Diário da Região

    • -
    • máx min
06/07/2018 - 00h30min

'SORTE' contra irmãos

Brasil já enfrentou sete equipes com irmãos no elenco

Seleção perdeu apenas uma vez para equipes que contavam com irmãos no elenco - caso da Bélgica

Fotos: Reprodução Jack e Bobby Charlton jogaram pela Inglaterra em 1966 e 1970
Jack e Bobby Charlton jogaram pela Inglaterra em 1966 e 1970

Na partida contra a Bélgica, nesta sexta-feira, 6, a Seleção poderá enfrentar os irmãos Eden e Thorgan Hazard. O primeiro é mais famoso, craque do Chelsea e capitão da seleção belga, tem presença garantida no jogo. O segundo, mais novo, joga no Borussia Monchengladbach (Alemanha) e é reserva. Os dois chegaram a atuar juntos na primeira partida da equipe na Copa da Rússia, contra o Panamá, quando o caçula entrou no segundo tempo - os belgas venceram por 3 a 0 e nenhum deles fez gol.

Enfrentar times com irmãos não é novidade para o Brasil e costuma dar "sorte". Em 21 Copas do Mundo, a Seleção Brasileira já teve outros sete confrontos com times que tinham irmãos e perdeu só uma vez. O último duelo foi o contra o México, que contava na Rússia com Giovani e Jonathan dos Santos - apenas o segundo jogou, ao entrar na segunda etapa.

Em 1970, o Brasil venceu a Inglaterra por 1 a 0 na segunda rodada da Copa do México, com gol de Jairzinho e rumou para o tri. No elenco inglês estavam Bobby e Jack Charlton - ambos haviam sido campeões em 1966.

Os holandeses Ronald e Frank de Boer estiveram duas vezes no caminho brasileiro em Copas. Na primeira, em 1994, nos Estados Unidos, viram Branco marcar o terceiro gol e decretar a vitória do Brasil por 3 a 2 nas quartas de final. Em 1998, Brasil e Holanda fizeram um jogo eletrizante na semifinal da Copa da França e os brasileiros avançaram nos pênaltis - Taffarel pegou a cobrança de Ronald. Frank fez o dele.

Ainda em 1998, a Seleção enfrentou outros dois times com irmãos. Um deles marcou a única derrota brasileira para seleções com jogadores com grau tão alto de parentesco, a Noruega. Tore André Flo e Jostein Flo estavam no elenco que venceu por 2 a 1, de virada, o time comandado por Zagallo, na terceira partida daquela Copa. O gol da virada foi de Tore. Nas quartas, Rivaldo e companhia venceram por 3 a 2 a Dinamarca de Brian Laudrup e Michael Laudrup, em jogo marcado pela comemoração de Brian, deitado com a mão no rosto, após o segundo gol dinamarquês.

Outra partida contra irmãos foi em 2010, na África do Sul. A Seleção venceu a Costa do Marfim por 3 a 1. Em campo, o zagueiro Kolo e o meio-campo Yaya, ambos da família Touré.

A Seleção Brasileira nunca teve irmãos juntos em um mesmo Mundial. Mas dois membros de uma mesma família já disputaram Copas. Sócrates jogou em 1982, na Espanha, e em 1986, no México. Seu irmão mais novo, Raí, foi campeão em 1994, nos Estados Unidos.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso