Diário da Região

05/06/2018 - 00h30min

ATIVIDADE FÍSICA

Fuja do sedentarismo, um mal que envolve mais da metade dos brasileiros

A prática regular de atividade física é fundamental na prevenção de uma série de doenças graves e no envelhecimento saudável

Pixabay/Divulgação Atividades como caminhada e corrida são boas opções para quem quer fugir do sedentarismo
Atividades como caminhada e corrida são boas opções para quem quer fugir do sedentarismo

O sedentarismo, caracterizado pela ausência de atividades físicas, já é conhecido como a doença do século e pode causar diversos problemas de saúde. "Já se sabe que a qualidade do envelhecimento é diretamente proporcional à constância de atividade física durante a vida", sinaliza o cardiologista Augusto Scalabrini, professor da Universidade de São Paulo (USP) e integrante do corpo clínico do hospital Sírio Libanês.

Apesar de inúmeras campanhas e informações sobre o assunto na mídia e nas rede sociais, falta iniciativa de muita gente para promover uma verdadeira mudança de hábito. No Brasil, por exemplo, mais da metade da população acima dos 15 anos não pratica nenhum tipo de atividade física, conforme revelou, no ano passado, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"Já está mais que comprovado que a atividade física proporciona bem-estar ao corpo como um todo. Ela apresenta benefícios em todas as áreas da medicina", comenta o cardiologista Adalberto Lorga Filho, do Instituto de Moléstias Cardiovasculares (IMC), de Rio Preto. "Os benefícios valem tanto para uma pessoa saudável como para quem já sofreu algum problema físico. Uma pessoa que sofreu um infarto, por exemplo, tem uma recuperação muito melhor com a prática de exercícios físicos", acrescenta.

Segundo Lorga Filho, o sedentarismo é uma das causas de doenças que estão no topo do ranking da mortalidade, entre elas diabetes, obesidade, doenças cardiovasculares, hipertensão arterial e problemas nas articulações. "Não adianta investir apenas em uma alimentação saudável. A atividade física é importante para o organismo aproveitar melhor esses alimentos. A atividade física é uma garantia de uma velhice boa, sem restrições físicas."

O professor da USP também coloca em questão o fato de que os exercícios físicos podem colaborar em outros setores da vida: por liberar endorfina no corpo, eles proporcionam uma sensação de bem-estar, sendo extremamente benéficos. "As pessoas que fazem atividade física são mais alegres, mais bem humoradas, têm menor incidência de depressão e são muito mais sociáveis, o que é um fator muito importante quando se vive em comunidade", aponta Scalabrini.

O cardiologista do IMC destaca ainda que a atividade física influencia até no volume da medicação consumida por pacientes hipertensos ou diabéticos, por exemplo. "Doenças como diabetes e hipertensão arterial demandam o consumo de muito remédio. Para quem pratica atividade física cotidianamente, a necessidade de medicação será bem menor quando surgirem algumas dessas doenças", comenta Lorga Filho.

 

males do sedentarismo

  • Falta de força muscular por não estimular todos os músculos
  • Dor nas articulações devido ao excesso de peso
  • Acúmulo de gordura abdominal e no interior das artérias
  • Aumento excessivo do peso e até mesmo obesidade
  • Aumento do colesterol e triglicerídios
  • Doenças cardiovasculares como infarto e AVC
  • Aumento do risco de diabetes tipo 2 devido à resistência à insulina
  • Roncos e apneia do sono porque o ar pode passar com dificuldade pelas vias aéreas

Avaliação física é fundamental

A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que as pessoas pratiquem ao menos 150 minutos de atividades físicas semanais, mas essas atividades não precisam ser um tormento.

O cardiologista Augusto Scalabrini, de São Paulo, ressalta que qualquer exercício é sempre bem vindo. "Caminhar, por exemplo, é uma atividade de baixo impacto que promove um condicionamento cardiovascular muito benéfico", destaca.

No entanto, a pessoa sedentária que pretende iniciar a prática regular de atividade física deve antes passar por uma avaliação, para identificar os melhores tipos de treino. 

"Exames para o diagnóstico, por exemplo, do nível de colesterol e do batimento cardíaco devem ser feitos antes de se matricular em uma academia. Essa avaliação pode ainda envolver testes ergométricos e de esforço", enumera o educador físico David Aizenas, personal trainer e coach de saúde e bem-estar de São Paulo.

"Enquanto educador físico, preciso levantar um histórico da pessoa que vai iniciar um treino regular. Preciso investigar quais tipos de atividades lhe dão mais prazer, se essa pessoa tem algum problema de saúde como hipertensão arterial, entre outros aspectos. Isso influencia no comprometimento dessa pessoa ao treino", explica Aizenas.

O personal trainer e coach ainda destaca os benefícios visíveis e invisíveis que podem servir de estímulo ao iniciante na prática de atividade física. Entre os visíveis, ele cita a melhora no sono e no bom humor. "Já os benefícios invisíveis serão identificados nos próximos exames que essa pessoa fará, como a redução dos níveis de colesterol e a melhora da pressão arterial."

Entre os ônus da prática de atividade física, Aizenas cita as dores musculares que são comum na fase inicial do treino. "A dor é ocasionada porque os músculos estavam adormecidos até então. Mas é um tipo de incômodo que vale a pena. A pessoa começa ter mais consciência de seu corpo", diz.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso