Diário da Região

    • -
    • máx min
27/07/2018 - 21h59min

DIARINHO

Crianças fazem da natureza sua segunda casa

Conheça um pouco mais sobre as crianças que praticam escotismo em Rio Preto

Mara Sousa 26/7/2018 Da esquerda para a direita: Ana Julia Terassi, Matheus, Nayara Favareto, Maria Eduarda e Ana Julia Teixeira: para o grupo, oportunidade de ficar perto da natureza e também de curtir com os amigos
Da esquerda para a direita: Ana Julia Terassi, Matheus, Nayara Favareto, Maria Eduarda e Ana Julia Teixeira: para o grupo, oportunidade de ficar perto da natureza e também de curtir com os amigos

Você já pensou em ser escoteiro? Isso é o que Ana Júlia, Matheus Tirapeli, Nayara Favareto e Maria Eduarda adoram fazer nos fins de semana que se reúnem com os amigos para a prática do escotismo. As crianças, que integram o Grupo de Escoteiros Maanaim, fazem da natureza a sua segunda casa.

Amanda Cristina Huffenbaecher Marques, de 22 anos, integra o grupo de escotismo desde de 2005, quando conheceu a entidade enquanto passeava com a mãe no Centro de Rio Preto. "Desde a minha primeira atividade no grupo, eu adorei, ficando até hoje. Já acampei no Peru, em Foz do Iguaçu", disse Amanda.

Para os integrantes, a paixão pelo escotismo não se resume apenas às aventuras que enfrentam durante os desafios, mas também o contato com a natureza e as brincadeiras promovidas. "Eu gosto de acampar, lá brincamos muito", diz Ana Júlia Terassi, de 8 anos.

Matheus Tirapeli, de 9 anos, é lobinho - nome dado às crianças que iniciam no escotismo - para ele, o respeito ao próximo é o maior valor representativo do escotismo. "Depois que comecei a participar, comecei a me virar sozinho. Aqui fazemos atividades com jogos, trabalhando em equipe", completou Nayara Favareto de 14 anos.

A história das crianças do escotismo também esbarra no histórico familiar. É o que aconteceu com Ana Júlia Teixera, de 13 anos. No caso dela, a tia fazia parte do movimento. "Ela lembra até hoje o hino dos escoteiros, eu sigo essa tradição e gosto muito de participar", falou.

Para a avó de dois dos integrantes do grupo, as mudanças no comportamento das crianças são até na alimentação. "Meus netos mudaram muito, ficaram mais responsáveis, comendo frutas que normalmente não comiam", contou Aparecida Trigo Fernandes, de 61 anos.

José Carlos Augusto está no grupo há sete anos. No movimento, seu nome é substituído por chefe Zeca, como são conhecidos os adultos que fazem parte do movimento. "No começo, eu fazia o escotismo para descontrair do estresse do trabalho, mas se tornou uma paixão e lição de vida. As crianças falam que aprendem com o chefe, mas, na verdade, somos nós que apreendemos com as crianças e com a própria natureza quando acampamos", disse o professor.

Para participar do escotismo é necessário ter no mínimo seis anos e meio. O movimento é dividido em quatro grupos: o de lobinhos (crianças iniciantes), escoteiros (tendo como lema a aventura), o sênior (fase em que integrantes tomam tudo que fazem como desafio) e pioneiros (que ajudam nas atividades).

(Colaborou Rone Carvalho)

Vamos dar risada

Sinceridade

O irmão e a irmã entram em casa machucados. A mãe preocupada quis saber o que tinha acontecido. A irmã disse:

- Escorreguei em uma casca de banana e caí.

A mãe perguntou:

- E você, meu filho?

- Eu ri do tombo dela.

Se deu bem

Juquinha estava chorando muito, quando seu avô, não aguentado mais aquele chororô, perguntou:

- Por que você está chorando?

- Eu perdi uma moeda de 1 real que ganhei do meu pai.

- Toma lá 1 real. Pronto, nada de choro. Resolvido.

 

Agendinha

Teatro

Neste domingo, dia 29, às 16h, no Shopping Center Iguatemi Rio Preto, tem o espetáculo Cinderella. Neste clássico conto de fadas, após a trágica e inesperada morte de seu pai, Cinderella fica à mercê da sua terrível madrasta. A jovem é obrigada a trabalhar como empregada na sua própria casa, mas continua otimista.

Poemas

No sábado, às 15h30, tem contação de histórias no Sesc Rio Preto, com poemas de Cora Coralina. Os encontros deste mês serão regados pelos versos e pelos sabores dos poemas. Enquanto uma deliciosa receita é preparada pelos participantes, crianças e suas famílias leem, declamam e ouvem os poemas da poeta.

Feira do livro

Neste fim de semana tem feira do livro no Plaza Avenida Shopping. No sábado, 28, o evento começa às 10h e vai até às 22h. No domingo, 29, o evento começa ao meio-dia e vai até às 20h.

Minha dica é...

Breno Dias de Oliveira, 10 anos
Breno Dias de Oliveira, 10 anos

Pinguins

Minha dica é O Mundo dos Pinguins. Eu gostei muito do livro, pois eu aprendi que todos os personagens são diferentes, mas amigos. Por exemplo, alguns são altos e outros baixos. Por serem diferentes, todos são especiais.

Breno Dias de Oliveira, 10 anos

leitura bacana

Divulgação Caiu na rede é papagaio
Caiu na rede é papagaio

Papagaio

Texto: Marcelo Bechara

Editora: Appris

O livro conta a história de um papagaio que ajudou a resolver um crime, o que já seria suficiente para ganhar destaque em jornais e, pelo menos, uma crônica. Mas esse papagaio não se contentou em solucionar o mistério do roubo. Louro Augusto nunca foi um bicho de estimação comum. Desde a sua chegada, despertou a curiosidade de seus donos e não parou mais. Ranzinza, mal-humorado, fã de televisão e música, o papagaio possuía um dom para se enfiar em confusões.

 

Mostre o seu desenho

Crianças de até 12 anos podem participar da seção enviando uma foto mostrando um desenho para o WhatsApp do Diário (17) 99129-7019

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso