Diário da Região

    • -
    • máx min
01/07/2018 - 00h00min

SAIA DO PILOTO AUTOMÁTICO

Livro fala sobre se desvencilhar do modo 'piloto automático'

Livro "Mindfulness Para Uma Vida Melhor" traz capítulo com Prem Baba e nos ensina a estar inteiros no que fazemos

Divulgação Livro Mindfulness para uma vida melhor
Livro Mindfulness para uma vida melhor

O ser humano nunca esteve tão desconectado do que é importante para si mesmo, nem tão distraído com o mundo externo e ao mesmo tempo cheio de dúvidas com relação a questões internas. As pessoas não sabem direito o que faz bem ou não a elas e sequer conseguem prestar atenção porque estão desconectadas de questões como "o que eu quero?", "o que me faz bem?", "o que eu sinto?". Mas onde encontrar essas respostas num mundo tão agitado e cheio de distrações?

Esse é ponto central do livro "Mindfulness Para Uma Vida Melhor", de Eduardo Elias Farah, sócio e instrutor de mindfulness na Invok - consultoria que atende profissionais e organizações público e privadas - que acaba de ser lançado pela editora Sextante. Um dos destaques do livro é um capítulo especial sobre meditação escrito pelo líder espiritual Sri Prem Baba, com quem Farah tem uma relação importante em seu processo de autoconhecimento e contato com a atenção plena.

Mindfulness pode ser traduzido como atenção ou consciência plena. É o princípio mais básico da vida: o de que estamos aqui e agora - onde e quando quer que isso signifique.

No livro, o autor fala justamente sobre os benefícios de agir com foco e se desvencilhar do modo "piloto automático" que ativamos na tentativa de dar conta de tudo na correria do dia a dia. "Eu sinto que as pessoas estão muito distantes delas mesmas e você percebe isso objetivamente a partir do funcionamento do pensamento compulsivo, da mente, como se fosse um disco riscado onde você está sempre distraído, contando as mesmas histórias para si mesmo e que não são as mais importantes e não são aquelas que vão te fazer feliz", diz Eduardo Farah.

Outro desafio da atualidade é nunca foi tão difícil as pessoas se relacionarem de verdade, com intimidade, de maneira próxima e amorosa. "Elas estão distantes delas e distantes das outras e isso gera muita infelicidade mas elas não prestam atenção nisso. Elas têm a atenção e consciência rebaixadas sem perceber o quanto isso afeta tudo o que elas fazem", complementa Farah.

Alguns dos benefícios da prática

  • Melhora na qualidade das relações interpessoais e sociais
  • Desenvolvimento da real capacidade de observação
  • Aprimoramento no uso da inteligência emocional
  • Estimula a força de vontade
  • Aumenta a criatividade
  • Capacidade de realização e de melhor administração do tempo
  • Auxilia no tratamento de doenças e distúrbios

Sofrimento insuportável

A pergunta é: será que as pessoas têm a consciência de que precisam mudar o padrão que está no modo automático? Farah explica que uma parcela da população já começa a perceber que alguma coisa está fora do lugar e que o estágio de sofrimento atingido está se tornando insuportável. “As pessoas estão sofrendo muito. Nunca se viu tanta gente com crise de pânico, de ansiedade desde muito cedo. Jovens estão perdidos, voltando sua atenção para o uso de drogas, de bebidas para tentar tapar esse buraco, esse espaço de tanto sofrimento que não conseguem tapar. Você percebe isso no uso quase indiscriminado de medicamentos que deveriam ser bem aplicados como antidepressivos e ansiolíticos”, diz.

Atenção plena é a resposta

"Percebo que a capacidade de aquietar a mente e estar inteiro naquilo que fazemos, obtida por meio da prática de mindfulness, é a porta para sermos felizes e para expressarmos o melhor que há em cada um de nós, pondo fim ao sofrimento", diz Eduardo Farah.

A boa notícia é que é possível treinar a atenção. Embora exija um direcionamento da sua vontade para fazer isso, é algo acessível. "É algo possível de ser feito a partir do momento que você efetivamente percebe a importância disso e se dispõe a fazer esse treino com calma, perseverança e resiliência", diz o autor.

O livro apresenta técnicas para retomar o foco e a consciência dos sentimentos, pensamentos e reações. Os exercícios propostos são simples e podem ser realizados até mesmo durante atividades que já fazem parte do cotidiano, como cozinhar, dirigir ou escovar os dentes.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso