Diário da Região

12/08/2018 - 00h30min

#FICAADICA

Passeio saudável

Donos de animais de estimação precisam se atentar à temperatura, hidratação e segurança

Mara Sousa 10/8/2018 Fica dica - Emerson Jesus Santos com caes
Fica dica - Emerson Jesus Santos com caes

É só falar "vamos passear" que eles já balançam o rabinho e ficam felizes com o convite, mas é preciso ter alguns cuidados durante a caminhada com seu bichinho de estimação. O passeio para eles vai além de um período de lazer com outros animais, trazendo tranquilidade, bem-estar e alegria, embora necessite de algumas recomendações aos donos, principalmente, de vacinação em dia.

O adestrador profissional Emerson de Jesus Santos explica que o passeio é muito importante para o desenvolvimento do animal. "Quando o cão fica muito confinado, dentro de casa, ele não gasta energia. No passeio, além de descobrir outros odores, o dono gasta mais a energia do cão e ele fica mais tranquilo dentro de casa", explicou Emerson.

"Aqueles cães que dão mais trabalho são os animais com uma insegurança emocional, por exemplo, que têm medo de bomba. Eles demoram um pouco mais para serem adestrados e ficarem calmos no passeio. Quando a gente treina um cão, o animal descobre o que pode e o que não pode", completa o adestrador.

O médico veterinário André Luiz Galvão acredita que entre as recomendações básicas está o ato de passear com o animal evitando horários de sol escaldante. "Lembrando que quando sair com o animal, é importante ver se o chão não está muito quente, por conta do risco de queimaduras nas patinhas, que pode acarretar em outros problemas mais sérios", diz o pós-doutorando pela Unesp de Araçatuba.

André também referencia que em Rio Preto grande parte dos cachorros está na faixa etária correspondente a adultos e idosos, o que interfere diretamente nas distâncias percorridas pelo animal. "Os filhotes só podem caminhar após ter tomado todas as vacinas, e o dono deve tomar cuidado para que esse animal não mexa em lixo, o que pode acarretar em problemas de saúde do pet", explica o veterinário.

Durante o trajeto, é importante também que o cachorro sempre seja hidratado antes e durante a caminhada, além disso, caso o animal tenha alguma indisposição antes do percusso, evite o passeio. "O animal deve estar 100%. Temos de respeitar as condições físicas do bichinho. É bom sempre lembrar que o passeio é o dono e o cão caminhando, e não o animal correndo atrás de carro ou moto, como muitas vezes assistimos nas ruas", completou o veterinário.

Segurança

Para o adestrador, a segurança também deve ser prioridade no trajeto percorrido pelo dono com seu animal. O uso de coleiras e de focinheiras depende de cada espécie e é importante caso o animal seja bravo ou de guarda. "Se for um cão de guarda, ele tem de usar dos materiais de contenção, como guia correta, enforcador e focinheira".

Ele também cita que quando uma pessoa compra ou adota um cão deve tomar precauções, pensando se o local onde o animal ficará é adequado. "Não adianta colocar um beagle, que é um cachorro de atividade intensa, num apartamento. Ele pode destruir todo o espaço. O dono desse animal vai ter de passear intensamente com esse cão. Por exemplo, o labrador é um eterno moleque, mesmo na fase adulta ele é extremamente brincalhão, é um cão mais tardio para amadurecer. Cada raça tem uma particularidade", finalizou o adestrador.

(Colaborou Rone Carvalho)

Dicas para um passeio tranquilo

  • 1) O tempo de caminhada deve ser uma das precauções quando passear com seu cachorrinho de estimação. Lembre-se: se seu animal não tem costume de caminhar, evite longas distâncias. O recomendável são caminhadas curtas no início, e nunca se esqueça de hidratá-lo
  • 2) É importante também saber o horário certo para o passeio. Procure sair com seu cão nos horários de sol mais leve. Evite passear entre 10h e 16h. No verão, o sol aquece muito o asfalto, podendo causar queimaduras graves nas patinhas do seu amigo
  • 3) Algumas raças precisam de focinheira. É obrigatório, por exemplo, o uso delas no pit bull. Cuidado na escolha do acessório, que deve deixar a boca do animal abrir para colocar a língua para fora. Focinheiras que fecham por completo a boca do cão não são para caminhadas, e sim para contenção em procedimentos veterinários
  • 4) O local de passeio deve, sempre que possível, ser escolhido com cautela pelo dono do animal. Evite locais muito quentes como: asfalto, calçamento e areia de praia. Um ótimo local é a grama de parques. Isso ajuda a evitar queimaduras nas patas do animal e ajudará a endurecer as almofadas das patas, promovendo a formação de uma pele mais grossa e menos sensível a queimaduras
  • 5) As coleiras utilizadas devem levar em consideração o fato de não machucar os animais. Saiba que escolher a coleira certa para seu cão é muito importante. Não escolha pela beleza e sim pela funcionalidade. Cães que puxam demais não podem usar peitorais, assim como animais com problemas de coluna não devem usar as de pescoço
  • 6) A tradicional sacolinha na mão é dever de todos que forem passear pelas ruas. Se o seu animal defecar, recolha as fezes dele para evitar futuros imprevistos com as pessoas que passarem pelo local
  • 7) Fique atento a outros animais na rua, assim como pessoas e crianças. Enquanto você caminha com seu cão, sua atenção deve estar voltada a ele e aos demais que passam por você. Nunca saberemos quando o animal estranhará algo ou alguém. Atente-se a tudo a sua volta e às reações de seu cão

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso