Diário da Região

    • -
    • máx min
30/07/2018 - 21h30min

EDUCAÇÃO

Projetor a partir de caixa sai em publicação internacional

Make Magazine é uma das difusoras do movimento mundial 'faça você mesmo'

Arquivo Pessoal Estudantes do 7º período de Engenharia de Produção: Ana Carla de Melo Sincaruk, Daiane de Souza Sales e Pablo Lopes Dávalos.
Estudantes do 7º período de Engenharia de Produção: Ana Carla de Melo Sincaruk, Daiane de Souza Sales e Pablo Lopes Dávalos.

Três alunos do curso de Engenharia de Produção da Unilago tiveram um artigo publicado na revista norte-americana Make Magazine, reconhecida mundialmente como uma das maiores propagadoras do movimento Do It Yourself, o que significa em português "faça você mesmo".

O trabalho que rendeu a publicação na revista científica foi baseado em um projeto experimental que consistiu na construção de um projetor de celular utilizando apenas materiais simples de serem encontrados no mercado e de baixo custo. Os criadores são os universitários Ana Carla de Melo Sincaruk, Daiane de Souza Sales e Pablo Lopes Dávalos, todos estudantes do quarto ano. "O projetor foi criado a partir de uma caixa de sapato, uma lupa e um leitor de CD", disse Pablo Dávalos, de 29 anos.

O universitário conta que o trabalho faz parte de um projeto interdisciplinar e nasceu durante um desafio proposto pela coordenação do curso. O objetivo era desenvolver um produto aplicando conhecimentos da cultura maker, que influencia criações inovadoras e de baixo custo. "A cultura maker é muito difundida no mundo, inclusive no Brasil. Mas por aqui são poucos os trabalhos científicos que estudam o assunto", explica o estudante.

O projeto conquistou atenção internacional tanto pela usabilidade - para apresentações e palestras - quanto pelo baixo custo de produção. Depois de montada a caixa, basta inserir um smartphone para a imagem ser projetada.

Modelos de telefones celulares que possuem projetor de imagem integrados aos aparelhos podem ser encontrados no mercado custando a partir de R$ 1,7 mil. Mas para a construção do projetor caseiro, os estudantes precisaram investir apenas R$ 98,30.

"Quando soubemos que nosso trabalho seria publicado na revista, sentimos um êxtase. Foi para todos nós uma boa experiência, não só pela questão do mérito acadêmico, mas pelo aprendizado", conta Pablo.

O 'faça você mesmo' é uma tendência difundida nos Estados Unidos que tem avançado no Ensino Superior brasileiro. Nasceu como uma maneira de oferecer alternativas mais baratas para a construção de objetos tecnológicos. "Conseguimos mostrar que é possível fazer objetos complexos com ideias e materiais simples".

O movimento maker existe há anos e sua principal ideia é demonstrar que pessoas comuns são capazes de fabricar objetos, utilizando como ferramenta sua iniciativa e a própria mão de obra.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso