Diário da Região

30/09/2018 - 00h30min

EU CHEGO LÁ

Cuidados com alimentação e bem-estar ajudam na hora das provas

Como cuidados com alimentação e bem-estar do seu corpo ajudam você na hora de se concentrar nas provas

Mara Sousa 24/9/2018 Tiago Garcia e Gabriele Bêgo tentam manter a alimentação adequada para conseguir benefícios para os estudos; eles também praticam atividade física para lidar com o estresse
Tiago Garcia e Gabriele Bêgo tentam manter a alimentação adequada para conseguir benefícios para os estudos; eles também praticam atividade física para lidar com o estresse

Ansiedade e nervosismo são comuns antes de qualquer prova e no Enem não é diferente. Mas você sabia que a alimentação e a prática de atividades físicas podem influenciar positivamente seu desempenho nas provas?

Uma boa alimentação aliada à prática frequente de exercícios pode influenciar no seu sono, disposição e ansiedade, o que interfere diretamente nos seus estudos. De acordo com a nutróloga Ana Valéria Ramirez, ter horários fixos para comer incentiva o funcionamento cerebral, já que o cérebro é totalmente responsável por nossas atividades vitais.

"A qualidade de vida influencia diretamente no rendimento dos estudos, pois essa é uma atividade que exige máxima concentração e esforço mental. O cérebro é o órgão responsável por nossas atividades vitais, e os nutrientes, vitaminas e minerais funcionam como combustível para ele, melhorando o aprendizado, memória e raciocínio lógico", explica.

Segundo Ana, o desempenho do aluno depende de sua energia e esforço nos estudos, e se alimentar antes, durante e após o processo é fundamental para conseguir uma quantidade recomendada de energia.

"Quantidade não é referência de mais energia, o ideal é uma porção pequena com qualidade e rica em valores nutricionais a cada três horas para manter o corpo ativo", conta.

A estudante Gabriele Martins Bêgo, de 20 anos, aluna do Kelvin que pretende cursar Arquitetura e Urbanismo, se preocupa com seu bem-estar durante os estudos. Nos períodos de pausa, ela costuma comer algo mais leve, como uma fruta, e se lembra sempre de tomar bastante água. Durante provas de longa duração como o Enem, ela também costuma se alimentar.

"Em provas extensas como o Enem, sempre levo algo para comer, pois, além de me dar energia para fazer a prova, essa pausa me ajuda a relaxar e a diminuir a tensão durante o vestibular", conta.

Os exercícios também fazem parte da rotina de Gabriele. Em seu tempo disponível, ela costuma fazer caminhadas de duas a três vezes por semana e conta que adotou essa prática justamente para diminuir a ansiedade e o estresse, e que esses exercícios ajudaram a aumentar o rendimento nos estudos.

O professor de Educação Física do Kelvin, Marcello Formagio Filho, explica que após as atividades físicas nosso corpo sofre o efeito da adrenalina junto com outros hormônios responsáveis por auxiliar na concentração. Isso ajuda com que nosso cérebro absorva mais conteúdo, além de ajudar a aguentar maiores períodos de estudo.

"O cotidiano de um estudante é muito estressante, são muitas horas de estudo diário. O planejamento de estudo é fundamental, mas ter um intervalo para a mente descansar e recarregar as baterias também é fundamental", afirma Marcello.

Para Tiago Belone Garcia, de 19 anos, vestibulando de Medicina e que também estuda no Kelvin, a alimentação regulada também é indispensável para melhorar seus estudos. Ele tenta sempre dar uma pausa nos estudos e comer a cada três horas, e, assim como Gabriele, não dispensa a hidratação.

"Antes do Enem, faço uma refeição mais leve e costumo comer chocolate ou algo doce durante a prova para repor as energias. Alimentos leves ajudam, pois evitam o sono", conta.

Em relação aos exercícios físicos, ele tira alguns dias da semana para praticá-los. "Eu reservo três vezes na semana para fazer academia ou jogar bola. Qualquer esporte é importante para aliviar a tensão e mudar o ambiente", diz.

(Colaborou Lara Pessôa)

Alimentos indicados

Divulgação Barrinhas são bem vindas como lanche durante a folia
Barrinhas são bem vindas como lanche durante a folia

A nutróloga Ana Valéria Ramirez dá dicas de quais alimentos ajudam seu desempenho na hora do estudo.

Segundo ela, os mais indicados são os carboidratos complexos encontrados nos pães integrais, quinoa, aveia e cereais (ricos em fibras). Já as proteínas podem ser adquiridas através de alimentos como nozes, sementes, ovos e carne vermelha, além de peixes, por serem ricos em ômega 3. A cafeína, por sua vez, é um estimulante natural que inibe a sonolência, ajudando também na capacidade de melhorar o rendimento físico e a digestão. Frutas vermelhas, kiwi, maçã, uva e pêssego auxiliam o funcionamento cerebral e preservam os neurônios.

Atividades físicas

O professor Marcello Formagio Filho indicou exercícios que podem auxiliar os alunos a diminuir o estresse e melhorar a concentração.

Atividades como voleibol, basquetebol, futebol, academia (musculação) e dança são exemplos de alguns exercícios que podem ajudar a aliviar o estresse, a ansiedade e a focar em outras atividades, auxiliando na questão da pressão que o estudante sofre na escola.

Diário do Pedro

Mara Sousa 18/5/2018 Pedro - aluno do Kelvin
Pedro - aluno do Kelvin

Pedro Calvo, 18 anos

  • Cursinho: Kelvin
  • Objetivo: Engenharia Mecatrônica na USP ou na Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Já passou em primeiro lugar em Engenharia de Controle e Automação na Unesp, mas resolveu buscar o curso que deseja

Como foi a quinzena:

Essa quinzena consegui manter a minha rotina de estudos firme, então, ao longo desse período, mantive as matérias em dia estudando e tirando as dúvidas quando necessárias nos plantões. Teve uma palestra que o Kelvin promoveu falando sobre a 4° Revolução Industrial a qual fui para poder ficar mais antenado a esse tipo de assunto e estar preparado caso caia no vestibular. Além disso, a equipe de redação do Kelvin está preparando agora aulas mais voltadas para temas da Fuvest e da Unesp, então eu já treinei a estrutura do Enem com os seus tipos de temas mais clássicos. Agora estou treinando fazer redações do tipo pedido pela Fuvest.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso