Diário da Região

07/06/2018 - 00h30min

Painel de Ideias

Lonnie Johnson e os senões do espírito

Ao ouvirmos essas canções entendemos claramente por que Bekker Jr. afirma que Johnson "foi uma figura central na (...) emergência da guitarra como um instrumento de solo em conjuntos populares"

Divulgação Fernando Aparecido Poiana | fernando_poiana@hotmail.com
Fernando Aparecido Poiana | fernando_poiana@hotmail.com

Lonnie Johnson (1894-1970) é uma dessas figuras paradoxais que povoam a história do blues. A contradição básica, nesse caso, mora no fato de que, como afirma Peter O. E. Bekker Jr. no livro "The Story of the Blues", Johnson "gravou extensivamente, tanto como artista solo quanto como guitarrista junto com os maiores nomes do blues e do jazz", mas, ainda assim, completa o autor, o músico "normalmente é ignorado em discussões sobre jazz, blues e rock".

Bekker Jr. não entra nos pormenores do porquê desse "esquecimento" de Johnson por parte dos críticos, no entanto. O autor limita-se a dizer apenas que "menosprezado como um anacronismo durante o revival do blues e do folk nos anos 1960, Johnson deixou, contudo, um legado monumental como um inovador na guitarra e um disseminador de uma forma de música instrumental excepcionalmente sofisticada". Dentre as canções que ilustram esse argumento estão "I Done Told You", "Got the Blues for the West End", "To Do This, You Got To Know How" e "Stomping 'em Along Slow". Essas músicas misturam progressões de blues tradicional com passagens diminutas que dão um toque jazzístico ao fraseado desse bluesman.

Ao ouvirmos essas canções entendemos claramente por que Bekker Jr. afirma que Johnson "foi uma figura central na (...) emergência da guitarra como um instrumento de solo em conjuntos populares". Bekker Jr. completa sua declaração dizendo que "mestres do Delta blues como Skip James e Robert Johnson imitavam seu jeito de tocar [e] bluesmen modernos como B.B. King e T-Bone Walker reconhecem que são tributários das inovações de Johnson". A partir desse raciocínio, é possível estender esse argumento e afirmar que muito do que guitarristas de blues, blues rock e rock n' roll dos anos 1950, 1960 e 1970 fizeram em termos de solos e de improvisação está, de alguma forma, enraizado na tradição musical que remete às canções de Johnson.

Embora seja mais conhecido pelas suas músicas instrumentais, Johnson também era ótimo cantor. Dentre suas composições com letra mais importantes estão "She's Only a Woman", "Devil's Got the Blues" e "Hard Times Ain't Gone No Where". Nelas, o eu-lírico põe em perspectiva o moralismo conservador, trata das paixões profundas que geram e alimentam todo tipo de insensatez e expõe, com sutileza irônica, a dissimulação dos abastados choramingas.

As composições de Johnson, portanto, continuam bastante relevantes porque, do ponto de vista harmônico e melódico, são revisitadas, mesmo que inconscientemente, por uma infinidade de instrumentistas. Ademais, do ponto de vista lírico, suas canções tematizam aspectos incontornáveis das nossas vivências individuais e coletivas, e denunciam os senões do espírito que sempre tentamos preterir, seja por indolência ou má-fé.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso