Diário da Região

25/09/2018 - 00h30min

SEIS VEZES MARTA

Marta eleita melhor jogadora e bate recorde entre mulheres e homens

Atacante, que já atuou em Rio Preto, foi eleita a melhor jogadora do planeta pela sexta vez em premiação organizada pela Fifa, um recorde entre mulheres e homens; Luka Modric, do Real, foi eleito melhor jogador

Marta fez discurso emocionado ao receber premiação:
Marta fez discurso emocionado ao receber premiação: "Isso é fantástico"

Marta voltou ao topo do mundo. A atacante brasileira foi eleita a melhor jogadora do planeta pela sexta vez, um recorde entre mulheres e homens, em cerimônia realizada pela Fifa, em Londres, nesta segunda-feira, 24. A jogadora do Orlando Pride, dos Estados Unidos, desbancou a norueguesa Ada Hegerberg e a húngara Dzsenifer Marozsán, ambas do Lyon, da França. Entre os homens, o croata Luka Modric, do real madric, prevaleceu sobre Cristiano Ronaldo e Salah.

Marta não levantava o troféu desde 2010. Vencera também em 2006, 2007, 2008 e 2009. "Realmente estou sem palavras. É um momento fantástico. As pessoas falam para mim assim: você já esteve nesta posição muitas vezes. Todas as vezes você se emociona. Realmente, eu me emociono porque isso representa muito para mim", disse Marta, emocionada.

"Desde o primeiro momento em que eu enxerguei que a melhor coisa que eu fazia na vida era jogar futebol, eu só tenho a agradecer... Primeiro a Deus, por me dar saúde constantemente para eu poder buscar os meus objetivos. Não podia deixar de agradecer as minhas companheiras do clube e da seleção. As pessoas que estão comigo constantemente me dando suporte. E aos fãs e jornalistas. Isso é fantástico. É um momento mágico", celebrou a jogadora de 32 anos e com uma passagem por Rio Preto em 2003, quando defendeu o Juventude e ascendeu ao sucesso. No ano seguinte, em 2004, ela já se tornaria a terceira melhor do mundo e daí não pararia mais.

Marta havia sido indicada pela 14ª vez ao prêmio por conta da boas performances tanto pelo Orlando Pride quanto pela Seleção. Pelo time norte-americano, foi vice-artilheira da National Women's Soccer League no ano de 2017, com 13 gols, e ajudou a levar sua equipe até as semifinais.

Neste ano, Marta fez quatro gols, o mesmo número de assistências em 17 jogos. Pela seleção, liderou a equipe na conquista da Copa América, em abril deste ano. Sua maior rival na disputa era Ada Hegerberg, de apenas 23 anos. A jogadora chegou à final do prêmio por liderar o Lyon na conquista do título da Liga dos Campeões da Europa. Ela já havia sido eleita a melhor jogadora da Europa em 2016. A outra finalista, Marozsán, foi companheira de Ada na conquista pelo Lyon.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso