Diário da Região

    • -
    • máx min
12/06/2018 - 00h30min

Alergias respiratórias

Clima frio pede cuidado extra com a limpeza da casa e de móveis

Para evitar a proliferação de ácaros, bactérias e outros agentes alérgenos

Pixabay/Divulgação O colchão é um dos objetos que mais acumula ácaro em uma residência
O colchão é um dos objetos que mais acumula ácaro em uma residência

O inverno, que tem início no dia 21, é um tormento para quem tem alergias respiratórias. O clima frio faz com que as pessoas permaneçam por mais tempo em ambientes fechados, o que favorece o contato com agentes alérgenos como o ácaro.

Por isso, é preciso um cuidado extra com a limpeza da casa e a higienização de móveis e acessórios como sofás, colchões, cortinas e tapetes, que são as principais moradas do ácaro em um ambiente residencial.

"No inverno, é comum permanecermos em ambientes fechados e sem ventilação por conta do frio, favorecendo a proliferação de ácaros e bactérias. É sempre bom realizar limpezas periódicas de móveis e objetos que podem armazenar poeira e ácaros para evitar que contaminem os moradores da casa. E isso não apenas no período mais frio do ano", comenta o otorrinolaringologista Vagner Antonio Rodrigues da Silva, de Rio Preto.

Dados da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (Asbai) apontam que 30% da população brasileira possui algum tipo de reação alérgica, sendo a rinite e a asma predominantes nesta época do ano. A asma é caracterizada por manifestações como falta de ar, tosse e chiado no peito, enquanto que a rinite apresenta sintomas como coceira, entupimento das narinas, coriza nasal e espirros.

Segundo o médico, há mais de 30 mil tipos de ácaros, que são considerados os responsáveis pela maioria das alergias respiratórias. "O correto é realizar a limpeza diária de pisos e móveis com um pano úmido, evitando o acúmulo de sujeira. Evitar cigarros, aromatizantes e o excesso de tapetes e bichos de pelúcia também ajuda a diminuir a incidência de problemas respiratórios", recomenda Silva.

Aline Silva, gerente de marketing da Casa KM, de Paulínia, chama atenção para as roupas de frio que ficam armazenadas por muito tempo no guarda-roupa. De acordo com ela, apenas um "banho de sol" no varal não é suficiente para eliminar os agentes alérgenos que se acumulam nos fios. "É indispensável lavar casacos e malhas que ficaram por muito tempo sem uso no guarda-roupa", indica.

"Também é importante que todos os ambientes da casa tenham iluminação e ventilação adequadas. E, principalmente, que seja feita uma faxina apropriada e constante", reforça Aline.

Impermeabilização

Para móveis e acessórios como sofás, colchões e tapetes, somente uma limpeza com o uso de um aspirador ou pano úmido não é suficiente para eliminar todos os ácaros, fungos e bactérias. É necessário uma higienização mais completa, realizada por empresa especializada neste tipo de serviço.

Diretor da Limper Line, de Rio Preto, Márcio de Freitas Mendes, indica, além da higienização completa, a impermeabilização, que ajuda a retardar o proliferação de ácaros e bactérias em móveis como sofás e colchões. "A impermeabilização é feita após a limpeza completa do sofá ou colchão, para a retirada de ácaros, bactérias e até restos de comida. Trata-se de uma proteção que funciona como um repelente para o ácaro", diz.

Na higienização de sofás, a Limper Line utiliza uma máquina italiana que, além de retirar ácaros, bactérias e sujeiras, aplica um produto antibactericida e antifungicida. O recomendado é que essa limpeza, assim como a impermeabilização, seja realizada uma vez por ano. "Quando se trata de um sofá que fica em um ambiente com pouca circulação de pessoas, como uma sala de estar, essa limpeza pode ser feita de dois em dois anos."

Para a higienização de colchões, é utilizado um equipamento que emite uma luz ultravioleta que é capaz de matar ácaros e bactérias. "Essa máquina conta com um batedor na parte posterior. Ela 'bate' o colchão para o ácaro pular, e, assim, ser aspirado e eliminado com a luz ultravioleta", explica Mendes.

Dicas

Divulgação Roupas de frio guardadas por muito tempo devem ser lavadas, e não apenas expostas ao sol
Roupas de frio guardadas por muito tempo devem ser lavadas, e não apenas expostas ao sol
  • Para se livrar do bolor e do cheiro desagradável, é indispensável lavar casacos e malhas que ficaram por muito tempo sem uso no guarda-roupa - não basta apenas estender no varal para tomar sol. Lembrando sempre de separar as peças delicadas das mais pesadas e as coloridas das brancas. Para não estragar, dependendo do acabamento, algumas peças não poderão ser lavadas na máquina.
  • Cortinas e tapetes também precisam ser lavados pelo menos a cada seis meses e as roupas de cama devem ser trocadas uma vez por semana.
  • Ao lavar as roupas, cortinas, toalhas e lençóis é importante contar com um lava-roupas que tenha uma ação potencializadora para a remoção de sujidades e manchas.
  • Na limpeza da casa, para eliminar o pó é recomendável usar aspirador e pano úmido em vez de vassouras, que espalham o pó por todo o ambiente.
  • O banheiro exige cuidado especial no combate ao mofo, por isso, depois de limpar com os produtos adequados, seque cuidadosamente com um pano seco, eliminando todo tipo de umidade.
  • Evite deixar toalhas e panos úmidos no banheiro e também nos armários e gavetas, pois a umidade causa o aparecimento de mofo. Sempre os deixe em locais adequados para secarem completamente antes de guardá-los.
  • No combate ao mofo, multiusos com ação desengordurante também ajudam na limpeza.
  • Sempre é importante ler os rótulos dos produtos, e seguir as recomendações dos fabricantes é fundamental, para que fique atento às orientações e saber se ele pode ser aplicado naquele local ou não, sem causar danos ou piora da situação.

Fonte: Casa KM

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso