Diário da Região

    • -
    • máx min
01/08/2018 - 00h30min

PARTIU, CANCÚN

Fernanda conta com a 'vaquinha' para buscar o tri mundial

A rio-pretense Fernanda conta com a 'vaquinha' feita pelos amigos e vai em busca do tri mundial

Guilherme Baffi 31/7/2018 Fernanda Gomes, de 44 anos, conquistou título brasileiro em abril deste ano
Fernanda Gomes, de 44 anos, conquistou título brasileiro em abril deste ano

A veterana judoca rio-pretense Fernanda Gomes, de 44 anos, se prepara para retornar às conquistas internacionais a partir de 15 de outubro, quando disputa o Campeonato Mundial de Judô, em Cancún, no México. Bicampeã do torneio, desde 2011 ela não conquista o ouro no mundial. Para chegar lá, ela contou com solidariedade dos amigos que organizaram uma vaquinha.

"Irão atletas do mundo todo, inclusive os da Europa, que são preparados com as seleções olímpicas de cada país. Eles competem com os atletas olímpicos e estão em outro nível", explicou Fernanda, prevendo alto grau de dificuldade diante dos adversários.

Funcionária do departamento financeiro de um escritório e formada em Economia, a experiente atleta luta na categoria abaixo dos 58 quilos e de atletas veteranos - para judocas acima de 30 anos. "Não vejo a idade como empecilho. Muito pelo contrário, é minha grande aliada, pois minimizo os erros, foco nos treinos e tento alcançar um 'equilíbrio'", explicou Fernanda. 

O mundial é aberto a atletas federados e faixas pretas.

Como conquista recente, Fernanda leva na bagagem o bicampeonato do Campeonato Brasileiro de Judô, conquistado em abril deste ano, em Fortaleza, no Ceará. "O torneio juntou atletas de todas as partes do País e foi em alto nível", disse a rio-pretense.

A judoca já foi campeã mundial da sua categoria em 2010, no Canadá, e em 2011, nos Estados Unidos. Na Europa, ela ainda não alcançou o mais alto do pódio. "Por ser nas Américas (outubro, em Cancún, no México) a expectativa está alta", torce.

Mas, adversários de lado, o que está dando dor de cabeça para a rio-pretense são os gastos para disputar o torneio, que giram em torno de R$ 7 mil. "O incentivo do poder público é bem difícil, mas a gente acaba contando com ajuda dos amigos. Eles fizeram uma vaquinha e o que for arrecadado ajudará com os gastos. Falo que é uma grande corrente do bem", agradeceu Fernanda.

(Colaborou Victor Stok)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso