Diário da Região

    • -
    • máx min
12/07/2018 - 23h03min

Cartas do Leitor

Frio

O Inverno deu as caras e trouxe consigo os rigores da estação mais fria do ano. Nesta época, é comum as pessoas usarem diferentes tipos de agasalhos, proporcionando um colorido especial nas vias movimentadas da cidade, principalmente nos calçadões. Afinal, proteger-se do frio é um velho hábito utilizado para evitar certos tipos de doenças.

Existe uma antiga música que diz: "Deus dá o frio conforme o cobertor". Mas não é bem assim. Diariamente, observamos pelas ruas da cidade pessoas tremendo de frio, sem qualquer tipo de agasalho que as proteja. Normalmente são mendigos, que vivem sem rumo e sem destino, e que costumam sentir dor no corpo quando o frio bate forte. Para quem não sabe, o frio dói...

No período noturno, quando a maioria da população adormece aquecida em agasalhos e cobertores, muitos mendicantes passam as noites frias encolhidos nos cantinhos das avenidas, deitados sobre papelões e cobertos com jornais. Essa é a grande verdade.

Então, se você possui em seu armário roupas de frio e/ou cobertores em desuso, faça uma caridade. Doe a quem realmente necessite. E tenha a certeza de que Deus, observando tudo lá do alto, vai anotar seu lindo gesto na agenda celestial.

Milton Roberto Zanatel, Rio Preto.

Descaso

A rua Nelson Vitalino, na região Sul da cidade, é uma típica rua rio-pretense: asfalto velho, esburacado, não tem escoamento de água pluvial e, para variar, tem lombadas. Além disso, a rua Nelson Vitalino tem uma grande peculiaridade que a distingue das demais de forma muito singular: nela tem um estreito túnel sob a linha de trem. Neste túnel só passa um carro por vez. Então é preciso haver uma grande negociação pelos motoristas para ver quem pode passar e depois de quem é a próxima vez, pois, para piorar o cenário, a rua é de duas mãos. A rua Nelson Vitalino tem ligação importante na vicinal de Schmitt.

Sempre imaginamos o melhor para a nossa cidade e o trânsito é o que mais mexe com a vida de cada um. Como se sabe, caso uma rua qualquer tenha uma interrupção momentânea, o rio-pretense sofre com as consequências, pois cada caso é um descaso, e ele precisa se virar como pode para seguir o caminho até seu destino.

O caso da rua Nelson Vitalino, no túnel sob a linha de trem, é um exemplo bastante claro, se não cristalino, desse descaso que é o trânsito rio-pretense tão mal administrado. O local que descrevo não tem sinalização, seja horizontal ou vertical. Não tem placa informando a altura máxima do túnel. Não tem aviso de que só passa um carro por vez, e não sei como o pedestre faz para passar por ali. Não tem pintura de solo e a iluminação é básica, como uma rua qualquer. Qual a solução?

Naturalmente, resolver os problemas das faltas de sinalização e de iluminação. Como alargar o túnel custa caro e não vem ao caso, convém à Prefeitura mostrar serviço e instalar semáforos em cada lado do túnel para que o fluxo de veículos seja organizado e seguro. E então, Prefeitura, vamos trabalhar?

Wanderson Clayson Coldri Sá, Rio Preto.

Toma lá dá cá

Decepcionante você depositar seu voto em políticos, na confiança e na esperança de que tudo vai mudar para melhor. Triste equívoco. Você vê um governo fraco para a grandeza de uma cidade como Rio Preto, demonstrando em seu mandato barganhas explícitas entre Executivo e Legislativo, o toma lá dá cá, acordos vergonhosos. Promessas feitas durante campanha eleitoral que dificilmente serão cumpridas, pelo andar da carruagem, ou melhor, do trem caipira.

Nossa cidade está um verdadeiro canteiro de obra, atormentando a vida da população. Empréstimos gigantescos, e o contribuinte vendo seu dinheiro indo para o ralo, sabendo que o resultado está aí a ser conferido, tamanho o descaso. Lamentável.

Como confiar em um governo que está aliado a vereadores verdadeiros puxa sacos por falta de competência e hombridade e que estão totalmente desacreditados pela população quando da última eleição municipal, reelegendo-se através de meios ilícitos na compra de votos? E ainda querendo dominar a Câmara Municipal e os vereadores da mesma panelinha por serem aliados ao prefeito, no interesse de colocar seus capangas em cargos que, na verdade, deveriam passar por concurso e não ser ocupados por indicação política?

Maria de Lourdes Perini Gonçalves, Rio Preto.

Teatro

Parabéns à Prefeitura e aos organizadores do Festival Internacional de Teatro (FIT Rio Preto 2018), que estão proporcionado à população um encontro com a arte e a reflexão. De parabéns também Alex Cassal pela peça Mortos Vivos: Uma Ex-Conferência (11/7 - Teatro Municipal Paulo Moura). Assunto atual, bem abordado e interpretado com competência. Lamentável a fala final da artista, que acredito, em uma livre interpretação, colocou sua posição política dispensável e totalmente em desacordo com a mensagem transmitida.

Maria Eduarda S. Abrahão, Rio Preto.

Criminalidade

"Homem é assaltado no terminal rodoviário de Rio Preto" - Diário da Região. Não é de hoje que a Rodoviária de Rio Preto é uma vergonha em estrutura e segurança. Os passageiros ficam esperando praticamente na rua pelos ônibus, pois qualquer um pode passar ali.

Jaqueline Galdino, via portal do Diário, Rio Preto.

*

E as câmeras, não tem não? E do jeito que está de vagabundo nas imediações, vai se perder o controle. A cada dia aumentam os viciados e logo teremos uma cracolândia bem na frente da Rodoviária. Este é o Brasil que os políticos querem.

Amauri Junior Batistela, via portal do Diário, Rio Preto.

Pontos cardeais

Conforme a reportagem de sábado, a administração municipal dá ordem para construção de um megaviaduto para melhorar o acesso à Zona Norte, ou seja: temos duas zonas norte em Rio Preto. Temos que corrigir um erro: o viaduto no Vetorazzo, batizado de "Viaduto da Zona Norte", está nomeado erroneamente. Deveria chamar-se "Viaduto da Zona Oeste". Vetorazzo e bairros circunvizinhos pertencem à Zona "oeste", não Norte.

Audinei Lopes Bonfanti, Bálsamo.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso