Diário da Região

08/08/2018 - 00h30min

Dupla

Manuela já assume papel de vice de Haddad em eleição

PT promete registrar candidatura de Lula a presidente no próximo dia 15

Ricardo Stuckert Manuela D'Ávila e Fernando Haddad falam sobre união em torno da candidatura de Lula, preso em Curitiba
Manuela D'Ávila e Fernando Haddad falam sobre união em torno da candidatura de Lula, preso em Curitiba

O ex-prefeito Fernando Haddad (PT) e a deputada federal Manuela d'Ávila (PCdoB) afirmaram nesta terça-feira, 7, que estão prontos para andar pelo País e defender as ideias do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado na Lava Jato.

Com a possibilidade de a candidatura de Lula ser impedida pela Justiça Eleitoral, Manuela afirmou que Haddad e ela estão preparados para ganhar as eleições em qualquer cenário. O ex-prefeito, por sua vez, disse que a substituição de Lula será discutia em "momento adequado". Ao falar sobre um comentário do ex-presidente Lula, de que ele estaria em "estágio probatório", Haddad afirmou ter recebido "nota dez" no primeiro dia como vice

"Ocuparemos a vaga de vice em qualquer um dos cenários. Eu torço para que eu tome posse como vice-presidente com Luiz Inácio Lula da Silva, mas eu e o Haddad estamos prontos para vencer a eleição em qualquer cenário", disse Manuela. "Na vida real, quem vai tirar o Temer do Jaburu sou eu", declarou, em referência à residência oficial da vice-presidência em Brasília.

Questionado após a coletiva de imprensa, o coordenador da campanha presidencial do PT, José Sergio Gabrielli, também admitiu a possibilidade de o nome de Lula não estar nas urnas. "Possibilidade existe, mas vamos lutar até o fim para que Lula seja o candidato. Lula é o candidato. Ele Haddad é candidato a vice", declarou.

O PT pretende registrar, no dia 15 de agosto, o ex-presidente Lula como candidato e Fernando Haddad como vice no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Conforme acordo com o PCdoB, Haddad será substituído por Manuela na vaga quando a Justiça Eleitoral decidir sobre a condição do ex-presidente. A deputada gaúcha justificou o acordo ao falar que é justo que o representante de Lula, neste momento, na campanha seja alguém do PT. Tanto Manuela como Haddad declararam que não fizeram questão de estar na chapa para que a aliança entre os dois partidos fosse possível.

O ex-prefeito, no entanto, evitou admitir que pode ser o candidato efetivo. "Em relação ao que está acontecendo e, no momento adequado, vamos tomar uma decisão", reforçou.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso