Diário da Região

    • -
    • máx min
12/06/2018 - 19h05min

Painel de Ideias

Toda maneira de amor vale amar

O amor nem sempre é paciente, nem sempre é bondoso. Às vezes vem cheio de orgulho, de interesses, de rancor. O amor não suporta tudo. Muitos amores não são aceitos, são julgados, sentenciados e mortos

Divulgação Anna Claudia Magalhães | annamagalhaesc@gmail.com
Anna Claudia Magalhães | annamagalhaesc@gmail.com

Logo no começo da semana, resolvi tirar umas horinhas do meu dia para assistir um programa sobre histórias de amor. Veja bem, não era um programa sobre finais felizes, era sobre histórias de amor. Histórias longas, pequenas, conturbadas, serenas, tristes e felizes, mas todas emocionantes, todas tocavam de alguma forma. Enamorar, em amor estar, namorar, namorado, namorada, namorados, namoradas. Existem tantas formas de comemorar o dia de ontem. Uma delas é escutando o amor do outro.

Que dificuldade é compreender um amor que não é o nosso. Assisti esse programa justamente porque queria conhecer histórias além das minhas. E isso é se apaixonar, conhecer e respeitar uma história além da nossa, todas as diferenças, todas as dificuldades e tudo aquilo que não se explica. Vi histórias de loucuras sem sentido, de uma avó que se encantou por outra avó, de amores de uma vida inteira, de besteiras de carnaval, de adolescentes confusos em retiros espirituais, de decepções e de encontros cármicos, todas elas me preencheram, porque em todas, aquele que se enamorou vivia uma verdade incontrolável dentro de si. E eu me propus a compreender outras verdades, outros sentimentos que não eram os meus.

O amor parece tão próximo, tão perto, quando saímos as ruas, como nessa semana, e estouram corações em nossos olhos, chocolates, bolsas, perfumes, casais padronizados de mãos dadas. O amor romântico tem uma forma tão definida que até parece que existe um protocolo para namorar e ser feliz. Precisa cheirar bem, ter gosto bom, ser do jeito que os outros gostam e não exatamente como se é. A verdade é que o amor real está muito distante do nosso entendimento e das nossas vidas.

Já amei alguéns, já namorei outros alguéns e sempre foi uma experiência diferente. Algumas vezes horríveis, outras engrandecedoras, todos os amores que conheci me serviram de alguma forma. Tudo fez sentido quando finalmente entendi que não se tratava só de mim, se tratava de olhar e compreender a forma de outro amor, seja ele de quem me acompanha, seja o de outras pessoas que o vivem. Tudo que busco é não idealizar nada em relações porque em todas elas só o que eu acho não serve e tudo vale a pena.

E não, o amor nem sempre é paciente, nem sempre é bondoso. Às vezes vem cheio de orgulho, de interesses, de rancor. O amor não suporta tudo. Muitos amores não são aceitos, são julgados, sentenciados e mortos porque não são como nós pensamos a vida inteira que deveriam ser. Não são lindos e belos aos nossos olhos. Basta saber que o amor não é puro e os namoros também não, assim como o próprio ser humano, é diverso e complexo. Tudo o que podemos fazer diante dele é aceitá-lo. Independente de negar ou abraçar aquele amor, quem se enamora merece, antes de tudo respeito.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso