Diário da Região

    • -
    • máx min
19/06/2018 - 00h30min

Espiritualidade

O segredo da felicidade, sob a ótica budista de Drupon Lama Dorje

Não existe nenhum problema em querer ter uma vida próspera. O erro é achar que a felicidade está atrelada a bens materiais

Guilherme Baffi Drupon Lama Dorje percorre o mundo para falar sobre prosperidade e abundância
Drupon Lama Dorje percorre o mundo para falar sobre prosperidade e abundância

Se você perguntar para qualquer pessoa qual é seu maior desejo do ser humano, a resposta certamente será: ser feliz. As imagens expostas à exaustão nas redes sociais de pessoas numa tentativa de exibir uma vida feliz deixam isso claro. Mas se elas mostram uma vida aparentemente próspera e feliz, qual o motivo de procurarem tanto as fórmulas da felicidade? Para você ter ideia dessa busca incessante, só o Google exibe a expressão "como ser mais feliz" mais de 260 milhões de vezes.

A resposta, na avaliação mestre budista Drupon Lama Dorje é simples: porque elas estão buscando no lugar errado. A verdadeira felicidade é interna e não está no mundo exterior onde a maioria procura. "A abundância é um estado interno e o maior tesouro está dentro de nós", diz ele.

Calma, não existe nenhum problema, segundo Drupon Lama Dorje, em querer ter uma vida próspera, ter bens e conforto. O grande problema é acreditar que a felicidade está atrelada a esses bens materiais e ao que eles podem te proporcionar. "Nunca estamos satisfeitos, estamos sempre cheios de desejos descontrolados. Quanto mais conseguimos as coisas, mais queremos. Por isso Buda disse que é como uma pessoa que está com sede tomar água salgada. Nunca vai ficar saciada. Só vai sentir mais sede", diz. Emoções e pensamentos estão desequilibrados, essa é a causa dos problemas. Acalmar a mente é a grande questão e o segredo está na respiração e na meditação.

Na tentativa de ajudar as pessoas a encontrar o verdadeiro caminho para a felicidade, Lama Dorje que nasceu no Nepal e mora atualmente no Chile, já esteve quatro vezes em Rio Preto com essa missão, a última dela na semana passada. Dorje passou 25 anos estudando nos monastérios budistas tibetanos e quatro anos em um retiro nas montanhas ao norte da Índia. Há quase dez anos ele trabalha junto a Organização Condor Blanco e viaja o mundo disseminando ensinamentos da linhagem do Dalai Lama sobre felicidade, as causas do sofrimento e como libertar-se delas. Em Rio Preto, ele participou de uma cerimônia budista para ajudar a reconectar a abundância e prosperidade dentro de cada um.

Postura positiva em relação à vida é essencial

Guilherme Baffi Público participa da cerimônia da abundância com Lama Dorje em Rio Preto
Público participa da cerimônia da abundância com Lama Dorje em Rio Preto

Na prática, entendemos a abundância como a fartura, a riqueza, o acúmulo de bens e sucesso, coisas vinculadas ao mundo material. Mas ela vai muito além disso. Abundância é principalmente uma energia oposta à falta, à escassez, à mesquinhez. A pessoa abundante emana e atrai para si as melhores sensações e sentimentos como amor, compaixão e felicidade.

Há no mundo tudo o que você precisa ou deseja para ser feliz. Assim, a pessoa em abundância é a que consegue atrair estes desejos para si através de esforço e dedicação. Nesse sentido, uma postura positiva em relação à vida é essencial: "em vez de reclamar o tempo todo do que te falta, agradeça pelo que você possui e sente", diz Lama Dorje. Analise suas conquistas e condições de bem-estar, você certamente já possui muita coisa abundante.

"O maior tesouro está dentro de nós. Por isso somos pobres, porque não cultivamos esse tesouro interno. Uma pessoa verdadeiramente rica é a que está feliz" explica. Para atingir esse estado de felicidade, ele recomenda que cultivemos as seis perfeições, as chamadas paramitas pelo budismo: a generosidade, a disciplina, a paciência, o esforço, concentração e a sabedoria. "Se temos essas seis perfeições, somos abundantes", complementa.

As perfeições que nos tornam abundantes

1. Generosidade - Mais do que abrir mão dos bens materiais e de consumo, é a disposição para dar algo ao outro de maneira espontânea e de boa vontade. O primeiro passo para você alcançá-la em plenitude é superar o apego. Dê o possível agora e deseje intensamente ser capaz de se desapegar daquilo de que é mais difícil renunciar. O exercício de tal atitude e a compreensão da transitoriedade das coisas evitam que soframos exageradamente na ausência de objetos, pessoas ou posses que consideramos importantes. Não adie uma ação generosa. Aproveite cada oportunidade que surgir na vida, pois possuir muito é inútil e, quanto maior a doação, mais recursos virão em nossa direção. Mas a generosidade só tem valor quando é sincera, feita com alegria e sem esperar nada em troca.

2. Disciplina - Esse preceito se manifesta de três maneiras diferentes: a coibição do mal, a criação da virtude e o trabalho voluntário pelo próximo. Um dos papéis da disciplina é evitar a impulsividade, o arrependimento e levar à consciência plena das palavras e dos atos diários. O primeiro passo para ter essa virtude é reconhecer e admitir os pensamentos e ações faltosos como tais. Depois vem a necessidade de transformar suas atitudes. Se você quiser que as coisas aconteçam de forma diferente, terá de mudar de hábitos.

3. Paciência - Mais do que a simples calma, a paciência representa a capacidade de permanecer com a mente serena em qualquer situação, aceitando as adversidades e confiando que, aconteça o que acontecer, será para seu bem. Ela é mais ou menos uma compilação da tolerância, da resignação e da fé. A paciência é a possibilidade de perceber as dificuldades e defeitos dos outros e de compreendê-los, sem julgar, criticar ou condenar. Algo que não é fácil, é claro, mas que pode ser conquistado pouco a pouco.

4. Esforço - As conquistas ganham sabor especial quando alcançadas com esforço. Para o budismo, não é somente o bom resultado que nos alegra, mas o caminho que percorremos para consegui-lo. Se uma pessoa não alcança o que deseja, se tiver se dedicado a isso, ficará feliz no final, pois sabe que fez o seu melhor. Essa união de prazer e dedicação é o esforço entusiástico, virtude capaz de tornar menos espinhosas as tarefas mais difíceis.

5.Concentração - Se você tem a mania de fazer tudo ao mesmo tempo ou se preocupa com problemas que ainda não aconteceram, para o budismo, seu comportamento demonstra que sua mente não está tranquila e, sim, dominada pelo medo e pela ansiedade, emoções contrárias à felicidade. A melhor maneira de combater esses sentimentos é manter a atenção no presente, fazer uma coisa de cada vez, com total concentração, sem perder o foco. Para aprimorar a concentração, a recomendação budista é a meditação, que acalma os pensamentos e evita que possíveis problemas, reais ou imaginários, desviem nossa atenção do que realmente importa: o agora.

6. Sabedoria - Raiz de todas as qualidades, é importante para a prática de todas as outras. Sem ela, a generosidade, a disciplina ética, a paciência, o esforço e a concentração se tornam cegos. É ela que faz com que cada virtude se torne mais forte. A visão mais abrangente das causas e consequências de nossos atos é a sabedoria, virtude que pode ser adquirida com estudo, observação da realidade e fortalecimento de um olhar mais profundo sobre a existência humana.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso