Diário da Região

    • -
    • máx min
18/07/2018 - 00h30min

Dia do amigo

Especialistas revelam porque ter amigos é tão importante nos dias de hoje

Veja por que ter uma amizade é ainda mais importante do que você imagina

Ricardo Boni/Divulgação Marlon Ferri (centro) celebra a parceria de 13 anos com os amigos Renato e Roberto Poloni
Marlon Ferri (centro) celebra a parceria de 13 anos com os amigos Renato e Roberto Poloni

Nesta sexta-feira, 20 de julho, é comemorado o Dia do Amigo. A data não tem muito destaque comparada as celebrações do Dia das Mães, Pais e Namorados. Apesar da falta de protagonismo no calendário anual, a data é importante para destacar a importância de se ter amigos de verdade na vida. A amizade é compreendida como uma importante fonte de felicidade e ajuda no desenvolvimento emocional. Principalmente porque os amigos acolhem, afastam a solidão, fazem rir e aconselham quando é necessário.

Encontrar um amigo verdadeiro não é uma tarefa simples. É necessário coincidir com o outro o desejo de vivenciar uma história, que é formada por capítulos felizes e alguns dramas. Amizade é achar no parceiro de vida a chance e a vontade de estar junto para o que der e vier, o que inclui aprendizados, frustrações, segredos, gargalhadas, disponibilidade e lembranças. Amizade é conexão, abraço e tolerância. Amizade também é resistir à decepção e à imperfeição do outro.

O valor da amizade é algo que o jornalista, escritor e músico Marlon Ferri aprendeu cedo. Ao lado dos amigos Renato e Roberto Poloni, ele brincou, discutiu, conversou, trocou experiências, deu risada e chorou, mas nunca dispensou as suas companhias. O primeiro contato de Ferri com a família Poloni foi por meio de Roberto, que conheceu em 2005, na escola. Assim como ele, o amigo de sala também gostava de rock e tocava guitarra.

Por meio das afinidades, eles montaram a banda rio-pretense Projeto R, que algum tempo depois contou com a integração de Renato. Um dos momentos mais empolgantes desta amizade foi quando eles participaram do concurso de bandas do festival Planeta Rock. No entanto, eles também tiveram momentos ruins. Há cerca de oito anos, Ferri perdeu seu irmão e recebeu o apoio de Renato e Roberto para lidar com a dor. "Eu não sei o que seria de mim sem eles naquele momento tão difícil".

Além da banda, Ferri e Renato são sócios e comandam um delivery de comida japonesa em Rio Preto. Eles também têm tatuada a cabeça de um elefante, que é o símbolo da banda Projeto R. Foi Roberto que deu o primeiro livro sobre jornalismo para Ferri. "Ninguém acreditava no meu sonho de ser jornalista. Mas ele me incentivou".

O papel dos amigos na vida de Ferri comprova o que é revelado em pesquisas comportamentais. Amigos, por exemplo, dão acolhimento e ajudam a desembaraçar nós. A amizade verdadeira resiste, teimosa, aos erros e acertos e compartilha o bem-querer. Eles respeitam as diferenças e contribuem para o crescimento mútuo. O amigo do peito ajuda o outro a crescer, fica feliz com as conquistas e comemora junto. Mesmo distante, por causa da rotina, ele está perto e conectado por sentimentos e afeto.

A psicóloga e coaching Silvana Parreira de Jesus diz que os benefícios de se ter uma amigo são inúmeros. "Eles servem para podermos desabafar, porque algumas vezes, dependendo dos assuntos, não conseguimos falar com os pais. É com eles que conversamos tudo o que queremos, vivemos aventuras que serão lembranças no futuro, fazemos trocas de experiências e pedimos conselhos sobre como agir em algumas situações e dificuldades".

Assim como qualquer outro relacionamento, as amizades exigem esforço e dedicação. Há comportamentos básicos necessários para manter o vínculo, que valem para todo mundo, seja com 10 ou 80 anos. Silvana afirma que é preciso respeitar as diferenças, ser sincero, aceitar o amigo como ele é, ser um bom ouvinte, estar presente nos bons e nos maus momentos, vibrar com as conquistas do amigo e ajudar quando ele precisar.

Juntos na alegria e também na tristeza

Pixabay/Divulgação Quem tem amigos tem tudo, como diz o ditado. Eles nos ajudam a entender o nosso lugar no mundo
Quem tem amigos tem tudo, como diz o ditado. Eles nos ajudam a entender o nosso lugar no mundo

Para manter uma amizade de longa data também é preciso tomar a iniciativa de se abrir e apoiar os amigos, além de interagir, independente de o amigo ser seu vizinho ou morar em outro continente. É preciso escrever nas redes sociais, conversar pelo telefone e fazer uma visita. Além de falar sobre os perrengues da vida, é preciso ser positivo e ter alegria. Todo mundo gosta de ficar perto de gente feliz neste mundo recheado de gente chata, preconceituosa e egoísta.

Aceitação, lealdade e confiança foram alguns pontos importantes para manter a amizade de 34 anos entre a gestora contábil Juliana Bertocco e as professoras Luciane Carvalho Franco e Janayna Buosi Verona. As três se conheceram quando Juliana se mudou com a família para uma casa no Parque Celeste, em Rio Preto. "Fizemos o parquinho juntas no colégio Sítio Pica-Pau Amarelo e nunca mais deixamos de ser amigas".

Hoje, Juliana é madrinha da filha de Janayna e afirma que a amiga é como se fosse uma irmã. As três viveram momentos felizes e tristes, mas sempre com muita parceria. A contadora revela que sente muito orgulho e admiração pelas amigas, mesmo depois de três décadas de companheirismo. "As duas são muito honestas, guerreiras e trabalhadoras".

Benefícios

A psicóloga Rosana Zanella afirma que os amigos funcionam como o heterossuporte das pessoas. "É alguém que nos ajuda, nos aconselha, que faz parte de nossa rede de segurança. É como uma extensão nossa, um irmão que escolhemos para a vida. E o inverso também é verdadeiro. Ajudar um amigo nos dá prazer e nos faz crescer como pessoa".

Rosana afirma que muitas vezes não importa a quantidade e sim a qualidade da amizade. "Podemos ter muitos amigos, sem intimidade nenhuma. E podemos ter poucos, mas com qualidade e intimidade. Se a pessoa não tem amigo nenhum, ela pode optar por redes sociais para desabafar. Claro que com os devidos cuidados", explica.

A psicóloga explica que a amizade é infinita e pode e deve ir além das redes sociais. "Porém, muitas vezes é uma possibilidade. Já pensou como seria se seu amigo se mudasse para bem longe? As redes sociais auxiliam muito. Mas encontrar-se presencialmente, dar um abraço e tomar um sorvete é muito mais gostoso. Temos que fazer da vida uma grande alegria. É para isso que existem os amigos. Juntos na alegria e na tristeza, na saúde e na doença. Como um casamento".

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso