Diário da Região

    • -
    • máx min
07/07/2018 - 00h30min

Painel de Ideias

É preciso sangrar?

Tem um ditado que diz que a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional. Acho uma tremenda besteira! Dor e sofrimento causam o mesmo desgosto

É incrível como de tempos em tempos nos deparamos com situações que pensamos ser passageiras, mas que acabam durando bem mais do que o esperado. E embora (na maioria das vezes) tenhamos a capacidade de nos recuperar de vivências ruins, a pergunta aqui é: por que precisamos passar por certas coisas?

Temos fases de alegria e tristeza, de choro e de riso, a vida inteira. Inclusive tem gente que acha que isso dá graça aos dias e que, se fosse diferente, viveríamos numa melancolia sem fim... Será?!

Será que é preciso mesmo errar para aprender com os erros? Será que como diz a música Iris, do Goo Goo Dolls, é preciso sangrar para saber que estamos vivos? É necessário cortar a pele para conhecer a dor? Ou sentir o coração em pedaços para descobrir que ele consegue - sim - se regenerar?

É preciso sofrer depois de ter sofrido, e amar, e mais amar, depois de ter amado - assim como pregam os versos de Guimarães Rosa?

Será que merecemos mesmo determinados infortúnios? Precisamos realmente nos decepcionar e nos magoar profundamente com pessoas e situações durante a vida inteira?!

Por que não pode ser diferente? Por que não investimos o nosso dinheiro na opção que vai ser a mais lucrativa? Por que largamos um bom emprego para apostar em outro que seja realmente melhor? Por que não nos apaixonamos pelo mesmo alguém que um dia vai nos levar ao altar? Por que corremos atrás de oportunidades que não são o que parecem?

Resumindo, por que insistimos em ouvir e acreditar quando pessoas nos dizem que "ter experiências boas e ruins" enobrece a alma e nos torna melhores e mais maduros?

Seria necessário ter o dom da clarividência para saber o que vai dar certo e o que não vai para então fazer as escolhas certas e se decepcionar menos?

Oras, somos humanos, não temos superpoderes. No máximo temos vontade de fazer com que as coisas que almejamos deem certo - o que nem sempre acontece ou parece suficiente.

Tem um ditado que diz que a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional. Acho uma tremenda besteira! Dor e sofrimento causam o mesmo desgosto e - pelo menos vez ou outra pra ninguém dizer que somos "mimados pelo universo" - deveriam sim, ser ambos evitáveis!

O problema é que, como questionei há pouco, temos esse poder? Onde será que esse dom maravilhoso estará escondido? No fundo da alma, em algum lugar quase não explorado pelo cérebro, entre as digitais de uma mão, numa pequena artéria do coração?

Impossível saber. E se ainda não encontramos este utópico caminho, Mahatma Gandhi talvez dê conforto à essas indagações.

Em uma de suas citações, ele diz que se pudesse, quando tudo mais faltasse, deixaria um segredo: "o de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída".

É preciso dizer mais?

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso