Diário da Região

09/08/2018 - 22h31min

INVESTIGAÇÃO

DIG prende três por assassinatos

Os casos seriam o assassinato do empresário Sérgio Teixeira, de Catanduva e do ajudante geral Jader Lucena, ambos mortos a tiros

A DIG de Rio Preto divulgou o esclarecimento de dois homicídios deste ano e a prisão de três pessoas - dois jovens de 17 e 18 anos e uma mulher de 37. Como as investigações ainda estão em andamento, a polícia não forneceu os nomes dos presos.

Os rapazes foram presos pela morte do ajudante geral Jader Lucena, em julho. Segundo o delegado Wander Luciano Solgon, denúncia levou a polícia até os suspeitos, que foram detidos no bairro Nato Vetorasso. O crime teria sido motivado por dívidas com o tráfico de drogas. "Os dois negam a participação, mas como a equipe que foi até a casa deles encontrou porções de drogas e indícios de que participam do tráfico de drogas, ambos foram presos em flagrante por comércio de entorpecente", explica o delegado.

Na época do crime, a mulher de Jader afirmou que estava dentro de casa, no Conjunto Habitacional Guiomar Assad Calil, quando ouviu o barulho de quatro tiros. A família nega que o ajudante geral fosse usuário de drogas.

A mulher de 37 anos foi presa pela morte do empresário Sérgio Teixeira, então com 60 anos, em março. Ele foi encontrado morto com três tiros na cabeça dentro do próprio carro, na avenida Alfredo Folchini, às margens da rodovia Washington Luís, na estância Jockey Clube, em Rio Preto. A autora do crime seria uma maquiadora e fotógrafa de Catanduva, mesma cidade da vítima. A mulher teria cometido o crime após sofrer agressão durante a cobrança de uma dívida.

Rio Preto registrou 28 assassinatos, incluindo três latrocínios, neste ano. Em todo o ano passado foram 38 homicídios, incluindo seis roubos seguidos de morte.

O delegado Wander também é responsável pela investigação do assassinato de João Edmilson de Lima, morto com três tiros na madrugada do último domingo, 5, no Parque Setorial. O homem levou três tiros - face, pescoço e tórax.

"Vamos aguardar o laudo pericial, mas da forma que o corpo foi encontrado é indício de que ele tenha sido surpreendido pelo autor do homicídio e tenha até lutado para não morrer, porque há ferimentos no braço", diz o delegado. João já tinha cumprido pena por crimes contra o patrimônio.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso