Diário da Região

12/08/2018 - 00h30min

ENTREVISTA

Especialista fala sobre parto adequado para cada mulher

O número de cesáreas aumentou consideravelmente nas últimas décadas. Para lidar com esse cenário, a OMS anunciou 56 medidas para evitar intervenções médicas desnecessárias

Divulgação Orlando Fittipaldi Junior, da Unimed do Brasil
Orlando Fittipaldi Junior, da Unimed do Brasil

O Brasil possui a segunda maior taxa de cesáreas do mundo, atrás somente da República Dominicana. Os dados são da Organização Mundial da Saúde (OMS). Atualmente, 56% dos nascimentos no Brasil são realizados por via cirúrgica, o que está muito distante dos 15% recomendados pela OMS. Destrinchando os números brasileiros, atualmente, o percentual de cesáreas representa 35% dos nascimentos no SUS (Sistema Único de Saúde), já nos hospitais particulares essa taxa chega a 83%.

O índice de cesáreas aumentou consideravelmente nas últimas décadas. A OMS estima que a média atual de cesáreas realizadas no mundo seja de 18,6% dos partos, sendo que em 1990 esse índice era de apenas 6%.

Para lidar com o aumento cada vez maior de cesáreas, 56 medidas foram definidas pela OMS e são adotadas pelo Programa Parto Adequado, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), com o apoio do Ministério da Saúde. Do total de 68 operadoras participantes do projeto, 36 fazem parte do sistema Unimed, ou seja, mais da metade (53%). Voltado à saúde suplementar, o programa tem como objetivo identificar modelos inovadores de atenção ao nascimento, que valorizem o parto normal e reduzam o percentual de cesáreas sem indicação clínica.

Orlando Fittipaldi Junior, diretor de Gestão da Saúde da Unimed Brasil, concedeu entrevista exclusiva ao Diário da Região. Ele afirma que as principais medidas envolvem mudanças na assistência ao parto e às gestantes e que isso implica em sensibilização das lideranças envolvidas para que essas mudanças ocorram de forma gradativa e permanente. Confira a seguir:

De que forma essas medidas podem ajudar para que cada gestante tenha um parto adequado?

Fittipaldi Junior: São medidas que visam conscientizar sobre a importância do parto humanizado para a mãe e para o bebê. Assim sendo, tendem a promover uma mudança cultural e assistencial sobre o assunto.

Com essas medidas, em quanto tempo poderá haver uma mudança para que haja uma redução do número de cesáreas desnecessárias?

Fittipaldi Junior: Não há como estimar um prazo para isso. Na verdade, é um trabalho a longo prazo, que envolve uma evolução gradual.

O parto normal traz benefícios para o bebê e a mãe? Quais os principais?

Fittipaldi Junior: O parto vaginal é fisiológico e natural e proporciona uma recuperação mais rápida e com menos riscos para mãe e bebê. Devemos individualizar as indicações de cesárea caso a caso, assim como conversar de forma clara e transparente com as mães de forma a esclarecer todos os pontos. Cesáreas continuam sendo importantes e possuem suas indicações clínicas.

Quais as situações em que a cesárea é indicada?

Fittipaldi Junior: Depende de cada caso e o obstetra consultado é sempre a melhor pessoa para promover a indicação.

A melhor forma de a mãe tomar uma decisão é informar-se?

Fittipaldi Junior: Sem dúvidas, a informação é a melhor aliada para todas as situações. A melhor opção para tirar dúvidas e buscar aconselhamento é sempre consultar um especialista; nesse caso, o médico obstetra.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso