Diário da Região

    • -
    • máx min
09/07/2018 - 21h05min

DEM

Vice de Doria, Rodrigo até lança sucessor

Nome de ex-prefeito de Olímpia foi indicado durante encontro da legenda em Rio Preto

Reprodução/Facebook Rodrigo (no círculo vermelho à dir.) e assessores posam para foto após encontro do DEM em Rio Preto no qual Geninho (circulo vermelho à esq.) foi lançado pré-candidato a deputado federal
Rodrigo (no círculo vermelho à dir.) e assessores posam para foto após encontro do DEM em Rio Preto no qual Geninho (circulo vermelho à esq.) foi lançado pré-candidato a deputado federal

O deputado federal Rodrigo Garcia (DEM) deu mais um sinal de que será mesmo o vice na chapa de João Doria, pré-candidato a governador pelo PSDB. No sábado, 7, ele reuniu assessores na região no escritório político em Rio Preto para comunicar que vai apoiar Geninho Zuliani a deputado federal, transferindo para o ex-prefeito de Olímpia a vaga que seria dele dentro do partido.

Rodrigo também anunciou a data da convenção estadual do DEM para oficializar o apoio da legenda a Doria. Será dia 28, em São Paulo, segundo o presidente do partido em Rio Preto, Roberto Toledo. Mas antes disso, entre os dias 20 e 21, a expectativa é de que Rodrigo já seja anunciado vice na chapa do tucano. Uma festa está sendo preparada para a ocasião no mesmo hotel em que o DEM antecipou adesão a Doria no último dia 14 de junho, no bairro de Pinheiros, também na Capital. Além de PSDB e DEM, o ato deve contar com a participação dos outros partidos que já anunciaram apoio a Doria, como PSD, PRB e PP.

A única hipótese de Rodrigo perder a vaga de vice é se o lugar for oferecido a Paulo Skaf para ele abrir mão da pré-candidatura a governador para apoiar Doria. Ainda assim, a tendência é que o emedebista fique com uma das vagas de candidato ao Senado.

De acordo com Toledo, o apoio de Rodrigo a Geninho será em todo o Estado. O DEM agora decide quem será o candidato a deputado estadual para fazer dobradinha com o ex-prefeito de Olímpia na região. Estão no páreo, o ex-prefeito de Santa Adélia Marcelo Hercolin e Ernesto Masselani, de Matão. Ambos, assim como Geninho, foram assessores de Rodrigo quando ele estava no comando da Secretaria Estadual de Habitação. Hercolin, por exemplo, dirigia a regional da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) em Rio Preto.

A grande aposta de Rodrigo, no entanto, é em Geninho. "Ele praticamente o elegeu como seu sucessor", disse um outro correligionário que participou da reunião de sábado com o cacique em Rio Preto.

Geninho, de 42 anos, foi prefeito de Olímpia por dois mandatos sucessivos (de 2009 a 2016). Na sequência foi assessorar Rodrigo em São Paulo, na coordenação do Cidade Legal, programa da Secretaria de Habitação responsável pela regularização fundiária de ocupações residenciais. "Ele fez contatos com prefeitos de praticamente todo o Estado", afirmou Toledo sobre as vantagens que o cargo pode trazer para a campanha eleitoral do colega.

Encontro em agosto

Depois que o DEM oficializar o apoio a Doria em convenção no próximo dia 28, o partido pretende fazer encontro regional em Rio Preto com a presença do tucano. Entre os lugares aventados para reunião estão os clubes do Palestra e Monte Líbano. "A ideia é trazer todos os prefeitos e vereadores da legenda na região", adiantou Toledo.

Fora de SP, DEM racha

Se em São Paulo o DEM continua firme com o PSDB, no âmbito nacional a aliança entre os dois partidos está ameaçada com o fraco desempenho do pré-candidato tucano à Presidência, Geraldo Alckmin. Uma ala do partido defende que o DEM deixe o PSDB de lado e se alie a Ciro Gomes (PDT), que aparece na frente de Alckmin nas pesquisas de intenção de voto. Até mesmo Alvaro Dias, pré-candidato do Podemos ao Planalto, recebe acenos de democratas.

Líder da bancada do DEM na Câmara dos Deputados, Rodrigo Garcia, que era secretário de Alckmin no governo de São Paulo, sinaliza que vai apoiar o ex-chefe independentemente da decisão do partido. No Nordeste, por exemplo, é grande a pressão para que o DEM fique com Ciro, ex-governador do Ceará.

Essa divisão no interior do partido estaria fazendo crescer a tese de que em vez de fechar com um único candidato a presidente, o DEM libere seus diretórios regionais para apoiar quem achar melhor. "Em São Paulo não tem como Rodrigo apoiar outro candidato que não Alckmin", disse um aliado do deputado em Rio Preto.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso