Diário da Região

14/09/2018 - 18h43min

TRABALHO VOLUNTÁRIO

Voluntários plantam árvores em calçadas de condomínios

Grupo se reúne aos finais de semana para deixar áreas próximas aos condomínios Damha e Gaivota mais arborizadas

Fotos: Arquivo pessoal Arborização em condomínios de luxo em Rio Preto
Arborização em condomínios de luxo em Rio Preto

Calçadas extensas e sem sombras. Com certeza você já se deparou com uma cena como esta ao andar por algumas avenidas de Rio Preto. Reportagem do Diário, divulgada no dia 2 de agosto, mostrava que diversos condomínios de luxo, como Gaivota 1 e 2 e Figueira 1, não possuem árvores em suas calçadas externas, como determina a Lei Complementar 56/96

Mas um grupo de, aproximadamente 70 voluntários vem se unindo para mudar cenários como esse que sofrem com a escassez de árvores. Desde outubro de 2017, o grupo se reúne aos finais de semana para plantar mudas de árvores com o objetivo de formar corredores ecológicos, principalmente na área dos condomínios localizados próximos a Represa Municipal. “Entramos em contato com os condomínios e os que aceitam nós fazemos o plantio na área externa (calçadas), mas infelizmente não são todos que nos recebem de forma positiva”, conta o aposentado e voluntário do projeto Cesaltino Cambiaghi.

No projeto, o grupo fica responsável pelo plantio e manutenção da planta, como adubagem e poda, e o condomínio se responsabiliza por aguar as mudas duas vezes por semana. Em quase um ano de atuação, aproximadamente 800 mudas foram plantadas pelos voluntários. “Já plantamos árvores e até flores nas calçadas dos condomínios Damha 3 e 4, por exemplo. E a previsão é de que nos próximos meses a gente consiga plantar mais 500 ao longo das calçadas de outros condomínios, que ficam naquela região da cidade”, acrescenta o voluntário.

O projeto conta com parceria do Viveiro Municipal, que fornece as mudas gratuitamente. E as espécies são selecionadas de acordo com o local que será arborizado, seguindo as normas municipais. “Em apenas três meses já conseguimos ver a diferenças das mudas e da área plantada. Acreditamos quem em sete anos as árvores já estarão grandes e fazendo boas sombras e toda aquela área estará arborizada”, diz o aposentado.

Arborização em Rio Preto tem déficit

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, atualmente, a arborização de Rio Preto está abaixo da meta estabelecida pelada própria Prefeitura. Segundo dados da pasta 18,57% do município tem projeção de copa de árvore, o que corresponde a cerca de 250 mil árvores e a meta é atingir os 20%, faltando 19,3 mil árvores. Sendo as áreas menos arborizadas: região do Centro, Distrito Industrial, Parque Industrial e Redentora.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso