Diário da Região

12/08/2018 - 00h30min

INVERNO

Frio intenso 'dá as caras' em Rio Preto e região

Sábado teve madrugada fria, e temperatura chegou a 3,9° em Populina

Mara Sousa 21/5/2018 frio - calçadao de Rio Preto
frio - calçadao de Rio Preto

Rio Preto amanheceu fria neste último sábado, 11. Segundo a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), os termômetros marcaram 9,9 graus às 7h e fizeram os rio-pretenses tirarem os casacos do armário para sair de casa. Fez mais frio ainda em cidades como Catanduva, Votuporanga e Populina - nesta última, os termômetros chegaram a 3,9 graus.

De acordo com a previsão para os próximos dias, o clima gelado na cidade dá uma trégua, mas depois volta com tudo. O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) prevê mínima para este domingo, 12, Dia dos Pais, de 13 graus. Na segunda-feira, 13, e na terça-feira, 14, a mínima será de 14 graus e 17 graus, respectivamente. Porém, a partir de quarta-feira, 15, as temperaturas voltam a cair para a mínima de 13 e 10 graus na quinta e sexta-feira. Na região, a tendência é a mesma.

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) registrou 5,6 graus em Votuporanga e 8,8 graus em Catanduva, durante a madrugada deste sábado. Ambas as temperaturas ficaram entre as sete mais baixas do Estado.

Já a cidade de Populina ficou com o título de menor temperatura de toda a região. O município, que fica a 174 quilômetros de Rio Preto, marcou 3,9 graus às 6h46, a menor de todo o ano, até o momento, de acordo com a estação agrometeorológica local, mantida pela Universidade Estadual Paulista (Unesp).

Segundo o Instituto de Pesquisas Meteorológicas (IPMet), a massa de ar mais fria e seca permanece atuando no Estado de São Paulo, mantendo o céu com poucas nuvens, sem chuva. Assim, a região deve seguir com temperaturas baixas, especialmente entre os períodos da noite e início da manhã, mas com o tempo aberto.

Em relação à umidade relativa do ar, Rio Preto variou entre 86% e 29% neste sábado, sendo o maior pico registrado às 7h e o menor às 16h. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera entre 20% e 30% estado de atenção.

Neste ano, a temperatura mais baixa registrada em Rio Preto foi de 8,6 graus, no dia 21 de maio.

Mais frio, menos poluição

Para José Mário Ferreira, engenheiro da Cetesb, apesar do frio, o ar está bom para o rio-pretense respirar. "Como tivemos o encerramento do período de seca, depois de mais de 70 dias sem chuvas, a qualidade do ar está boa para nós. Então, mesmo com esse clima frio, não influencia na qualidade do ar. Assim podemos respirar melhor, mesmo com a temperatura baixa", afirmou.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso