Diário da Região

    • -
    • máx min
24/07/2018 - 00h30min

PERTO DO CDP

Promotoria vai apurar esgoto em córrego

Em inspeção, técnico da Cetesb constatou poluição no manancial

Guilherme Baffi 22/12/2017 Sérgio Clementino vai exigir um posicionamento dos responsáveis
Sérgio Clementino vai exigir um posicionamento dos responsáveis

O promotor de Justiça Sérgio Clementino instaurou inquérito civil para investigar a denúncia de contaminação no córrego Talhado, em Rio Preto. O manancial estaria recebendo esgoto do complexo prisional formado pelo Centro de Detenção Provisória (CDP), Centro de Progressão Penitenciária (CPP) e Centro de Ressocialização Feminino (CRF), devido a uma falha no sistema de tratamento.

O córrego Talhado está localizado a 400 metros de complexo penitenciário, entre o limite municipal de Rio Preto e Onda Verde.

De acordo com o Plano Municipal de Saneamento Básico de Rio Preto (PMSB), publicado pelo Semae, o córrego Talhado tem 52 quilômetros quadrados e é um dos afluentes do rio Preto.

Clementino quer explicações do que teria causado a contaminação. "Vamos investigar para saber onde está a falha e exigir dos responsáveis a reparação". Na visão do Ministério Público, o despejo do esgoto sem tratamento adequado configura dano ambiental.

"Solicitamos informações para a Cetesb com o objetivo de entender o alcance do problema e exigir um posicionamento dos responsáveis", disse.

Na última semana, um técnico da Cetesb esteve no Talhado e constatou que a contaminação ocorre devido a uma falha no chamado sistema de pré-tratamento. Na ocasião, foi coletado material para análise. A inspeção foi realizada depois de denúncia de moradores e teve o objetivo de fiscalizar as condições operacionais e de manutenção das ETEs (estação de tratamento de esgoto) dos complexos penitenciários.

"Estamos elaborando um relatório para avaliar a possibilidade de aplicarmos alguma penalidade. Existem muitas divergências de informação, por isso estamos buscando todas as informações", explicou o gerente da Cetesb em Rio Preto, José Benites de Oliveira.

O pré-tratamento de esgoto envolve duas etapas: gradeamento e desarenação. O primeiro é realizado por grades metálicas que funcionam como uma barreira. Uma vez contidos, retiram-se os sólidos de maiores dimensões. A desarenação tem a função de remover os flocos de areia através da sedimentação. No CDP de Icém, também há denúncia de contaminação no rio Turvo.

Em nota, a Secretaria de Administração Penitenciária informou que, caso haja irregularidade, a empresa terceirizada responsável pelo serviço será notificada para as providências cabíveis.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso