Diário da Região

05/10/2018 - 00h30min

TRÁFICO

Dise apreende 200 quilos de drogas em casa no Cecap

Local armazenava maconha e cocaína e foi descoberto após denúncia

Johnny Torres 4/10/2018 Droga, armas e 
objetos apreendidos pela Dise de Rio Preto
Droga, armas e objetos apreendidos pela Dise de Rio Preto

A Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) de Rio Preto apreendeu no início da tarde desta quinta-feira, dia 4, um carregamento de 200 kg de drogas, a maior parte maconha e cocaína, que estava sendo armazenado em uma casa no bairro Cecap, em Rio Preto.

O carregamento de maconha estava embalado em tijolos e escondido em caixas de papelão. Chamou a atenção da polícia o fato de parte dos tijolos trazerem o nome "Prada" escrito. "Alguns traficantes costumam dar nome à sua droga para tentar diferenciar, mas isso ainda será objeto de investigação", diz o delegado da Dise, Lincoln Oliveira. A cocaína estava embalada de duas formas: em saquinhos e pinos de plásticos coloridos.

O carregamento estava na casa do desempregado José Olavo Zangirolami Júnior, de 31 anos, que foi surpreendido pelos policiais enquanto ainda estava dormindo. Ao ser preso, o rapaz admitiu que tinha escondido em casa três armas - uma pistola automática e dois revólveres. Também foram encontradas munições de variados calibres.

O delegado Lincoln afirma que a polícia descobriu a casa após uma denúncia. Após uma semana de apuração, os policias encontraram o imóvel e, respaldados pela Justiça, obtiveram autorização para fazer a apreensão em flagrante. "O rapaz já vinha sendo investigado. As três armas vão passar por perícia para verificar se já tinham sido usadas em outros crimes", diz o delegado.

Também foram apreendidos produtos químicos usados para batizar a droga, uma balança de precisão e milhares de pinos de plásticos usados para embalar a cocaína. A Dise vai investigar se a casa era usada também como ponto de venda e distribuição para parte dos traficantes da zona norte da cidade.

Toda o carregamento de droga será pesado e uma amostra será enviada ao Instituto de Criminalística de Rio Preto para análise de composição. O delegado coordenador da DIG, Alceu Lima de Oliveira Júnior, afirma que esta foi a maior apreensão feita pela DISE neste ano. O rapaz foi levado para a carceragem da DIG, onde ficará preso provisoriamente para prestar depoimento e revelar mais detalhes sobre o carregamento de droga.

 

Trio é preso por tráfico

`

Além do suspeito, mais dois jovens foram presos em flagrante com 2,5 Kg de maconha e 155 porções de cocaína

Divulgação / Polícia Militar Drogas e objetos apreendidos com os três suspeitos
Drogas e objetos apreendidos com os três suspeitos

FLAGRANTE

A Polícia Militar prendeu três jovens na tarde desta quarta-feira, 3, por tráfico de drogas em Rio Preto. Entre os envolvidos, estão um auxiliar de escritório de 22 anos, e dois auxiliares de cozinha, um de 27 anos e outro de 22. Segundo informações policiais, foram encontrados em posse dos suspeitos 2,5 kg de maconha e 155 porções de cocaína.

De acordo com o boletim de ocorrência, por meio de denúncia anônima, um homem conhecido como "Branco" seria o chefe que comandava um grupo de tráfico na cidade e que trabalhava em um pesqueiro. Ainda segundo a denúncia, esse suspeito escondia a droga em uma residência no bairro Fraternidade. 

Na manhã desta quarta, a PM foi até o pesqueiro e encontrou um dos suspeitos, mas como estava à procura do homem conhecido como "Branco" e esse não estava no local foram embora.

Na parte da tarde, em ronda pelo bairro indicado na denúncia, os policiais se depararam com um homem em uma motocicleta. Ao ver a aproximação da viatura, entrou em uma residência. Ele foi abordado, mas com ele a polícia não encontrou nada de ilícito. Em depoimento, ele confessou que tinha drogas escondidas em sua casa. Durante buscas pelo imóvel, a polícia encontrou uma mochila com as porções de maconha, já embaladas, uma balança de precisão, uma faca e R$ 90. Ele afirmou que guardava as drogas para o "Branco" e mostrou uma conversa entre os três suspeitos em um aplicativo de mensagens instantâneas. Nelas ficou comprovado que o chefe do tráfico mandava o homem esconder a droga e levá-la para um sítio, onde morava um outro comparsa, que era o cozinheiro que a polícia encontrou no pesqueiro. 

Como os policiais sabiam onde esse terceiro suspeito morava, foram até a propriedade rural e encontraram o auxiliar de cozinha dentro do imóvel. Em um dos cômodos, a polícia apreendeu o restante das porções de maconha. Questionado, ele afirmou que também guardava a droga a mando do "Branco", que trabalhava com ele no pesqueiro. Na cozinha do sítio, os policiais localizaram e prenderam o suspeito de ser o chefe que comandava o tráfico. 

O trio foi preso por tráfico e encaminhado à carceragem da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), onde permanecem à disposição da Justiça.

(Colaborou Luciano Ramos)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso