SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 06 DE JULHO DE 2022
Meio Ambiente

Por que não existem árvores nas calçadas externas de alguns condomínios?

Apesar de ser lei, nas calçadas de alguns condomínios não são arborizadas; Confira

Simone Machado
Publicado em 02/08/2018 às 15:45Atualizado em 08/07/2021 às 04:25
Avenida Sebastiao Tavares da Silva (prox supermercado Maranhao) (Mara Sousa 2/8/2018)

Avenida Sebastiao Tavares da Silva (prox supermercado Maranhao) (Mara Sousa 2/8/2018)

Quem costuma passar pela região de alguns condomínios de luxo de Rio Preto, como parte do Damha I, Gaivota 1 e 2, e Figueira 1, com certeza já se deparou com as calçadas extensas e sem sombras. Mas por que não existem árvores nas calçadas dos condomínios?

De acordo com a Lei Complementar 56/96, que trata sobre a arborização no município, as avenidas devem obedecer alguns critérios para o plantio de árvores. “Nas calçadas laterais de avenidas com canteiro central, apenas será permitido o plantio de espécies arbóreas de pequeno porte”, diz trecho da lei.

Mas por que isso não acontece? O engenheiro ambiental e chefe de divisão do Viveiro Municipal de Rio Preto, Otton Arruda, explica que grande parte desses condomínios existem antes da criação da lei.

“Todo loteamento ou condomínio tem que fazer um projeto antes de ser lançado e nele é incluído a arborização da parte interna, que é o plantio de mudas na frente de todos os lotes e também da arborização na área em comum, além das calçadas externas. Nos casos citados é que os condomínios são mais antigos”, explica.

No entanto, a reportagem do Diário constatou que existem condomínios lançados após a lei e que mesmo assim não possuem árvores, como o Gaivota 1 e 2, por exemplo.

“Em muitos casos, o plantio é feito e logo após o fiscal passar e liberar o condomínio para a construção, mas os responsáveis param de cuidar das mudas e elas morrem”, explica. Ainda segundo Arruda, não existe uma fiscalização posterior. “A fiscalização é feita antes de liberar o habite-se, depois disso ninguém mais volta ao local para ver se aquela muda está sendo bem cuidada ou não”, diz.

Ainda segundo a Lei, nas calçadas de avenidas que possuam canteiro central é permitido o plantio de árvores de pequeno porte e o espaço entre elas deve ser de três metros. Imagina quantas árvores eram para existir nesses locais, que atualmente dão espaço apenas para grama.

Atualmente, a arborização do município está abaixo da meta estabelecida pelada própria Prefeitura. Segundo dados da Secretaria de Meio Ambiente, 18,57% do município tem projeção de copa de árvore, o que corresponde a cerca de 250 mil árvores e a meta é atingir os 20%, faltando 19,3 mil árvores. Sendo as áreas menos arborizadas: região do Centro, Distrito Industrial, Parque Industrial e Redentora.

O Diário entrou em contato com o setor administrativo dos condomínios Damha I, Gaivota I e Figueira I, que afirmaram estar em contato com a Diretoria de Associação dos respectivos condomínios para verificar como funciona o sistema de arborização do local.

Viveiro Municipal

Todo morador de Rio Preto tem direito a retirar duas mudas de árvores por mês no viveiro municipal. Para isso basta ir até lá, com um documento pessoal e um comprovante de residência. Se a quantidade de mudas for superior, é necessário fazer um requerimento e protocolar no Poupatempo.

O viveiro municipal fica na rodovia BR-153, quilômetro 61.

Avenida Sebastiao Tavares da Silva (próximo ao supermercado Maranhão) (Mara Sousa 2/8/2018)

Avenida Miguel Damha, próximo ao condomínio Gaivotas (Mara Sousa 2/8/2018)

Avenida Miguel Damha, próximo ao condomínio Gaivotas (Mara Sousa 2/8/2018)

Avenida Sebastiao Tavares da Silva (prox supermercado Maranhao) (Mara Sousa 2/8/2018)

Avenida Sebastiao Tavares da Silva (prox supermercado Maranhao) (Mara Sousa 2/8/2018)

Avenida Sebastiao Tavares da Silva (prox supermercado Maranhao) (Mara Sousa 2/8/2018)

Avenida Miguel Damha prox ao condominio Gaivotas (Mara Sousa 2/8/2018)

Avenida Miguel Damha prox ao condominio Gaivotas (Mara Sousa 2/8/2018)

Avenida Miguel Damha prox ao condominio Gaivotas (Mara Sousa 2/8/2018)

Avenida Miguel Damha prox ao condominio Gaivotas (Mara Sousa 2/8/2018)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por