Diário da Região

    • -
    • máx min
09/06/2018 - 00h30min

IPCA

Gasolina sobe 21% em 12 meses

O grande vilão do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) nos últimos 12 meses foi a gasolina, com um aumento nas bombas dos postos de combustíveis na ordem de 21,48%

O aumento nos preços dos combustíveis, acompanhando a política de reajustes de preços da Petrobras, tem pesado na inflação oficial do País nos últimos 12 meses. O grande vilão do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) nos últimos 12 meses foi a gasolina, com um aumento nas bombas de 21,48%, o equivalente a 0,81 ponto porcentual da taxa de 2,86% acumulada pelo IPCA no período.

O diesel subiu 19,78% em 12 meses, mas pesa menos na inflação ao consumidor, por isso o impacto se limitou a 0,03 ponto porcentual.

O gás de botijão ficou 13,04% mais caro em 12 meses, uma contribuição de 0,16 porcentual para a inflação do período. O Gás Natural Veicular (GNV) aumentou 13,84%, impacto de 0,02 ponto porcentual.

A gasolina e o diesel puxaram a alta de 1,38% registrada pela inflação de preços monitorados em maio, ao lado do item energia elétrica. Em 12 meses, a energia elétrica ficou 3,97% mais cara, uma influência de 0,14 ponto porcentual sobre o IPCA.

A inflação de bens e serviços monitorados pelo governo acumulada em 12 meses ficou em 8,15% em maio.

Maio

Segundo o IBGE, a gasolina ficou 3,34% mais cara em maio, o que resultou também no maior impacto sobre a inflação do mês, o equivalente a 0,15 ponto porcentual da taxa de 0,40% registrada pelo IPCA. O óleo diesel subiu 6,16% no IPCA de maio, mas com impacto de apenas 0,01 ponto porcentual.

Já o etanol caiu 2,80%, um impacto negativo de 0,03 ponto porcentual.

As passagens aéreas também contribuíram para conter a inflação no mês. As tarifas aéreas recuaram 14,71% em maio, uma contribuição negativa de 0,05 ponto porcentual para o IPCA.

"A passagem aérea foi o maior impacto negativo", ressaltou Fernando Gonçalves, gerente na Coordenação de Índices de Preços do IBGE.

Os gastos das famílias com Transportes passaram de estabilidade em abril (0,00%) para avanço de 0,40% em maio.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso