto, 12 mil estudantes foram beneficiados.

No governo do presidente Lula, o Brasil era reconhecido internacionalmente como um país que estava se tornando mais justo. Mas um consórcio golpista, do MDB e PSDB, impediu a presidenta Dilma de governar em seu segundo mandato, dando um golpe parlamentar.

Hoje, infelizmente, são quase 14 milhões de desempregados, resultado de uma política nefasta do atual governo federal, que destruiu a legislação trabalhista e congelou os investimentos em educação e saúde.

O leitor de Rio Preto deve estar perguntando: Como governador, o que Luiz Marinho irá fazer por nossa região? E digo 'nossa' por ter nascido aqui: em Cosmorama. Por frequentar a região, ter parentes em várias cidades e conhecer bem nossas necessidades e potenciais. E aqui respondo à sua pergunta: Vou cuidar das pessoas! E acabar com o descaso desses 24 anos de governos do PSDB de Alckmin e Doria com o município e a região.

Rio Preto tem o 61º PIB (Produto Interno Bruto) do país. Mas pouco da soma das riquezas produzidas retorna em benefício para a cidade. Basta ver o índice de desemprego, que, segundo o IBGE, em 2017, já atingia vergonhosos 17% no município.

Vamos combater o desemprego, gerando 2 milhões de postos de trabalho em quatro anos de mandato no Estado. Criar o banco de fomento e desenvolvimento, para dar crédito barato a micros, pequenas e médias empresas, que são os maiores empregadores deste país.

Mas nem as rodovias escapam da política nefasta do atual governo estadual. As estradas paulistas viraram uma grande fonte de arrecadação das concessionárias, que cobram pedágio caro, mas sem benefícios aos usuários.

Como o que ocorre na rodovia Washington Luís, no trecho entre Cedral e Mirassol, que se tornou uma enorme avenida de 16 quilômetros, com riscos para motoristas e pedestres.

Até hoje a construção de uma terceira faixa no trecho não saiu do papel, pois o atual governo alegou que a obra encareceria o pedágio e não estava prevista no contrato com a concessionária.

Por isso uma das primeiras medidas de meu governo será revisar os contratos de concessão de estradas em São Paulo. Os que forem lesivos aos cofres públicos e aos cidadãos serão revogados.

Na saúde, em 2011, os repasses do governo estadual não chegavam a 30% para o setor, de acordo com o IBGE. Vamos ampliar a oferta de leitos públicos para internação. Estimularemos um programa de internação domiciliar, que como prefeito implantei em São Bernardo, para pacientes que não necessitam ficar em um hospital, mas podem ser atendidos em sua moradia por uma equipe médica.

Na educação, combateremos a evasão escolar. Uma das razões é a falta de investimento nos professores. Vamos dobrar o piso salarial dos mestres, um dos mais baixos do país, em quatro anos, além de modernizar as escolas.

Eleito governador, e com o apoio de Fernando Haddad na Presidência, chegou o momento de o governo do Estado assumir, de fato, a responsabilidade para gerar empregos, investir na saúde, segurança e educação. Vamos cuidar das pessoas! Vamos retomar o Brasil para os brasileiros!

Luiz Marinho, é candidato ao governo do Estado de São Paulo pelo PT

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso