Diário da Região

04/08/2018 - 21h39min

Convenções

Partidos definem candidatos a presidente

PT e PSDB confirmam os nomes, respectivamente, de Lula e de Alckmin

Paulo Pinto/Divulgação Ex-presidente Dilma exibe máscaras de Lula durante convenção do PT
Ex-presidente Dilma exibe máscaras de Lula durante convenção do PT

Na véspera do prazo final para as convenções, PSDB, PT, Rede, Podemos e Novo realizaram neste sábado, 4, seus eventos partidários que confirmaram os candidatos à Presidência da República. O encerramento das convenções representa a largada para a corrida presidencial marcada por um cenário ainda de grande incerteza.

Doze anos depois de disputar a Presidência contra Lula, o tucano Geraldo Alckmin teve o seu nome novamente confirmado como o candidato do PSDB ao Palácio do Planalto na convenção realizada em Brasília. A exemplo de 2006, Alckmin disse acreditar que o PT será o seu principal adversário na disputa deste ano. "Estou acostumado a enfrentar o PT, já enfrentei o Lula e vou enfrentá-lo numa outra circunstância", disse o tucano em evento do PPS. O PSDB também aprovou a coligação com partidos do Centrão e a indicação da senadora Ana Amélia (PP-RS) como vice da chapa.

Em São Paulo, o PT oficializou a escolha de Lula, condenado e preso pela Lava Jato, para ser pela sexta vez o candidato do partido à Presidência. Ao contrário de 1989, 1994, 1998, 2002 e 2006, a convenção que ratificou a escolha foi marcada por dúvidas tanto sobre as condições jurídicas de Lula ser candidato quanto sobre a composição da chapa petista.

Da sala onde cumpre pena em Curitiba, é Lula quem vai dar a palavra final sobre a escolha do vice.

Pela terceira vez consecutiva na disputa presidencial, Marina Silva foi oficializada por aclamação como candidata da Rede em convenção realizada também na capital federal. Marina chegou ao evento acompanhada por seu vice, o ex-deputado Eduardo Jorge, do PV.

A coligação entre os dois partidos, chamada "Unidos para transformar o Brasil", enfrentará o desafio de conseguir levar a campanha aos eleitores com poucos recursos e tempo de TV no horário eleitoral.

Em Curitiba, confirmado como candidato do Podemos, o senador Alvaro Dias disse que, se eleito, vai convidar o juiz federal Sérgio Moro - titular da Operação Lava Jato no Paraná - para ser ministro da Justiça do seu governo. O Novo marcou convenção em São Paulo para oficializar o nome de João Amoêdo.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso