Diário da Região

    • -
    • máx min
10/06/2018 - 00h30min

Cartas do Leitor

Copa

"Futebol vai fechar UBSs e creches por meio período em dias de jogos da Seleção na Copa" - Diário da Região, 9/6. Quero que a Seleção Brasileira de futebol se dane. Vamos acordar pra vida gente, o Brasil numa crise profunda e um monte de pessoas pensando em parar o País para ver um monte de moleques mimados pela imprensa se divertindo, correndo atrás de uma bola e ganhando milhões, enquanto o povão ganha uma miséria, trabalhando igual uns camelos para sustentar a família. Acorda, Brasil.

Gilmar M. Gouvêa, Rio Preto.

*

Vergonhoso. Outra crise. Não existe. E ainda quando nos colocamos contra, as pessoas olham espantadas. Como assim, você não quer ver o Brasil campeão? Não, eu quero que saiam na primeira fase, pois a Copa não me acrescenta nada. E ainda querem que gritemos "sou brasileiro com muito orgulho", vendo pessoas morrendo em hospitais por falta de condições, famílias não tendo o que comer, nos trancando em casa com medo da violência, entre tantas outras coisas. Pergunto: que orgulho é esse?

Elen Brito, Rio Preto.

*

O Brasil pegando fogo e mergulhado em corrupção e me vêm falar em Copa, Seleção, Neymar e outras porcarias. Eu quero que vão para o inferno.

Luis Carlos Siqueira, Rio Preto.

Maria Esther

Na última sexta (08/06) perdemos Maria Esther Bueno, a maior atleta brasileira da história. Lamentavelmente não teve em sua terra natal o devido reconhecimento que merecia. Se perguntar nas ruas, dificilmente encontra alguém que a conhece, isso em um país carente de ídolos. Dona de 589 títulos (isso mesmo, quase 600 títulos na carreira), ela venceu 19 Grand Slams (os 4 existentes, inclusive) e em todas as categorias possíveis (simples, duplas femininas e duplas mistas). Foi 3 vezes a número 1 do mundo.

Nenhum outro atleta brasileiro foi tão vitorioso quanto Maria Esther Bueno, e incluo nessa lista Pelé. Foi uma das pioneiras no esporte feminino em uma época que havia forte preconceito na prática esportiva de mulheres no Brasil. Até os tempos atuais, sempre que estava em algum torneio no exterior, os organizadores faziam questão de anunciarem sua presença, onde era referenciada pelo público, em especial nos EUA e Reino Unido. Tinha lugar cativo no camarote real de Wimbledon, sentando ao lado da rainha Elizabeth.

Aliás, somente lá foram 8 conquistas. Único torneio Grand Slam disputado em grama, disputou ele pela primeira vez aos 19 anos sem nunca ter jogado na grama. É como se Ayrton Senna tivesse sido campeão de um GP sem nunca ter dirigido um carro antes. Desejo apenas que descanse em paz nossa eterna bailarina (como era chamada pela elegância em quadra) e que seus feitos e legado jamais sejam esquecidos principalmente pelos brasileiros.

Sebastião Luiz Neves Júnior, Rio Preto.

Golpe

"Depois de mais um golpe como esse nós temos a total certeza de que Lula é um preso político. Sabe aquele acordo com supremo e tudo? Ele está cada vez mais forte e ostensivo", escreveu no Twitter o deputado federal Marco Maia (PT-RS). Dezenas de juristas participaram, em Porto Alegre, da fundação do núcleo gaúcho da Associação Brasil de Juristas pela Democracia (AJBD), ligada a uma iniciativa nacional formada para a defesa da democracia na esteira do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

O ex-presidente da Comissão da Verdade da Assembleia Legislativa de São Paulo Adriano Diogo destacou em um artigo publicado no site Outras Palavras que apesar do impacto advindo da revelação do documento da Agência Central de Inteligência (CIA) dos EUA, relatando uma reunião do presidente Ernesto Geisel e generais que, em março de 1974, decidiram prosseguir com o programa macabro de execução sumária de opositores do regime, o assunto era "há anos, largamente conhecido pelas organizações de direitos humanos e de familiares de mortos e desaparecidos políticos".

Alfio Bogdan, Rio Preto.

Bachellet

Chorei quando meu filho mandou o vídeo da despedida da presidente do Chile Michele Bachellet, após dois mandatos, deixando um legado de honestidade, trabalho, dignidade ao longo de seu mandato. Não estava envolvida em nenhum ato vergonhoso de corrupção a semelhança de outros países como nosso Brasil e America Latina. Ao longo de seus mandatos, enfrentou dois grandes terremotos. Conseguiu reconstruir o país, sem alarde e sem propaganda,sempre pensando no povo com amor e responsabilidade de um chefe de estado verdadeiro.

Acredito que ela é a única no mundo que, ao cumprir o mandato, deixa o povo beijando e chorando. Até as crianças pequenas foram ao palácio beijá-la. Quando é que um presidente, ao deixar o cargo, alguém sai às ruas para chorar? Quem viu o vídeo ficou emocionado e verteu lágrimas de emoção, de amor, de respeito por uma mulher de aparência simples, que nunca se ouviu falar uma só palavra que a desabonasse.

Políticos do mundo todo devem estar com vergonha. Deveriam seguir esse exemplo. Ela conseguiu tudo isso porque durante seu governo aplicou todo o orçamento em segurança, ensino, saúde, etc. Não roubou e nem desviou o dinheiro do povo para outras finalidades não recomendáveis. Saiu apenas com um apartamento onde reside e uma motocicleta.

Cidinha Cury Antonio, Rio Preto.

Religião

Dizem que toda religião é boa! Mas será que isso é verdade mesmo? Outros dizem que basta ter uma religiosidade própria, independente de religião! Isso é suficiente? Cada um criando e praticando sua própria religiosidade pode produzir um bom fruto? Se formos comparar religiões ou práticas religiosas, precisaremos ter uma métrica. E uma métrica que seja objetiva. Achando a métrica certa, poderemos ver quais as religiões e práticas religiosas são boas e quais são ruins. Penso nisso há anos.

Uma boa métrica, penso, seria verificar as bênçãos que um seguidor de uma religião ou prática religiosa recebe. Essa é a métrica que se deduz do Antigo Testamento. Como podemos ver em diversos textos, especialmente no Livro de Jó. Dali podemos tirar como bênçãos a saúde, a felicidade, as riquezas, os filhos. Mesmo essas métricas seriam subjetivas, por exemplo, quanto dinheiro torna alguém rico?

Mário Eugênio Saturno, Catanduva.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso