Diário da Região

04/08/2018 - 00h30min

Feita em Casa

Cerveja artesanal é a nova paixão nacional

A cerveja artesanal ganhou seu espaço e é cada vez mais apreciada por homens e mulheres

Divulgação/Don Tonel Don Tonel
Don Tonel

Hoje todo supermercado tem uma prateleira lotada de cervejas artesanais. Os bares e restaurantes têm diversos rótulos, com aromas e sabores ousados e intensos. Alguns pubs oferecem a bebida para beber ali mesmo no balcão ou levar para casa. Cada receita se transforma em uma combinação única e diferenciada, principalmente quando combinada com quitutes especiais.

O mais bacana é que foi-se o tempo em que os amantes de cerveja artesanal precisavam recorrer a rótulos internacionais para apreciar o bom sabor da bebida. De origem em Ribeirão Preto, cidade localizada a cerca de 200 quilômetros de Rio Preto, a Cervejaria Colorado é uma opção para quem quer provar e sentir o sabor de uma boa bebida, que inclui a Appia, de trigo e mel, a Demoiselle, escura, com notas de café, e a India, uma pale ale bem lupulada.

O fato é que a cerveja artesanal ganha cada vez mais protagonismo em estabelecimentos de Rio Preto e região, onde conseguem ser apreciadas em sua integralidade, descobrindo desde o sabor até sua história e todos os processos compreendidos na fabricação. Os amantes da bebida, homens e mulheres, criam também confrarias para saborear e confraternizar com muito sabor. A Dona Breja, por exemplo, é a primeira confraria feminina de cerveja de Rio Preto.

Luiz Gustavo Doná, sommelier de cerveja e sócio do Don Tonel Beershop, afirma que o mercado da cerveja artesanal segue em crescimento no Brasil e há uma infinidade de estilos e sabores que permitem experiências novas. Até quem está acostumado a beber cerveja pilsen, como Skol, pode começar a apreciar bebidas do tipo Lager, Stout, Ale e India Pale Ale.

Doná afirma que há diversas opções de cervejas mais leves e não tão complexas que podem ser um início para o público geral no fantástico mundo das cervejas artesanais. "Eu iniciei minha jornada há mais de 10 anos bebendo cervejas Weiss, de trigo. O mais importante é ter um sommelier para ajudar nas indicações e oferecer a melhor experiência para os consumidores."

O sabor de cada cerveja é formado de acordo com o quantidade de malte, lúpulo, levedura e água. Assim como os adjuntos, a mistura e a proporção desses ingredientes que trazem os sabores, aromas, cores e corpo às cervejas. "Cada um tem sua função principal. O lúpulo, por exemplo, traz o amargor, já a levedura, em alguns estilos, é essencial. Uma cerveja de trigo sem a levedura correta não terá os sabores e aromas desejados no fim da fermentação."

No Brasil, hoje, há mais de uma centena de estilos de cervejas e mais de 600 cervejarias artesanais em funcionamento. "É um universo vasto e com diversas variáveis. Rico em sabores, aromas e cada vez mais inventivo."

Neste cenário, Doná explica que é possível harmonizar cerveja artesanal com entradas, pratos principais e sobremesas. Preparações mais fortes, por exemplo, pedem uma cerveja cheia de personalidade. "Podemos harmonizar o menu todo com cervejas. Desde o aperitivo até a sobremesa. Um prato mais intenso e carregado pede uma cerveja mais complexa, para ambos se complementarem e criarem um terceiro sabor único."

Para todos os paladares

Há seis anos vendendo cerveja artesanal em Rio Preto, Cristiano Carvalho, proprietário da Santo Lúpulo, afirma que cada vez mais surgem apreciadores. "Neste ano tivemos um grande aumento de clientes novos." Para possíveis novos clientes, ele afirma que é recomendando procurar uma loja especializada, com profissionais qualificados, para indicar a cerveja certa. "São muitos estilos diferentes e o mais indicado é começar por um estilo mais leve, com menos álcool e pouco amargor. Cervejas de Trigo, Witbier e Vienna Lager são estilos que agradam os paladares de quem está começando."

Carvalho explica que as bebidas mais vendidas em sua loja são as cervejas de trigo e as Ipas (cervejas mais amargas e com mais álcool). Ele explica que algumas cervejas artesanais não precisam ser consumidas geladas, por exemplo. "Cada estilo sugere um temperatura. Aquela imagem de cerveja trincando é na verdade um bom marketing. Tudo que você beber a baixo de 0 graus trava sua papila gustativa e você só sente refrescância."

Cada tipo de cerveja artesanal tem um copo apropriado para ajudar na preservação do colarinho e das características próprias. "Existe um copo diferente para cada estilo que contribui para que cada cerveja seja apreciada da melhor forma. Mas, neste caso, é melhor descomplicar e usar o que estiver no alcance. Mais cerveja e menos frescura."

Mulheres x cervejas artesanais

Douglas Salvador, CEO do Clube do Malte, um dos maiores players do mercado craft beer do Brasil, afirma que quando um cliente procura conhecer o universo das cervejas artesanais ele quer, acima de tudo, uma experiência diferente. "Ele quer sabor. Quer aroma. Quer curtir o rótulo, o six pack, a embalagem. Ele quer colecionar copos. Quer decorar a casa. Ele quer se divertir. Quer fazer churrasco. Quer jogar poker. Quer cozinhar para os amigos. Ele quer ter história para contar."

Tudo isto acontece porque a cerveja artesanal é um negócio muito sedutor. "Tão sedutor que está atraindo milhares de novos consumidores todos os dias no Brasil. São pessoas que, como nós, estão cansadas de produtos chatos, sem personalidade e sem qualidade."

Elas ainda são em menor número, mas é crescente a participação de mulheres no mercado de consumo das cervejas artesanais. Salvador afirma que o mercado para elas não para de crescer. "Hoje existe um grande número de mulheres dominando a criação e produção nas cervejarias, assim como dentro de todo o mercado cervejeiro, como sommelières, professoras, cervejeiras, juízas de concursos de cerveja, entre tantas outras atividades totalmente ligadas à prática e cultura cervejeira."

Salvador afirma que as mulheres representam 20% da base do Clube do Malte, uma porcentagem bem superior se comparado ao mercado. "De acordo com a mesma pesquisa, o estilo preferido das mulheres cervejeiras são as lupuladas, como India Pale Ale, mas isso não é uma regra. Analisando esses resultados podemos quebrar alguns paradigmas e um deles é que, mulher só gosta de cerveja mais leve."

Com o objetivo de quebrar rótulos, representar e gerar discussão sobre o papel da mulher no universo cervejeiro, em agosto, o Clube do Malte lançará a campanha Beba como uma Garota, que contará com uma linha de produtos para dar voz as clientes em um ambiente que ainda é muito masculino. "Eu acredito que iniciativas como essa são importantes para quebrar os preconceitos que ainda persistem e aproximar cada vez mais." V&A

Temperatura ideal

De 0 a 4°C - Pale Lagers, cervejas sem álcool e qualquer cerveja que tenha o objetivo de refrescar e não muito de ser degustada

De 5 a 7°C - Cervejas de trigo claras, Lambics de fruta e Gueuzes

De 8 a 12°C - Lagers Escuras, Pale Ale, Amber Ale,

cervejas de trigo escuras, Porter, Helles, Vienna, Tripel

e Bock tradicional

De 13 a 15°C - Ale quadrupel, Strong Ales Escuras, Stout

e a maioria das cervejas especiais Belgas, incluindo as Trapistas. As Bocks mais fortes como a Eisbock e a Doppelbock

Fonte: Cristiano Carvalho, do Santo Lúpulo

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso